Tudo sobre Política

Série D: Plácido supera problemas, bate Gurupi

Série D: Plácido supera problemas, bate Gurupi e sai na frente nas oitavas

Publicados

Tudo sobre Política

Série D: Plácido supera problemas, bate Gurupi e sai na frente nas oitavas

No primeiro tempo, o time apostou nas jogadas de contra-ataque, mas sem sucesso, já que a defesa acreana não dava espaços

No primeiro tempo, o time apostou nas jogadas de contra-ataque, mas sem sucesso, já que a defesa acreana não dava espaços

Em casa, Tigre do Abunã vence Camelão do Sul por 1 a 0, gol marcado por Renatinho, e tem vantagem do empate na volta, marcada para terça, dia 10

Os problemas existentes fora de campo não influenciaram no desempenho dentro das quatro linhas e o Plácido de Castro, com um gol de Renatinho, venceu o Gurupi, do Tocantins, por 1 a 0, na noite desta segunda-feira (2), no jogo de ida das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro, no estádio Florestão, em Rio Branco, capital do Acre.

A vitória foi construída aos 18 minutos da etapa final, quando o meia Renatinho recebeu a bola dentro da grande área, após boa triangulação do ataque do Tigre do Abunã, e bateu rasteiro no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Pitanga, fazendo a alegria da maior parte dos 510 torcedores que prestigiaram a partida, que teve renda de R$ 6.550.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (10), em Gurupi, no estádio Resendão, a partir das 20h (de Brasília). Para passar a fase seguinte, o Plácido de Castro pode empatar ou perder por um gol de diferença, desde que balance a rede adversária. O Gurupi precisa de uma vitória por dois gols de diferença para seguir na luta pelo acesso à Série C. Uma vitória simples (1 a 0) do time de Tocantins leva a disputa para as penalidades.

A equipe da casa fez valer o mando de campo e pressionou o adversário durante vários momentos do jogo. No primeiro tempo, em dois lances, o Tigre por pouco não abriu o placar.

No primeiro, o atacante Renan Plácido conseguiu dominar um lançamento longo, mas na hora da finalização acabou chutando fraco para a defesa de Pitanga.

Minutos depois, o artilheiro Sandro Goiano, após cruzamento na área, subiu mais alto que a zaga do Camaleão do Sul e testou com força. A bola bateu caprichosamente no poste esquerdo de Pitanga, que no lance só olhou e torceu para que ela não entrasse.

O Gurupi até tentou criar chances de gol, principalmente buscando aproveitar a experiência do meia-atacante Lúcio Bala (ex-Flamengo, Santos, Goiás e Portuguesa), mas, bem postada, a defesa da equipe acreana não deu chances para o azar, garantindo a segurança na área do goleiro Robson.

No primeiro tempo, o time apostou nas jogadas de contra-ataque, mas sem sucesso, já que a defesa acreana não dava espaços. No segundo tempo, o Gurupi buscou agredir mais o Plácido de Castro, mas sem objetividade, não conseguiu furar o bloqueio montado pelos comandados do técnico Nilton Nery.

A melhor chance da equipe apareceu no minuto da partida, quando Hélder recebeu a bola na frente da área, mas acabou chutando sem perigo para a meta do goleiro Robson.

Do G1 Acre/Duaiane Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em nota, PSOL repudia declarações de Eduardo Bolsonaro

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Tudo sobre Política

Com emenda do deputado Leo de Brito, MPAC reforça ações de enfrentamento à violência de gênero

Publicados

em

Apoio ao combate à violência de gênero e, nas ações de atenção às vítimas desse tipo de violência, também são prioridades do mandato do deputado federal Leo de Brito (PT-AC). Nesta segunda-feira, 23, o parlamentar esteve no Ministério Público do Acre (MPAC) para acompanhar a implementação dos recursos de emenda destinados pelo seu mandato ao órgão.

Os recursos, na ordem de R$ 600 mil, estão sendo utilizados para melhorias na estruturação do Centro de Atendimento à Vítima (CAV) e do Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial (Natera).

“Estou muito feliz com essa parceria que estamos fazendo do nosso mandato com o Ministério Público. Feliz por saber que esses recursos, que nós encaminhamos para o MP, estão sendo muito bem investidos em ações que chegam às pessoas, principalmente aquelas que são vítimas e precisam de assistência adequada. Estamos levantando essa temática importante do combate às violências de gênero, principalmente o feminicídio. Uma situação tão nefasta que temos, infelizmente, no Acre, sendo crescente desde 2018”, declarou o parlamentar.

Leo de Brito frisou ainda que o Ministério Público do Acre tem dado bom exemplo nas ações de enfrentamento aos crimes de gênero e está sendo replicado em outros Estados. “Além disso, estamos aqui chamando a atenção do país para a realização de uma audiência pública que vamos realizar nesta terça-feira, 24, na Câmara dos Deputados sobre o feminicídio e também discutir o Estatuto das Vítimas, que hoje está sendo feita no Congresso Nacional”, acrescentou o deputado.

Leia Também:  TSE não é ‘joguete de ninguém’, afirma Gilmar Mendes ao citar normalidade em pedido de vista

O procurador-geral de Justiça do MPAC, Danilo Lovisaro, agradeceu a parceria do parlamentar petista com o órgão. Lovisaro recordou da época que Leo de Brito foi acadêmico do curso de Direito da Universidade Federal do Acre (UFAC) e que hoje, ambos são colegas sendo professores do quadro de docentes do curso de Direito da universidade.

“Ele é muito sensível às causas do MP, em especial essa causa que é o nosso Centro de Atendimento à Vítima e nosso Núcleo de Atenção Terapêutica, órgão auxiliar do Ministério Público que exerce um papel relevante no que diz respeito à acolhida das vítimas e também à pesquisa e estudos relacionados ao fenômeno da violência, sobretudo no recorte da violência relacionada ao feminicídio. O deputado Leo contribui de forma muito importante com o Observatório com emenda parlamentar para a implementação de forma efetiva desse observatório e nós somos muito agradecidos por isso”, afirmou o procurador-geral.

A coordenadora do CAV, procuradora de Justiça Patrícia Rego, também destacou a satisfaço em receber o apoio do mandato de Leo de Brito por meio de emenda parlamentar diante da demanda existente no Estado.

Leia Também:  Campeonato de futebol começa com Torneio Início em Brasiléia

A coordenadora destacou que o Acre, atualmente, está no primeiro lugar do ranking de crimes de feminicídio.

“Nós moramos num Estado que ostenta índices de violência contra a mulher altíssimos. Violência sexual, violência doméstica e feminicídio. O Acre é o lugar menos seguro para uma mulher viver no Brasil, o país que está no quinto lugar dos que mais matam mulheres. Nossa média de morte de mulheres por feminicídio é bem maior que a média nacional. Isso já acontece há quatro anos. O deputado Leo alocar emendas do seu mandato a uma estratégia de enfrentamento de violência contra a mulher, especificamente com relação ao feminicídio, para nós, é motivo de felicidade e, aliás, é um exemplo que deve ser seguido”, disse Patrícia Rego.

A coordenadora explicou que o Observatório da Violência já existe e a emenda vem para aportar as tecnologias que vão melhorar o desempenho para realizar um trabalho de excelência. Há ainda o aporte para aquisição de veículos que vão auxiliar no apoio ao trabalho realizado pelo órgão.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA