RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Prefeitura realiza Live sobre a campanha Agosto Lilás contra a violência doméstica

Publicados

Tudo sobre Política

Com o objetivo de comemorar os 15 anos da Lei Maria da Penha e de combater a violência contra a mulher, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, através da Organização de Políticas para Mulheres, no salão paroquial da Catedral Nossa Senhora da Glória uma live abordando como tema central “Por amor, sem dor”, para mostrar a importância de combater a violência contra a mulher.

A live contou com a presença da coordenadora da SEASDHM em Cruzeiro do Sul Amilca Santos, da psicóloga Cintia Sampaio, CRAS, da coordenadora de Política para Mulheres de Cruzeiro do Sul Sergiane Silva, do Bispo Dom Flávio Giovanelli e da primeira dama do município Lurdinha Lima.

Com o histórico de estado com maior número de feminícido do país, o Acre precisa instruir políticas públicas voltadas para as mulheres e lutar pelo direito da vida, disse o bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul Dom Flávio Giovanelli.

“Essa é uma luta de toda a sociedade, aqui não existe nomenclatura de igreja, existe o amor ao próximo e o direito pela vida, pelo respeito à mulher que foi criada da costela de Adão.”, disse o bispo.

A coordenadora de Políticas para Mulheres de Cruzeiro do Sul Sergiane Silva, destacou que a campanha Agosto Lilás está sendo um sucesso em termos de aceitação e que as ações continuarão.

Leia Também:  Deputado Pedro Longo apoia decisão do governo de vetar Reforma Administrativa aprovada na Aleac

“Nossa campanha está sendo um sucesso em termos de aceitação, estamos levando ações de empoeiramento e de ajuda nos bairros, nas entidades com o objetivo de mudarmos essa realidade que existe me nossa cidade de casos de violência doméstica diariamente. Essa live é para mostrarmos que juntos a rede pode funcionar e assim ajudarmos a combater a violência contra a mulher.”, enfatizou Sergiane.

A primeira dama de Cruzeiro do Sul, Lurdinha Lima agradeceu o prefeito Zequinha Lima pela criação do Organismo de Políticas para Mulheres e afirmou que a luta pelo direito das mulheres será uma bandeira da atual gestão.

“Primeiramente agradeço nosso prefeito Zequinha Lima pela criação do Organismo, pois através dessa coordenação iremos desenvolver as politicas necessárias no combatê-la violência . As ações não serão apenas neste de agosto mais vamos intensificar nosso combate contra a violência.”, finalizou Lurdinha.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O município de Bujari se Limita ao norte com o Amazonas, ao sul com o município de Rio Branco, a leste com o município de Porto Acre e a oeste com o município de Sena Madureira. Sua área é de 3.467,681 km², com uma densidade demográfica (hab/km²) de 3,00 , sendo que em 2010 possuía um IDHM de 0,589.

Leia Também:  Deputado Jesus Sérgio solicita ao Ministério da Saúde agilidade em casos de urgência no procedimento de Tratamento Fora de Domicílio

O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Jenilson Leite cobra retorno do Auxílio Covid e antecipação da Etapa Alimentação aos servidores da Saúde

Publicados

em

O Acre registrou somente esta semana, entre segunda-feira (17) e quinta (20), 1.679 novos casos de Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde. Além destes dados oficiais do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco, disse que nesta quinta, o drive-thru montado na Arena da Floresta positivou 724 casos, apenas na Capital.

O deputado estadual e médico infectologista Jenilson Leite (PSB), divulgou um vídeo nesta sexta-feira (20), onde pontua ações que podem ser adotadas pelo Estado para mitigar a situação da população e dos servidores da Saúde diante desta terceira onda do coronavírus.

Entre as ações propostas pelo parlamentar estão o retorno do pagamento do Auxílio Covid, que começou a ser pago aos servidores em julho do ano passado e foi encerrado em dezembro. Ele pede também que o Governo antecipe o pagamento da Etapa Alimentação.

“Com aumento de internações, vamos precisar novamente dos nossos servidores de saúde que estão enfrentando uma terceira onda, e o Governo precisa retomar com o Auxílio Covid, precisa trazer para fevereiro aquela Etapa Alimentação que tínhamos pactuado e que seria para março, e precisa anunciar o reajuste linear para todos os servidores, inclusive os da saúde que mais uma vez se expõem diante da pandemia, e precisa ainda anunciar o concurso público para saúde”, pontua Jenilson.

Leia Também:  Deputado Jesus Sérgio solicita ao Ministério da Saúde agilidade em casos de urgência no procedimento de Tratamento Fora de Domicílio

O parlamentar levanta outra questão: a necessidade de ampliação da vacinação no estado. O Acre continua no topo entre os estados que menos vacinaram contra a covid-19. Segundo dados nacionais, o estado imunizou 47,09% da população com duas doses, ficando atrás apenas de Amapá e Roraima, com 38,73% e 38,64%, respectivamente.

Com este cenário, Jenilson pede que o Governo ajude os municípios a traçar e desenvolver estratégias. “Em tese a responsabilidade direta da vacinação é dos municípios, mas em um momento como esse não podemos deixar isso só na mão das prefeituras. Precisamos criar estratégias para ampliar essa capacidade”, destacou.

O avanço da vacinação é a estratégia fundamental para evitar um colapso na rede pública de saúde e mortes, pois garante que o paciente não desenvolva um quadro grave da doença em que precise de oxigênio e ser internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI).

“Quando estão com duas doses, essas pessoas evoluem de forma tranquila, mas temos aquelas que não tomaram nenhuma ou só tomaram uma dose e estamos vendo elas adoecerem e precisar de internação hospitalar”, alerta.

Leia Também:  Deputada Perpétua Almeida propõe concurso emergencial no lugar de militares no INSS

O deputado acredita que estas medidas demonstraram o comprometimento do Governo no enfrentamento de mais uma onda de covid-19 no Acre.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA