RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Por botijão de gás mais barato, Bolsonaro sugere compra comunitária em distribuidoras

Publicados

Tudo sobre Política

Com preço atual entre R$ 93 e R$ 120, o produto sairia, segundo o presidente, no máximo, a R$ 60 caso ICMS não fosse cobrado – Foto: Isac Nóbrega/PR | ABr

Correio Braziliense – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apresentou solução inusitada para os constantes aumentos do gás de cozinha no país. Na sua habitual transmissão ao vivo nas redes sociais, ele defendeu que os consumidores adquiram o produto diretamente das distribuidoras, eliminando a alíquota do ICMS dos estados.

“Como eu gostaria que cada governador zerasse o ICMS do estado. Criar um vale-gás. Se zerar o ICMS, vai ser excelente. Logo poderíamos tratar da venda direita do botijão, a exemplo do etanol. Você pode pegar o seu caminhãozinho na tua comunidade e compraria 100 botijões. O frete do caminhãozinho cada um pagaria no condomínio. Margem de lucro seria zero para quem for entregar, já que é um trabalho comunitário”, sugeriu o presidente.

Nessa quarta-feira (18/8), o chefe do Executivo já havia culpado governadores pelo alto preço do gás de cozinha, que hoje passa de R$ 100 na maioria dos estados. Em Belo Horizonte, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) calculou um preço-médio de R$ 93,65, embora alguns postos cobrem em torno de R$ 120.

Leia Também:  Prefeita de Rio Branco Socorro Neri e primeira dama do estado vistoriam a Casa Rosa Mulher

Em março, Bolsonaro anunciou que havia zerado o imposto federal do gás de cozinha, mas especialistas disseram que o preço não seria revertido para o consumidor final, justamente por causa da remessa de lucro das distribuidoras.

“O gás de cozinha está caro? R$ 130 em média. Mas não está caro. Custa R$ 45 quando ele é engarrafado. Tem impostos. Eu zerei imposto federal. Nós arranjamos uma fonte compensadora. E o que aconteceu? O gás de cozinha, que custa R$ 45 sem imposto federal, tem o ICMS, o frete e a margem de lucro do pessoal que vende”, disse Bolsonaro nesta quinta.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Um dos maiores críticos da gestão do Governador Gladson Cameli, Candiru, gravou um vídeo onde fez duras críticas a respeito do abandono por parte do governo do estado à principal via do bairro Joafra que é de responsabilidade do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEPASA).

Leia Também:  Empoderamento feminino: Prefeita Socorro Neri é a primeira mulher a administrar Rio Branco desde o ano de 1900

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Deputado Jenilson Leite cobra solução para centenas de moradores que estão sem água potável em Tarauacá

Publicados

em

Nesta quinta-feira (25), o deputado estadual Jenilson Leite (PSB) visitou as dezenas de famílias na cidade de Tarauacá que convivem com a crise hídrica. Apesar de a cidade ser banhada por dois rios e ter outros mananciais, o bairro da Praia, o maior de Tarauacá, sofrem a com a falta de água potável.

O Governo do Estado, por meio do Depasa, construiu poços artesiano. Contudo, a água tem mal cheiro e uma cor amarelada. Haja vista que os poços foram perfurados numa região de pântano, próximo a margem do rio, e com uma profundidade rasa- conforme relatos dos moradores locais.

Até para limpar a casa, os moradores buscam água no Rio Tarauacá devido o forte odor que fica na residência, quando usam a água do poço.

Segundo Maria Líesia Vieira e Dona Gena, a luta para conseguir água é árdua e requer muito esforço. ” Nós convivemos com essa situação faz tempo. O Depasa fez a ligação até a beira da rua Manoel Lourenço, depois nós puxamos esses canos até nossas casas. Mas a água não tem força de chegar aqui, aí a gente precisa ficar chupando o cano para conseguir um pouco de água. Além disso, nem todo dia vem água”, conta as moradoras.

Leia Também:  Prefeitura de Cruzeiro do Sul oferece atendimento psicológico e social para pacientes pós Covid-19 e familiares

Para o deputado Jenilson Leite, a questão requer prioridade e urgência. ” Estamos presenciando uma situação inaceitável. Mais de duzentas famílias vivem nessa situação, sem água, numa cidade banhada por dois rios e com inúmeros igarapés. O Depasa precisa resolver isso com urgência, pois é inadmissível deixar dezenas de mães numa situação precária pela falta de água. As pessoas ficam com a boca no cano para conseguir água e o governo assiste inerte”, afirma o deputado.

O deputado fez a visita acompanhado do ex-vice-prefeito Chagas Batista e da direção Associação do Bairro das Flores, Jonas Chaves.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Os dirigentes do SINTAE – Sindicato dos técnicos administrativos e apoio administrativos educacionais do Acre, comemoraram a decisão do governo de voltar atrás e contemplar diversos servidores que haviam ficado de fora da lista de contemplados pelo abono anunciado. Uma grande manifestação foi realizada durante todo dia desta quarta-feira (24), pela manhã em frente à casa civil e a tarde na sede da PGE – Procuradoria Geral do Estado.

Leia Também:  Prefeitura traça planos para combate ao Aeds Egpity em Epitaciolândia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA