RIO BRANCO

Variedades

Tião pede que o governo federal oriente haitianos a não virem ao Acre

Com o aumento da alagação em Brasileia, o governo do Estado não tem condições de recepcionar os imigrantes haitianos

Publicados

Variedades

Com o aumento da alagação em Brasileia, o governo do Estado não tem condições de recepcionar os imigrantes haitianos

Foto:  Gleilson Miranda/Secom

O governador Tião Viana revelou nesta terça-feira, 24, durante visita a Brasileia, que o governo do Estado encaminha um documento para a Presidência da República solicitando que sejam tomadas ações imediatas quanto à conscientização dos haitianos sobre os perigos de vir ao Brasil entrando pelo Acre neste momento.

A medida foi necessária perante o Estado de calamidade que se encontra Brasileia devido à cheia do Rio Acre, que transbordou por mais de 90% da cidade.

“Nós reivindicamos ao governo federal que pelo menos avise ao governo do Haiti a restrição da saída de pessoas de Porto Príncipe [capital do país]. E se saírem, que saiam com visto para entrar em qualquer Estado brasileiro, mas não venham para o Acre – escolham outra rota, porque nós não temos condições de fazer acolhimento dessas pessoas que estão passando por privações”, disse o governador Tião Viana.

Do fim de 2010 até os dias atuais, mais de 32 mil haitianos já entraram no Brasil pelo Acre, a partir fronteira do Peru com a cidade Assis Brasil, indo em seguida para Brasileia, cidade que enfrenta a maior cheia de sua história, com o Rio Acre na marca de 15,42 metros, sendo a cota de transbordamento de 11,40 metros. A situação é ainda mais complicada, pois a única ponte que liga as cidades de Brasileia a Epitaciolândia está coberta por meio metro de água.

Leia Também:  Rio Madeira: governo une esforços e planeja ações em caso de cheia

Todos os esforços do governo estão voltados para ajudar a população de Brasileia. Mais de 450 homens estão envolvidos, entre membros do corpo de bombeiros e dez secretarias estaduais. Os haitianos, que chegam exaustos após longas viagens agenciadas por “coiotes”, não terão mais a capacidade de recepção do governo do Estado enquanto a situação na região do Alto Acre não estiver controlada.

Fonte:Samuel Bryan Agência de noticias do Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Governo entrega mais de 300 novas vagas na Unidade Penitenciária de Sena Madureira

A área de convivência familiar e o alojamento dos agentes penitenciários também foram melhorados.

Publicados

em

Por

A área de convivência familiar e o alojamento dos agentes penitenciários também foram melhorados.

Por Samuel Bryan

O governador Tião Viana entregou na manhã desta quinta-feira, 1, dois novos blocos de convivência para reeducandos da Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, que agora, com 312 novas vagas, zera o déficit prisional do município.

Foram investidos R$ 5 milhões. Além dos blocos, o espaço também teve uma ampliação da muralha, com novas guaritas elevadas, calçamento e todo o cercamento do alambrado em torno da unidade. 

A entrega faz parte das três mil novas vagas em unidades prisionais de todo o Acre abertas pelo governador Tião Viana durante sua gestão, num investimento que chega a R$ 70 milhões no sistema prisional do estado, com obras de reforma e ampliação em todos os presídios.

“Com mais essa entrega, as regionais de Sena Madureira, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Rio Branco estão completamente reestruturadas e com os agentes valorizados com plano de carreira. E o problema da violência não é falta de vagas nas escolas, onde aqui no Acre elas estão sobrando. É mais complexo, com a pressão do narcotráfico destruindo gerações porque as fronteiras da Amazônia estão abertas”, conta o governador Tião Viana.

Leia Também:  Rio Madeira: governo une esforços e planeja ações em caso de cheia

Os novos blocos entregues seguem o padrão composto por circuito interno de videomonitoramento, cela com acessibilidade, alojamentos para agentes penitenciários, solário, guarita e alambrado.

O diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Aberson Carvalho, completa: “Aqui no presídio de Sena Madureira nós triplicamos o número de vagas. Isso reflete uma qualidade na ressocialização e na atividade laboral dos agentes penitenciários. Aumentamos o conforto dos nossos servidores, o que leva à melhoria da qualidade do trabalho.”

Veja o Vídeo da Prefeita Fernanda Hassem que está em Brasília em busca de recursos para Brasiléia.

A Prefeita, Fernanda Hassem, está em Brasília em busca de mais recursos para o município de Brasiléia. E para isso está participando de audiências com os parlamentares da bancada acreana mostrando as necessidades da cidade, e de sua população. Esse é um momento decisivo para aqueles que querem ajudar Brasiléia, e seus moradores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA