RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Prefeitura da posse aos novos subprefeitos das vilas de Cruzeiro do Sul

Publicados

Tudo sobre Política

Tomaram posse na manhã desta quarta, 06, os novos subprefeitos das vilas de Cruzeiro do Sul. A solenidade aconteceu do auditório do Senac e contou com a presença do prefeito Zequinha Lima e de secretários. A posse acontece após o processo eleição direta, realizado no último dia 12 de setembro nas comunidades, mediante edital da prefeitura.

Na ocasião, foram apresentados aos novos subprefeitos todos os secretários da gestão para que possam encaminhar as diferentes demandas da comunidade nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, produção e etc.

“A prefeitura será sempre uma parceira das comunidades através do trabalho, da orientação, sugestão e diálogo com nossos subprefeitos. A subprefeitura não consegue executar o serviço se não houver a gestão e a gestão não consegue chegar na comunidade se não for através dos subprefeitos e vereadores. Hoje uma das maiores demandas das comunidades é a questão do acesso, e aí dizer que podemos contar conosco e governo do estado apara que juntos posamos fazer uma grande parceria e sair ganhando”, disse o prefeito Zequinha.

Foram eleitos sete candidatos para as comunidades rurais. Os eleitos são moradores da comunidade e tem disponibilidade para o cumprimento de carga horária integral com dedicação exclusiva como representantes contratados pela prefeitura na comunidade. O processo de escolha é tomado pela própria comunidade.

“A própria comunidade resolve através do voto. Nada mais justo do que eles se envolveram sem intervenção de secretário ou da gestão. O importante é que nosso papel foi garantir que o processo acontecesse de maneira mais limpa e transparente”, explicou o prefeito.

Leia Também:  Prefeita Socorro Neri entrega quadra de grama sintética no bairro Manoel Julião

Com a posse, os subprefeitos eleitos pela comunidade passam a fazer parte da gestão com as atribuições definidas em prol da comunidade.

“Temos uma expectativa muito boa, porque o prefeito já passou isso para gente, não vamos ter nenhuma dificuldade, somos agora parte da gestão e vamos ter como desenvolver um trabalho voltado para a comunidade com a parceria da prefeitura, tivemos aceitação muito boa e vamos ter uma relação boa com a comunidade”, disse ao fim da solenidade, João Paulo Reis, subprefeito da Vila Lagoinha.

“Já tenho um trabalho prestado na comunidade agora é dar continuidade. As expectativas são boas, e com as bençãos de Deus isso vai dar certo. Conto com a ajuda da comunidade, diretores de escola, pastores de igrejas e também da católica, em colocar à disposição da comunidade com coragem e humildade para fazer o meu melhor”, disse Maurício Oliveira da Silva, subprefeito da Vila Santa Rosa.

“Todos estamos com uma expectativa muito grande, tivemos uma reunião com o prefeito Zequinha e ele se comprometeu em ajudar a todos os subprefeitos, independente do partido, então isso é muito positivo para a gente. Estamos vendo a disponibilidade que o prefeito está tendo, e isso nos conforta de que faremos um grande trabalho com a ajuda do prefeito e da comunidade”, disse Manoel Maciel, subprefeito da Vila Assis Brasil pelo segundo mandato.

Estes são os novos subprefeitos empossados:

1. Vila Pentecostes – Francisco Liberman de Souza

Leia Também:  Tucano Aécio Neves é apontado pela PGR como suspeito de irregularidades em Furnas

2. São Pedro – Aldemir Leite

3. Lagoinha – João Paulo Reis de Oliveira

4. Santa Rosa – Maurício Oliveira da Silva

5. Assis Brasil – Manoel Costa Maciel

6. Santa Luíza – José Francisco Alves

7. Liberdade – Quedma da Cruz Oliveira

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Deputado Edvaldo Magalhães lamentou que as escolas estão pedindo açúcar emprestado na taberna do bairro”, as três escolas situadas na cidade de Feijó não iniciaram o ano letivo por falta de organização da Secretaria de Estado de Educação (SEE) do governo Gladson Cameli. As Escola de Ensino Médio José Gurgel, por exemplo, ficou sem iniciar as atividades por falta de energia elétrica. Além disso, está faltando merenda. “Aonde tem merenda, estão servindo bolacha com ki-suco. O governo anunciou um programa que deixaria todos os alunos bem alimentados, mas não tem merenda. Não conseguiram contratar e entregar merenda para iniciar o ano letivo, diz deputado

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Jenilson Leite cobra retorno do Auxílio Covid e antecipação da Etapa Alimentação aos servidores da Saúde

Publicados

em

O Acre registrou somente esta semana, entre segunda-feira (17) e quinta (20), 1.679 novos casos de Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde. Além destes dados oficiais do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco, disse que nesta quinta, o drive-thru montado na Arena da Floresta positivou 724 casos, apenas na Capital.

O deputado estadual e médico infectologista Jenilson Leite (PSB), divulgou um vídeo nesta sexta-feira (20), onde pontua ações que podem ser adotadas pelo Estado para mitigar a situação da população e dos servidores da Saúde diante desta terceira onda do coronavírus.

Entre as ações propostas pelo parlamentar estão o retorno do pagamento do Auxílio Covid, que começou a ser pago aos servidores em julho do ano passado e foi encerrado em dezembro. Ele pede também que o Governo antecipe o pagamento da Etapa Alimentação.

“Com aumento de internações, vamos precisar novamente dos nossos servidores de saúde que estão enfrentando uma terceira onda, e o Governo precisa retomar com o Auxílio Covid, precisa trazer para fevereiro aquela Etapa Alimentação que tínhamos pactuado e que seria para março, e precisa anunciar o reajuste linear para todos os servidores, inclusive os da saúde que mais uma vez se expõem diante da pandemia, e precisa ainda anunciar o concurso público para saúde”, pontua Jenilson.

Leia Também:  Nos pênaltis, Campinas avança às semi da Taça dos Clubes Campeões. Equipe empata por 2 a 2 com o JBS

O parlamentar levanta outra questão: a necessidade de ampliação da vacinação no estado. O Acre continua no topo entre os estados que menos vacinaram contra a covid-19. Segundo dados nacionais, o estado imunizou 47,09% da população com duas doses, ficando atrás apenas de Amapá e Roraima, com 38,73% e 38,64%, respectivamente.

Com este cenário, Jenilson pede que o Governo ajude os municípios a traçar e desenvolver estratégias. “Em tese a responsabilidade direta da vacinação é dos municípios, mas em um momento como esse não podemos deixar isso só na mão das prefeituras. Precisamos criar estratégias para ampliar essa capacidade”, destacou.

O avanço da vacinação é a estratégia fundamental para evitar um colapso na rede pública de saúde e mortes, pois garante que o paciente não desenvolva um quadro grave da doença em que precise de oxigênio e ser internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI).

“Quando estão com duas doses, essas pessoas evoluem de forma tranquila, mas temos aquelas que não tomaram nenhuma ou só tomaram uma dose e estamos vendo elas adoecerem e precisar de internação hospitalar”, alerta.

Leia Também:  Tião Viana segue para 15º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, em Cuiabá

O deputado acredita que estas medidas demonstraram o comprometimento do Governo no enfrentamento de mais uma onda de covid-19 no Acre.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA