RIO BRANCO

Tudo sobre Política

No governo Bolsonaro: Polícia Federal faz operação em SP na sede da Precisa Medicamentos, empresa que entrou na mira da CPI da Covid

Publicados

Tudo sobre Política

Polícia Federal chegando na sede da Precisa em São Paulo – Imagem: Reprodução

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão na sede da Precisa Medicamentos na manhã desta sexta-feira (17), em endereços na Grande São Paulo. A empresa entrou na mira da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid por ter intermediado a aquisição de doses da Covaxin entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica Bharat Biotech.

A operação foi solicitada pela CPI da Covid, e autorizada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal.

Os mandados acontecem em endereços em Barueri e em Itapevi, em escritórios da empresa e locais de armazenamento de distribuição de produtos.

O senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, escreveu sobre a operação em seu perfil no Twitter: “a CPI tentou de todas as formas obter essas informações e não logrou êxito. Fez-se necessário, para prosseguimento das apurações, a utilização deste instrumento judicial”.

Segundo apuração da TV Globo, a CPI busca documentos que comprovem que uma autoridade da alta cúpula do governo federal atuou em favor da compra da Covaxin.

A CPI da Covid pediu buscas também no Ministério da Saúde na operação da Polícia Federal desta sexta-feira (17), mas a Procuradoria-Geral da União opinou contra, e o pedido acabou negado.

Leia Também:  FPA realiza a maior convenção de sua história no Juruá e confirma Marcus Alexandre como candidato ao governo

Na mira da CPI

O contrato para a compra da Covaxin, de R$ 1,6 bilhão para a compra de 20 milhões de doses, é alvo de investigações do Ministério Público Federal, do Tribunal de Contas da União e da Polícia Federal.

A CPI apura as supostas pressões do governo para liberação do imunizante, além das suspeitas de irregularidades no contrato. A aquisição da vacina acabou suspensa.

De acordo com dados do Tribunal de Contas da União (TCU), a Covaxin foi a vacina mais cara negociada pelo governo federal até agora: R$ 80,70 a unidade, valor quatro vezes maior que a vacina da Fiocruz, a AstraZeneca. Os valores não chegaram a ser desembolsados.

Um levantamento feito também pelo TCU mostra que o contrato da Covaxin foi o que teve um desfecho mais rápido. Ao todo, o Ministério da Saúde levou 97 dias para fechar o acordo, enquanto o contrato com a Pfizer, por exemplo, levou 330 dias.

Em depoimento à CPI, a diretora-executiva da Precisa, Emanuela Medrades, negou ter havido ilegalidade ou irregularidade nas negociações da Covaxin com o governo brasileiro. Do G1 Rio – Brasil

Leia Também:  Vereador Juruna se entrega na Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, em Rio Branco

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Perpétua Almeida cobrou explicações do governador do Acre, Gladson Cameli, em relação às empresas do Amazonas que são beneficiadas em licitações pelo governo. O governo contratou uma empresa do Amazonas para o aluguel de 21 veículos no valor de R $ 1,5 milhão. A contratação mais recente diz respeito a uma empresa, localizada em Manaus, que fornece almoço para pacientes e servidores das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Rio Branco. O presente contrato não tem valor de R $ 1 milhão.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias , seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos , seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci , seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Ministério Público e PF de Olho: O coveiro com desvio de função, que mama nas tetas da prefeitura, tem veículo do povo a sua deposição e faz aquilo que sua mestre Nandinha mandar

Publicados

em

Vereadora Neiva denuncia que vereador Elenilson usa de toda estrutura da prefeitura em benefício próprio e um dos benefício é o desvio de função – Arte: Alemão Monteiro

Ao final do expediente da Sessão ordinária que aconteceu na manhã desta terça-feira (26) na Câmara de vereadores de Brasileia, a vereadora Neiva Badotti trouxe a tona graves denúncias a respeito das possíveis práticas ilegais provenientes do Líder da Prefeita Fernanda na Câmara, vereador Elenilson Cruz.

De acordo com a parlamentar, Elenilson tem usado de todo a estrutura da Prefeitura de Brasileia em benefício próprio, inclusive tem usado veículos públicos para fazer visitas na zona rural do município.

Outra acusação proferida pela vereadora Neiva foi de o vereador Elenilson Cruz estar praticando desvio de função e a gestora Fernanda Hassem sendo conhecedora da situação e não ter tomado providência nenhuma quanto ao caso, torna-se conivente e assim estaria possivelmente praticando o crime de prevaricação.

Elenilson é funcionário de carreira da prefeitura de Brasiléia pertencente ao grupo dos profissionais que atuam no Cemitério da Cidade como Coveiro, mas deixou de atuar no Cemitério na gestão do Ex-prefeito Everaldo Gomes quando seu cunhado, Bil Rocha, há época era vereador da base do prefeito e conseguiu por meio de acordo políticos desviar a função de Coveiro para Agente Comunitário de Saúde.

Leia Também:  Vereador Juruna se entrega na Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, em Rio Branco

Esses favores se estenderam na gestão da prefeita Fernanda Hassem com o apoio do cunhado Bil, que desde então vem fazendo parte das gestões de Fernanda Hassem, inclusive que enquanto vereador Elenilson tem que fazer aquilo que sua mestre mandar, caso contrário, voltará para o cemitério.

Prevaricação é um dos crimes praticados por agente público contra a administração em geral que consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. A pena prevista é de detenção, de três meses há um ano, e multa. Ver artigo 319 do Código Penal.

Neiva frisou ainda que os favorecimentos políticos que Elenilson, enquanto vereador, tem recebido são muito grandes, não só ele como muitos outros cidadãos tem recebido atualmente. De qualquer forma cabe aos órgãos de fiscalização a investigação sobre esta situação.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  FPA realiza a maior convenção de sua história no Juruá e confirma Marcus Alexandre como candidato ao governo

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA