RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Prefeita Socorro Neri acompanha serviços do Programa “Saúde na Comunidade” na Vila Baixa Verde ImprimirE-mail

Publicados

Tudo sobre Política

É por meio do Programa “Saúde Na Comunidade” que a gestão municipal leva os serviços de saúde em atenção primária, ofertados pela prefeitura, a comunidades mais distantes. Na manhã deste sábado, 23, a prefeita Socorro Neri acompanhou a ação realizada na Escola Estadual Rural Capitão Edgar Cerqueira Filho, localizada no Km 35 da BR 317, sentido Boca do Acre.

“Além de trazer à comunidade os serviços de saúde que a comunidade não tem acesso no dia a dia, o bom desse momento é a proximidade com os moradores, onde podemos conversar sobre as demandas da comunidade e, juntos, buscar encontrar soluções”, acentuou a prefeita Socorro Neri.

Saúde na Comunidade

Entre os serviços do “Saúde na Comunidade”, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza atendimentos com oferta de vacinação, testes rápidos, consultas médicas, consultas de enfermagem, farmácia, exames entre os quais o preventivo do câncer do colo do útero, e especialmente neste mês de novembro, exames de prevenção e combate ao câncer de próstata.

Acompanhada da filha Iris Maciel, a presidente do Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais do Acre (STTR), Fátima Maciel, parabenizou a prefeita Socorro Neri e a gestão. “Agradecemos a prefeita pela sensibilidade dela em olhar para quem precisa. Pela distância temos dificuldades para ir até um posto de saúde, para conseguir os remédios, e hoje temos aqui a oferta de consultas, exames e se for preciso já saímos com a medicação. A equipe é muito boa. Eu mesma trouxe minhas filhas e netos”, resumiu a presidente do STTR que também é líder comunitária.

Leia Também:  Prefeito Zequinha Lima: "Vamos abrir o comércio. Mas não vamos abrir de qualquer jeito"

O vereador Laércio da Farmácia acompanhou a prefeita, e conferiu de perto as ações realizadas na manhã. De acordo com Rejane Almeida, coordenadora do Programa, os atendimentos são realizados ao longo de todo o dia até que o último paciente seja atendido. “Este trabalho é superimportante, vemos a dedicação de todos os envolvidos, vemos aqui que moradores de diversos ramais tem acesso a diversos serviços. Isso é muito bom”, disse o vereador.

Bem coletivo

A Raquel Rodrigues, moradora da Baixa Verde chegou cedo com os dois filhos pequenos e antes das 9 horas da manhã já estava aguardando para atualizar a carteira de vacina do filho mais novo. “Esse programa é muito bom porque às vezes a gente não tem como ir à cidade, a vacina do meu filho estava atrasada, temos dificuldade para chegar aos postos e essas ações ajudam muito”, comentou Raquel.

Acompanhada da filha Claudete Oliveira, a Dona Rosa de Oliveira, de 87 anos, aguardava a chegada da prefeita Socorro Neri para agradecer a oferta do atendimento. “Eu estou gripada, mas estou melhor. Fiz meus exames, minha consulta e peguei meus remédios. Deu tudo certo” contou Dona Rosa. Para a filha Claudete “a ação é ótima porque ajuda principalmente na questão da aproximação com a comunidade”.

Leia Também:  Deputado Fagner Calegário é o novato mais produtivo da ALEAC em 2019

O senhor Sebastião Ribeiro, de 67 anos, que mora na Nova Baixa Verde, região pertencente ao município de Senador Guiomard, aproveitou a proximidade territorial, compareceu à ação e colocou os exames em dia. “Tem aproveitar as oportunidades, é aqui pertinho e o atendimento tá ótimo”, avaliou.

“Nossa gestão tem como prioridade o bem coletivo e uma ação como esta demonstra exatamente isso, pois é uma ação pensada e realizada para atender ao cidadão e para que este seja bem atendimento”, ressalvou Neri.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Deputado Jenilson e Sindmed se reúnem com equipe da Sesacre para tratar sobre exames de imagens que estão com demandas reprimidas

Publicados

em

O deputado Jenilson Leite (PSB) e o presidente interino do Sindicato dos Médicos do Acre, Dr. Gilson Lima, estiveram reunidos com a secretária adjunta Adriana Lobão e com a equipe da regulação, para tratar sobre a situação dos exames de imagens no estado.

Exames como ressonância magnética, os pacientes estão esperando até sete meses para serem chamados para realizar, sendo que antes eram resolvidos em até sete dias.

Pacientes que estão há meses na fila de espera por algum tipo de exame procuraram o parlamentar para terem informação de quando o serviço poderia voltar. Hoje, a secretaria de saúde do Acre tem uma demanda reprimida de exames de mais de 9 mil pacientes esperando na fila. Sendo 4.253 para ressonância magnética, 1.556 para tomografía, 2.069 para ultrassonografia, 108 para cintilografia, 425 para densitometria, 31 litotripsia, 17 para arteriografia e 823 eletroneuromiografia.

Além dos problemas com os exames de imagens, o Dr. Gilson relatou outros problemas que vem acontecendo na saúde, “Estamos também com problema de profissionais, exemplo disso é no município de Tarauacá, onde o médico plantonista tem que sair do seu plantão para levar um paciente para outro município, além da falta de médicos em Brasiléia”, falou.

Leia Também:  Prefeito Zequinha Lima: "Vamos abrir o comércio. Mas não vamos abrir de qualquer jeito"

“Após recebermos ligações e mensagens de pacientes que esperam na fila por algum exame de imagem, estivemos na secretaria de saúde para saber os motivos da demora na realização desses exames, sabemos que muitas pessoas estão com dores nas suas casas e não tem condições de pagar uma consulta particular, dependendo 100% do SUS”, disse Jenilson.

Segundo apurado pelo parlamentar, o centro de realização de imagens, onde são realizados os exames, a unidade tem capacidade instalada para atender grandes demandas, mas só pode realizar se a central de regulação estadual agendar esses pacientes, isso se dá por força de contrato. Temos ainda a informação de que tem cobertura contratual que assegura a possibilidade de zerar as filas. O gargalo está na reduzida equipe no complexo de regulação estadual para regular e agendar os exames.

A Sesacre se comprometeu a realizar uma força tarefa interna para criar mutirões e dar celeridade as filas desses exames.

“É preciso uma grande força tarefa do Estado para acabar com a fila de exames, além de ter que fazer investimento na área da tecnologia, onde o paciente teria na palma da mão todo seu prontuário médico e saberia sua localização na fila, pois hoje todas as informações dos pacientes estão em papéis e não sabem qual é sua posição na fila”, finalizou o deputado.

Leia Também:  Deputado Fagner Calegário é o novato mais produtivo da ALEAC em 2019

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA