Tudo sobre Política

Prefeito Bené Damasceno irá pagar nas barras da justiça e certamente na justiça divina, diz ex-prefeito Carlinhos Portela

Publicados

Tudo sobre Política

Um comunicado assinado pela prefeitura municipal de Porto Acre vem ocasionando debates entre os moradores da cidade e nas redes sociais. Isso porque o atual prefeito, Bené Damasceno, diz que em decorrência de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pelo ex-prefeito Carlinhos Portela, ainda no ano de 2016, irá acarretar agora uma série de transtornos nos serviços oferecidos à população.

Segundo o comunicado, escolas, Unidade de Saúde, dentre outros serviços serão fechado ou irão funcionar parcialmente devido a uma Decisão Judicial que suspende contratos temporários, conforme o TAC assinado por Portela há três anos.

O ex-prefeito resolveu usar suas redes sociais nesta segunda-feira, 7, para divulgar uma nota de esclarecimento. Ele considerou o comunicado da atual gestão municipal uma “covardia”. “Isso é um crime e esse Prefeito [Bené Damasceno] irá pagar nas barras da justiça e certamente, na justiça divina”, escreveu.

Segundo Portela, o atual prefeito foi incapaz de gerenciar a contratação de pessoal e agora o culpa por ter assinado um acordo com o Ministério Público Estadual (MPE) para que a prefeitura de Porto Acre não contratasse mais funcionários por processo seletivo, mas sim por concurso público.

Leia Também:  Presidente estadual do PROS, Dêda, e executiva municipal do partido recebem a visita do ex-deputado estadual Lourival Marques

“(…) quer dizer que eu sou culpado por ter assinado um documento para garantir que as coisas fossem feitas de maneira legal no município? O seu interesse em manter esses pais de família no cativeiro do contrato provisório era com qual objetivo, Senhor Prefeito?”, indagou o ex-prefeito.

Carlinhos Portela diz ainda que uma documentação foi entregue por ele próprio à equipe de transição. “Assuma de fato a prefeitura de Porto Acre e pare de querer culpar seu antecessor”, enfatizou. Com Informação ac24horas

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Jesus Sérgio aprova requerimento para ministro de Minas e Energia esclarecer os aumentos dos combustíveis

Publicados

em

A Comissão de Minas e Energia aprovou nesta quarta-feira (18), o requerimento de autoria do deputado Jesus Sérgio (PDT), que solicita uma audiência pública com a presença do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, para prestar esclarecimentos sobre a política de preço da Petrobras que resulta do aumento da gasolina e no gás de cozinha.

Além disso, o requerimento do parlamentar também insere na discussão a construção de gasoduto e os programas Mais Luz para a Amazônia e Luz para Todos.

“Precisamos saber o que o Ministério de Minas e Energia pode fazer para impedir esses sucessivos aumentos no preço da gasolina e do gás de cozinha. A população anda pagando um preço muito alto nos combustíveis, por isso, precisamos de uma posição mais eficaz do governo”, afirmou Jesus Sérgio.

O presidente da Comissão, deputado Fábio Schiochet, afirmou que em breve o ministro Adolfo Sachsida, estará na Câmara para se reunir com os parlamentares.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ulysses é oficializado candidato ao governo e diz que adotará no Acre propostas de Bolsonaro
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA