Tudo sobre Política

Pré-candidato ao Governo, Jenilson Leite diz que vai investir na agricultura e desenvolver a agroindústria no Acre

Publicados

Tudo sobre Política

A cultura do café, implantação do açaí de cultivo e criação de pequenos animais, são alguns exemplos – Foto: Jardys Lopes

Um dos projetos do pré-candidato a governador do Estado do Acre, deputado Jenilson Leite ( PSB), para melhorar a economia e gerar renda para a população acreana, será o forte investimento na expansão da agricultura. A cultura do café e a implantação do açaí de cultivo, são alguns exemplos. O parlamentar acredita no potencial dessas culturas permanentes como forma de fortalecer o desenvolvimento do estado.

Médico e técnico agrícola, Jenilson é um dos grandes entusiastas da produção agrícola para libertar a população das importações dos itens básicos na mesa do acreano.

No ano passado, Leite esteve no Pará, estado que tem uma economia de 5 bilhões de reais anualmente apenas com a venda do açaí de cultivo.

Em relação ao café, embora esteja em crescimento, existe enorme carência de fomento do poder público, principalmente por parte do Estado. “Visitamos as fazendas de plantações do açaí no Pará, onde muitos fazendeiros trocaram a criação do gado pelo açaí. Porque tem menos gastos e mais lucro. As exportações de açaí geram ao Pará cinco bilhões por ano. Aqui no Acre, temos o Festival do Açaí em Feijó, mas só temos esse fruto uma vez por ano porque é feita a colheita extrativista. Em relação ao café, uma saca está sendo vendida por 600 reais. Numa hectare, o produtor tem em média 30 mil de lucro, isso na primeira colheita do café. Ou seja, temos que investir nesse setor. Não dá mais para viver apenas da importação de produtos da Região Sul e pagando um preço absurdo”, afirma Jenilson.

Leia Também:  Jesus Sérgio liberação de R$ 5 milhões para as prefeituras manter o funcionamento de postos de saúde

Avicultura e Suinocultura

Além da expansão do café e da implantação do açaí, outra aposta do pré-candidato é a criação de pequenos animais, a exemplo das indústrias Dom Porquito e Acreaves, no município de Brasileia. As duas empresas de criação e abate de porco e galinha são responsáveis por mais de 600 empregos diretos. Outro exemplo é a Granja Garijó, em Cruzeiro do Sul, que abastece toda região do Juruá com ovos. “Quando você cria e vende no Acre, garante alimento aos acreanos por um preço melhor. Por isso, vamos expandir esse modelo de negócio para todo o estado. A gente tem que investir naquilo que dá certo e esses são exemplos de coisas que vem dando certo. Na maioria dos municípios acreanos os maiores empregadores são as prefeituras, mas em Brasileia é diferente. Onde tem produção, tem desenvolvido”, justifica Leite.

Segundo o IBGE, no ano de 2018, o PIB do Estado foi estimado em R$ 15,33 bilhões e sua participação na economia do país se manteve em 0,2%. Sendo que o setor público, nas áreas de administração, defesa, educação e saúde pública e seguridade social, atividades de maior participação na economia do estado em 2018, representa 40,1% do valor do PIB acreano.

No tocante aos da produção agropecuária, o IBGE apontou retração da economia nesse setor. Conforme o órgão, a agropecuária apresentou a maior retração entre os três grupos de atividades econômicas, com queda em volume de 9,5%. De acordo com o IBGE, além da retração em volume, a agropecuária perdeu participação na economia do estado, ao passar de 10,5%, em 2017, para 8,9%, em 2018.

Leia Também:  Prefeito de Cruzeiro do Sul desafia o TCE e realiza processo seletivo mesmo estando suspenso

Conforme o estudo, o resultado foi influenciado fortemente pela atividade de agricultura, inclusive o apoio à agricultura e a pós-colheita, que registrou retração expressiva de 32,3%. Esse desempenho foi motivado, sobretudo, pela queda na produção da mandioca, produto de grande destaque na agricultura do Acre.

“Fomentar a produção agrícola será nossa prioridade, com assistência técnica e mecanização das terras. Mas também é preciso garantir o transporte da produção e ramais trafegáveis”, diz Jenilson.

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado. Leo de Brito anunciou que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Candidato a vice governador na chapa de Petecão, Tota Filho, apresenta plano de governo à Maçonaria no Juruá

Publicados

em

O candidato a vice governador pela coligação “Com a Força do Povo”, Tota Filho (PSD), que integra a chapa encabeçada por Sérgio Petecão (PSD), e tem como candidata ao Senado a deputada Vanda Milani (Pros), se reuniu nesta terça-feira (9) com dirigentes da Maçonaria na região do Juruá para apresentar a proposta de plano de governo da chapa e debater os principais problemas que afetam os municípios da região.

A reunião aconteceu na Loja Maçônica Juruá Força e Trabalho, onde o candidato discorreu sobre o plano e pediu contribuições aos presentes, no sentido de abrir um diálogo permanente sobre as ações de governo que, junto com o governador, irá implementar na região, caso seja eleito. “Acho que esse é o momento mais adequado para se discutir um plano de governo, e principalmente mostrar que nós vamos governar ouvindo a sociedade”, afirma Tota Filho.

Uma das questões levantadas para o debate durante a reunião foi a situação da rodovia BR-364, única via de acesso terrestre entre Cruzeiro do Sul e capital do estado. A rodovia, que se tornou essencial para tirar do isolamento geográfico vários municípios do Acre, permanece em condições precárias, e a cada ano necessita de recuperação para se manter aberta.

Leia Também:  Diretores do Deracre em Cruzeiro do Sul são afastados suspeitos de desvio de dinheiro público

“Nosso plano de governo trás uma proposta de restaurar completamente a BR364. Nós sabemos que se trata de uma rodovia federal, cuja responsabilidade é da União, mas nada nos impede de fazer gestão junto ao governo federal para conseguir viabilizar isso, até porque nos vãos dar uma atenção especial à infraestrutura do estado, que é tão importante para alavancar a nossa economia”, explica Tota Filho.

A proposta de plano de governo da coligação “Com a Força do Povo” apresentada na reunião também aborda outras questões econômicas da região do Vale do Juruá, como o incentivo à produção rural e a geração de emprego e renda para a população local. A melhoria da oferta dos serviços públicos de saúde, educação e segurança pública também estão contempladas no plano.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA