RIO BRANCO

Variedades

Eu Quero Pedaço Do Bolo-Oposição Mais Dividida Ainda No Acre

Ex-deputados comentam o assunto pelas redes sociais.

Publicados

Variedades

Ex-deputados comentam o assunto pelas redes sociais.

Gladson Cameli (PP), que defende candidatura única das oposições para a disputa do governo do Acre, em 2014

Gladson Cameli (PP), que defende candidatura única das oposições para a disputa do governo do Acre, em 2014

Durante a entrevista coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (4), no auditório da Aleac, o deputado federal (PP-AC) Gladson Cameli classificou o evento como “o encontro das pessoas que realmente se preocupam com o futuro do Acre e querem fazer a alternância de poder que o povo precisa”. Alguns ex-deputados se manifestaram pelo Facebook após o encotro.

Gladson Cameli (PP), que defende candidatura única das oposições para a disputa do governo do Acre, em 2014, conseguiu reunir o deputado federal Márcio Bittar (PSDB) e o prefeito Vagner Sales (PMDB), mas os dois irão continuar em chapas separadas.

Mesmo assim, o deputado continua otimista: “Hoje começa uma nova história para o Estado do Acre”, diz Cameli. Segundo ele,  representantes de PMDB, PSDB, PP, PMN, PPS, PR, PPS, Solidariedade e PT do B – vão desenvolver um plano de governo que deverá ser apresentado ao povo do Estado no primeiro semestre de 2014.

Candidaturas continuam

O prefeito de Cruzeiro do sul Vagner Sales disse que não pode abrir mão de sua candidatura já que sua gestão tem, segundo ele, 80% de aprovação. Mas para ganhar a eleição, a oposição deve fazer qualquer coisa: “A unidade não é impossível se o objetivo for ganhar as eleições”.

O peemedebista declarou que “se na avaliação que será feita em março, Bittar sair mais bem avaliado”, irá apoiá-lo. Vagner Sales quer que as conversas incluam também o senador Petecão (PSD) e Bocalom (ex-prefeito de Acrelândia), também candidatos ao Governo do Acre.

Leia Também:  O que pode cair no Enem no próximo fim de semana? Ebola

“Espero que eles possam pensar no povo do Acre que precisa de mudança e integrem este bloco de partidos que luta por uma candidatura única. Se acontecer um resultado negativo será débito na conta das pessoas que não tiveram a capacidade de pensar no projeto coletivo”.

O deputado federal Márcio Bittar afirmou que não terá problema em apoiar Vagner Sales, se seu nome for melhor aceito que o seu, em março de 2014.

“Tenho pelo Vagner e pelo PMDB, admiração e respeito. Não há um projeto que possa ser audacioso e inovador sem a participação do PMDB. Se o nome de Vagner se viabilizar não vai ter problema nenhum, vou trabalhar para ele, que provou não ser apenas bom de tribuna, mas está dando um show de administração em Cruzeiro do Sul”.

Reações adversas

O ex-deputado estadual Luiz Calixto, que é defensor de duas candidaturas, disse nas redes sociais logo após o encontro, que o candidato Bocalom teve quase 50% dos votos nas duas últimas eleições e isso deve ser respeitado.

Segundo o ex-deputado estadual Luiz Calixto, o deputado federal Gladson Cameli “faltou com a verdade ao dizer que convidou Bocalom e Petecão para reunião onde ele e Marcio defendem a famosa “União em torno de si”. Ou seja: unir somente se ele e Bittar forem os escolhidos”.

O também ex-deputado Mazinho Serafim, do PMDB de Sena Madureira, indagou à Calixto: “Luiz como vamos ter fôlego para andar na zona rural e nos rios duas vezes me diga mal temos condições para o primeiro turno e outra coisa se tivermos todos juntos vamos ajuntar esse fôlego e ai o barranco do rio fica menor luiz vc sabe como fonciona o nosso acre”,argumentou.

Leia Também:  Planejamento autoriza Ministério da Justiça a abrir novo concurso.

Calixto retrucou: “se a oposição for fazer campanha pensando apenas em dinheiro, os ideais e propostas ficarão em segundo plano. E vc, que sempre fez campanhas abonadas, sabe melhor que ninguém, que dinheiro em política não é tudo”.

Alércio Dias, eventual candidato ao senado pelo bloco liderado por Bocalom e Sergio Petecão, entrou na discussão: “Metendo a minha colher nessa sopa, devo anotar que a oposição precisa é mostrar, com competência, as mazelas dos governos do PT e uma boa proposta para que o Acre mude de rumo. O Calixto está certo. Quem usa dinheiro é o PT porque tem muito nas mãos, embora seja público e tem a maquina para facilitar a distribuição”

O também ex-deputado Fernando Melo usou a rede para questionar a união da oposição, mas  confessando que ouviu teses de uma candidatura única “bem interessantes”.

“Sou partidário de candidaturas múltiplas. Faz parte das regras democráticas. Antes disso temos que ter um rumo, um bom projeto, um sonho como dizia o doutor George Pires quando fazia política. Depois, no segundo turno vem a união.

Assim, penso eu, que o escolhido a governar será democraticamente escolhido pela maioria absoluta. Porém estou sempre aberto para discutir as duas teses e pronto para ser convencido ao contrário a qualquer momento. Que tal um evento para discutir essas teses em cada partido e depois um grande evento geral? Isso seria democrático. Vamos ouvir sem preconceitos. Confesso que já ouvi teses de uma candidatura única bem interessantes”, disse Melo.

Ray Mello : AC24Horas

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Governo entrega mais de 300 novas vagas na Unidade Penitenciária de Sena Madureira

A área de convivência familiar e o alojamento dos agentes penitenciários também foram melhorados.

Publicados

em

Por

A área de convivência familiar e o alojamento dos agentes penitenciários também foram melhorados.

Por Samuel Bryan

O governador Tião Viana entregou na manhã desta quinta-feira, 1, dois novos blocos de convivência para reeducandos da Unidade Penitenciária Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, que agora, com 312 novas vagas, zera o déficit prisional do município.

Foram investidos R$ 5 milhões. Além dos blocos, o espaço também teve uma ampliação da muralha, com novas guaritas elevadas, calçamento e todo o cercamento do alambrado em torno da unidade. 

A entrega faz parte das três mil novas vagas em unidades prisionais de todo o Acre abertas pelo governador Tião Viana durante sua gestão, num investimento que chega a R$ 70 milhões no sistema prisional do estado, com obras de reforma e ampliação em todos os presídios.

“Com mais essa entrega, as regionais de Sena Madureira, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Rio Branco estão completamente reestruturadas e com os agentes valorizados com plano de carreira. E o problema da violência não é falta de vagas nas escolas, onde aqui no Acre elas estão sobrando. É mais complexo, com a pressão do narcotráfico destruindo gerações porque as fronteiras da Amazônia estão abertas”, conta o governador Tião Viana.

Leia Também:  O que pode cair no Enem no próximo fim de semana? Ebola

Os novos blocos entregues seguem o padrão composto por circuito interno de videomonitoramento, cela com acessibilidade, alojamentos para agentes penitenciários, solário, guarita e alambrado.

O diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Aberson Carvalho, completa: “Aqui no presídio de Sena Madureira nós triplicamos o número de vagas. Isso reflete uma qualidade na ressocialização e na atividade laboral dos agentes penitenciários. Aumentamos o conforto dos nossos servidores, o que leva à melhoria da qualidade do trabalho.”

Veja o Vídeo da Prefeita Fernanda Hassem que está em Brasília em busca de recursos para Brasiléia.

A Prefeita, Fernanda Hassem, está em Brasília em busca de mais recursos para o município de Brasiléia. E para isso está participando de audiências com os parlamentares da bancada acreana mostrando as necessidades da cidade, e de sua população. Esse é um momento decisivo para aqueles que querem ajudar Brasiléia, e seus moradores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA