RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Um absurdo o que está acontecendo!! Leo de Brito defende adiamento de votação da PEC 32 e diz que debate precisa ser aprofundado

Publicados

Tudo sobre Política

Em pronunciamento na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 16, o deputado federal Leo de Brito (PT) declarou que não é possível votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32, que trata da reforma administrativa, do jeito que o texto está sendo apresentado e, é preciso aprofundar o debate para que não penalize os servidores públicos, nem a população.

“Essa reforma administrativa proposta pelo presidente Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes, privatiza o Estado, precariza os serviços públicos, massacra os servidores e vai prejudicar, fundamentalmente, o brasileiro que está em casa e precisa de serviços públicos de qualidade”, frisa.

A proposta estava prevista para ser votada nesta quarta-feira, mas foi adiada e deverá entrar na pauta de votação de terça-feira, 21 e o deputado Arthur Maia (DEM-BA) deve apresentar novo relatório.

Leo de Brito acrescenta que mesmo sofrendo o que classifica como desidratação, ao passar pela CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania), a proposta continua atingindo os empregos públicos e só está sendo barrada graças à mobilização da bancada de oposição na Câmara, dos servidores e de sindicatos.

Leia Também:  Tião Viana se reúne com representantes de associações militares

“No relatório do deputado Arthur Maia anda temos o Artigo 37A, que privatiza os serviços públicos e, agora, como parece que o governo não tem votos na comissão, colocaram uma série de matérias estranhas à reforma administrativa. Tem praticamente uma PEC relacionada ao regime jurídico de policiais, inserida às vésperas da votação. Nada contra, mas isso tem que ser debatido em outra proposição, outra PEC”, pontua.

O parlamentar acreano destaca ainda que foi inserida uma nova reforma previdenciária no relatório. “É um absurdo o que está acontecendo. Nós fizemos um acordo, conseguimos protelar essa votação, mas foi um acordo baseado num relatório. Contudo, o que temos agora na mesa da comissão é um monstrengo. Temos que votar a PEC em outro momento, já que, inclusive, pelo que está proposto, não estão sendo excluídos privilégios dos poderes, porque isso foi retirado do texto. Nós precisamos aprofundar o debate”, conclui Leo de Brito.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Leia Também:  Vagner Sales desvia 100 milhões da Prefeitura de Cruzeiro do Sul: Segundo controlador, dinheiro era descontado do servidor, mas não era repassado a Previdência

Veja o Vídeo Abaixo: Neném Almeida subiu o tom com o que chamou de negligência e falta de gestão do governo Gladson. “O mais difícil foi comprar o aparelho de Raio X e ele está parado a três meses em Tarauacá por falta de instalação”, disparou. O parlamentar fez questão de lembrar da manifestação ocorrida em Cruzeiro do Sul, que teve aniversário de 7 da não instalação do Tomógrafo para o hospital Regional do Juruá. O governo é incompetente meus amigos, o governo que tanto falou em gestão mostra que não tem gestão.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias , seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos , seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci , seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Jenilson Leite cobra retorno do Auxílio Covid e antecipação da Etapa Alimentação aos servidores da Saúde

Publicados

em

O Acre registrou somente esta semana, entre segunda-feira (17) e quinta (20), 1.679 novos casos de Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde. Além destes dados oficiais do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco, disse que nesta quinta, o drive-thru montado na Arena da Floresta positivou 724 casos, apenas na Capital.

O deputado estadual e médico infectologista Jenilson Leite (PSB), divulgou um vídeo nesta sexta-feira (20), onde pontua ações que podem ser adotadas pelo Estado para mitigar a situação da população e dos servidores da Saúde diante desta terceira onda do coronavírus.

Entre as ações propostas pelo parlamentar estão o retorno do pagamento do Auxílio Covid, que começou a ser pago aos servidores em julho do ano passado e foi encerrado em dezembro. Ele pede também que o Governo antecipe o pagamento da Etapa Alimentação.

“Com aumento de internações, vamos precisar novamente dos nossos servidores de saúde que estão enfrentando uma terceira onda, e o Governo precisa retomar com o Auxílio Covid, precisa trazer para fevereiro aquela Etapa Alimentação que tínhamos pactuado e que seria para março, e precisa anunciar o reajuste linear para todos os servidores, inclusive os da saúde que mais uma vez se expõem diante da pandemia, e precisa ainda anunciar o concurso público para saúde”, pontua Jenilson.

Leia Também:  Acreano supera amputação de braço

O parlamentar levanta outra questão: a necessidade de ampliação da vacinação no estado. O Acre continua no topo entre os estados que menos vacinaram contra a covid-19. Segundo dados nacionais, o estado imunizou 47,09% da população com duas doses, ficando atrás apenas de Amapá e Roraima, com 38,73% e 38,64%, respectivamente.

Com este cenário, Jenilson pede que o Governo ajude os municípios a traçar e desenvolver estratégias. “Em tese a responsabilidade direta da vacinação é dos municípios, mas em um momento como esse não podemos deixar isso só na mão das prefeituras. Precisamos criar estratégias para ampliar essa capacidade”, destacou.

O avanço da vacinação é a estratégia fundamental para evitar um colapso na rede pública de saúde e mortes, pois garante que o paciente não desenvolva um quadro grave da doença em que precise de oxigênio e ser internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI).

“Quando estão com duas doses, essas pessoas evoluem de forma tranquila, mas temos aquelas que não tomaram nenhuma ou só tomaram uma dose e estamos vendo elas adoecerem e precisar de internação hospitalar”, alerta.

Leia Também:  Câmara aprova reforma da Previdência que deixa os pobres mais longe da aposentadoria

O deputado acredita que estas medidas demonstraram o comprometimento do Governo no enfrentamento de mais uma onda de covid-19 no Acre.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA