RIO BRANCO

Política

Acre reage contra boicote de dono de balsa à construção da ponte

O empresário e deputado Roberto Dorner (PP/MT) mais uma vez tentou barrar a obra na justiça, desta vez sendo derrotado.

Publicados

Política

O empresário e deputado Roberto Dorner (PP/MT) mais uma vez tentou barrar a obra na justiça, desta vez sendo derrotado.

mais uma vez tentou barrar a obra na justiça, desta vez sendo derrotado.

Ele lucra quase R$ 2 milhões por mês cobrando até R$ 190 pela passagem de veículos para balsa e tem o poder de, virtualmente, isolar o Acre com a precariedade do serviço que oferece.

Há um político que quer ser dono do Acre. Ele quer determinar o futuro de pelo menos 800 mil pessoas no Estado. É que ele tem o poder de, virtualmente, isolar o Acre do mundo. Trata-se do deputado federal pelo Mato Grosso, Roberto Dorner (PP-MT), empresário que chega faturar quase R$ e milhões por mês com a travessia das balsas no rio Madeira, no Abunã.

Pois é esse homem que agora entrou na Justiça para, com argumentos absurdos, tentar barrar a construção da ponte que acabaria com seu monopólio de transportes, uniria o Acre ao Brasil e, finalmente, acabaria com o controle privado da economia acreana e o direito de ir e vir de seu povo.

Dono de seis concessões de transporte por balsas em rodovias federais, que explora como monopólio, Roberto Dorner é um político sem expressão, mas economicamente é forte. Ele é dono de uma rede de TVs em Mato Grosso e da Rodonave, estaleiro em Porto Velho, que constróis as balsas que usa no transporte em vários pontos do país.

Leia Também:  Secretaria de saúde realiza a 3ª conferência em Epitaciolândia

Mas sua galinha dos ovos de ouro é o Acre, com a balsa do Abunã. Parece impossível pensar que uma única pessoa possa deter o monopólio de acesso a uma rodovia federal, paga com impostos de todos os brasileiros. Pois ele não só tem esse poder, desde 1988, quando substituiu o Exército na operação da travessia, como ainda luta com todas as forças para impedir a ponte que seria a liberdade para o Estado.

A última derrota do empresário foi na justiça, quando ele tentou paralisar a instalação do canteiro de obras sob alegações de falta de estudos técnicos. Antes, ele liderou o boicote à obra, que deveria ter começado a ser feita ainda em 2008. Com isso, conseguiu estender seui domínio na região por mais uma década e pode completar 30 anos de virtual controle de acesso á Amazônia Ocidental.

Dorner também estaria por trás de boatos que dariam conta que a presidenta Dilma havia cancelado as verbas para obre, que foram desmentidos categoricamente pelo senador Jorge Viana. O empresário usa a força econômica e política de seus meios de comunicação e empresas para forçar adiamentos, questionamentos e para lançar uma campanha insidiosa contra a obra.

Leia Também:  Hasteamento das bandeiras inicia parte cívica dos 107 anos de Brasiléia

Essa campanha, na verdade, se vira contra o Acre. O senador Jorge Viana chegou a pedir ao ministério dos Transportes o afastamento imediato da empresa do deputado do monopólio dos transportes, alegando, com razão, que o serviço cobra tarifas extorsivas com um serviço precário, sem qualquer segurança. Mas a melhor resposta  a essa tentativa de boicote ao Acre é a união de seu povo e dos políticos de todos os partidos em defesa da imediata continuidade das obas da Ponte do Abunã.

Fonte: jornalatribuna.com

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Cultura

Casa do Artesão do Vale do Juruá Luiz de Melo é reinaugurada em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Por

Na noite de sexta-feira, 15, foi realizada a reinauguração da Casa do Artesão do Vale do Juruá Luiz de Melo. O Projeto de revitalização contou com o apoio da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, da Associação dos Artesãos do Vale do Juruá (ASSAVAJ), da Master Ideias, do Sebrae e a execução ocorreu por meio da Fundação do Banco do Brasil “Reciclar para Viver”.

O espaço cultural é administrado pela Associação dos Artesãos do Vale do Juruá, que tem 42 associados, sendo uma marca de referência nacional e internacional.

A presidente da associação, Nilma Nascimento, e a vice presidente, Rosa Ribeiro, contaram durante o evento sobre o trabalho que é desenvolvido e endossaram sobre a sua felicidade em ver o local sendo revitalizado.

A secretária de turismo e empreendedorismo Gleiciane Cruz relatou que esse projeto surgiu para proporcionar um destaque ainda maior para o trabalho que já é realizado.

“Esse é um trabalho que ficou muito bonito, destacando o trabalho dos nossos artesãos e também a forma estrutural. Aqui tem pinturas que trazem a imagem dos nossos pontos turísticos e só temos a agradecer o apoio de todos que nos ajudaram para tornar isso possível,” disse a secretária.

Leia Também:  Prefeitura de Cruzeiro do Sul inicia emissão de DAP e proporciona acesso facilitado a crédito rural

O Gerente do Banco do Brasil Sérgio Miranda relatou que foi uma honra poder participar do projeto.

“Através do Banco do Brasil e Fundação conseguimos incentivar essa integração social que é almejada por muitos, sendo um projeto que pode ser feito por diversos lugares no país, desde que obedeçam aos requisitos,” frisou Sérgio.

O Deputado Nicolau Júnior, que também esteve presente no evento parabenizou a ação. “Esse é um projeto muito bonito, que vem a ajudar os nossos artesãos a ganharem cada vez mais destaque, parabéns a todos pela iniciativa”, pontuou ele.

O prefeito Zequinha Lima agradeceu o apoio das instituições parceiras.

“Hoje não conseguimos realizar nada sozinhos, sempre precisamos das instituições parceiras, então esse projeto é a junção de esforços que deu um excelente resultado para os nossos artesãos com esse espaço para exporem seu trabalho”, destacou ele.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Moreira da pousada pode se o pré candidato a vice de Fernanda Hassem

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA