RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Vídeo: Lobista cobrava por indicação a cargo no governo e por contato de pessoas próximas de Bolsonaro, segundo CPI

Publicados

Tudo sobre Política

Veja o Vídeo:

A mamata não acabou. No governo Bolsonaro, ela é tabelada. A CPI da Covid descobriu que o lobista Marconny Albernaz Faria “vendeu” por R$ 400 mil a indicação de Márcio Roberto Teixeira Nunes para um cargo no Instituto Evandro Chagas, no Pará, órgão vinculado ao Ministério da Saúde.

Márcio fez os pagamentos para a empresa de Marconny, foi nomeado e acabou preso num escândalo de propinas que envolveu R$ 1,6 milhão.

O esquema funcionou assim: Marconny inicialmente pediu uma propina que chamou de “incentivo” no valor de R$ 25 mil. Só para começar os trabalhos.

Inicialmente, Marconny tentou levar o nome de Márcio ao ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta. Não deu certo. Mandetta vetou a indicação.

Marconny não desistiu, e a conta da propina começou a subir. Ele passou a cobrar por encontros que tinha com outros ministros, inclusive os militares. Até o nome do vice-presidente Hamilton Mourão ele usou para convencer Márcio a fazer os desembolsos.

Quando todas as portas pareciam fechadas, Marconny escreveu: “Agora vai de cima pra baixo”. Foi quando entrou em cena Karina Kufa, advogada do presidente da República. Para encontrar a advogada, Marconny cobrou um incentivo de R$ 40 mil, segundo mensagens trocadas por WhatsApp.

Leia Também:  Governo lança Operação Escola Segura com novas estratégias

Marconny também avisou que se encontraria com o próprio presidente, mas a reunião não aconteceu. Segundo o lobista, Bolsonaro tinha outra agenda, a posse de uma autoridade em Itaipu que Marconny diz ter indicado.

A CPI já sabe que, além de Karina, Marconny tinha outras duas pontes com o governo: a família Bolsonaro (através do filho Jair Renan e da ex-mulher de Bolsonaro Ana Cristina Siqueira Valle) e um senador cujo nome não revelou.

“Não revelou, mas a CPI, com certeza, vai chegar a este nome”, garante o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues. As informações e do blog do jornalista Octávio Guedes, As informações e do blog do jornalista Octávio Guedes, no G1

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Perpétua Almeida cobrou explicações do governador do Acre, Gladson Cameli, em relação às empresas do Amazonas que são beneficiadas em licitações pelo governo. O governo contratou uma empresa do Amazonas para o aluguel de 21 veículos no valor de R $ 1,5 milhão. A contratação mais recente diz respeito a uma empresa, localizada em Manaus, que fornece almoço para pacientes e servidores das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Rio Branco. O presente contrato não tem valor de R $ 1 milhão.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Ministério Público e PF de Olho: O coveiro com desvio de função, que mama nas tetas da prefeitura, tem veículo do povo a sua deposição e faz aquilo que sua mestre Nandinha mandar

Publicados

em

Vereadora Neiva denuncia que vereador Elenilson usa de toda estrutura da prefeitura em benefício próprio e um dos benefício é o desvio de função – Arte: Alemão Monteiro

Ao final do expediente da Sessão ordinária que aconteceu na manhã desta terça-feira (26) na Câmara de vereadores de Brasileia, a vereadora Neiva Badotti trouxe a tona graves denúncias a respeito das possíveis práticas ilegais provenientes do Líder da Prefeita Fernanda na Câmara, vereador Elenilson Cruz.

De acordo com a parlamentar, Elenilson tem usado de todo a estrutura da Prefeitura de Brasileia em benefício próprio, inclusive tem usado veículos públicos para fazer visitas na zona rural do município.

Outra acusação proferida pela vereadora Neiva foi de o vereador Elenilson Cruz estar praticando desvio de função e a gestora Fernanda Hassem sendo conhecedora da situação e não ter tomado providência nenhuma quanto ao caso, torna-se conivente e assim estaria possivelmente praticando o crime de prevaricação.

Elenilson é funcionário de carreira da prefeitura de Brasiléia pertencente ao grupo dos profissionais que atuam no Cemitério da Cidade como Coveiro, mas deixou de atuar no Cemitério na gestão do Ex-prefeito Everaldo Gomes quando seu cunhado, Bil Rocha, há época era vereador da base do prefeito e conseguiu por meio de acordo políticos desviar a função de Coveiro para Agente Comunitário de Saúde.

Leia Também:  Cheque Classic vence Torneio Início da Copa Ouro Livre de Futebol Soçaite

Esses favores se estenderam na gestão da prefeita Fernanda Hassem com o apoio do cunhado Bil, que desde então vem fazendo parte das gestões de Fernanda Hassem, inclusive que enquanto vereador Elenilson tem que fazer aquilo que sua mestre mandar, caso contrário, voltará para o cemitério.

Prevaricação é um dos crimes praticados por agente público contra a administração em geral que consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. A pena prevista é de detenção, de três meses há um ano, e multa. Ver artigo 319 do Código Penal.

Neiva frisou ainda que os favorecimentos políticos que Elenilson, enquanto vereador, tem recebido são muito grandes, não só ele como muitos outros cidadãos tem recebido atualmente. De qualquer forma cabe aos órgãos de fiscalização a investigação sobre esta situação.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Fernando Haddad pede que Bolsonaro seja afastado e preso pelo "ataque grotesco" à democracia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA