RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Não vai ter trégua, Onyx. O mecanismo segue operando

Nunca antes na história deste país um presidente eleito conseguiu tanta mídia negativa antes de tomar posse quanto Jair Bolsonaro esta semana.

Publicados

Tudo sobre Política

Nunca antes na história deste país um presidente eleito conseguiu tanta mídia negativa antes de tomar posse quanto Jair Bolsonaro esta semana.

Por Helena Chagas, Jornalistas pela Democracia 

Dos grandes jornais à TV Globo, sem falar nos portais e redes sociais, o caso Coaf tomou conta do noticiário a partir do vazamento do relatório sobre a movimentação bancária suspeita do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj, Fabricio Queiroz.

Mostrando pouco traquejo, e até falta de equilíbrio emocional para lidar com a crise – o futuro ministro Onyx Lorenzoni abandonou uma entrevista botando o dedo na cara dos jornalistas – Bolsonaro e seus assessores podem até tentar culpar a grande mídia e acusar os jornalistas de perseguição, mas não terão como sustentar esse argumento por muito tempo.

A descoberta vem da investigação filhote da Lava Jato que prendeu dez deputados estaduais do Rio por esquemas de propina e outros crimes na Alerj. Foi lá que o Coaf descobriu a movimentação de R$ 1,2 milhão na conta do assessor, na qual sete outros assessores do senador eleito fizeram depósitos e da qual teriam saído cheques para a futura primeira dama Michelle Bolsonaro.

Sem entrar no mérito da denúncia em si, que poderá ou não ser explicada satisfatoriamente pelos Bolsonaro, há uma constatação inevitável em sua divulgação: o mecanismo, que se não foi inventado em Curitiba foi lá consolidado como modelo de gestão de investigações pela Lava Jato, continua funcionando a todo o vapor. E não há o menor sinal de que vai parar depois da eleição de Bolsonaro.

Leia Também:  Esquecida por Gladson Cameli, filha de Antônia Lúcia diz que governador “não tem palavra”

Esse mecanismo tem como pilar importante a divulgação, ou o vazamento, de informações, relatórios (como esse do Coaf), trechos de depoimentos de delatores quase sempre comprometedores para os políticos que estão no alvo – que, culpados ou inocentes, ficam sabendo pela mídia. E o roteiro sempre segue a partir daí: noticiário, abertura de inquérito, denúncia e, claro, a desmoralização da política.

Esse foi, aliás, um dos componentes importantes da eleição de Bolsonaro: o voto antipolítica e anticorrupção. Mas o mecanismo continua vivo e, mais cedo do que se imaginava, volta-se contra ele e os seus.

Ao nomear o juiz Sérgio Moro para comandar a Justiça, com superpoderes para combater a corrupção, o presidente eleito apertou ainda mais a armadilha na qual agora se encontra.

Não pode questionar as investigações e nem seus comandantes, não poderá sequer pedir algum alívio à Polícia Federal, ao Coaf ou a quem quer que seja.

O futuro ministro Onyx, ele mesmo alvo numa acusação de caixa 2, ficou nervoso e chegou a pedir trégua à imprensa. Não vai haver trégua, Onyx. Sempre haverá um agente público disposto a vazar uma informação que comprometa alguém, e sempre haverá um jornalista pronto a publicá-la antes da concorrência. E o público acostumado a esse cardápio pedindo sempre mais. Apertem os cintos.

Leia Também:  Prefeita Socorro Neri encerra 2019 registrando avanços e conquistas na área da saúde

Plantão 3 de Julho Notícias 19ª Edição

Promotor Ildon Maximiano pede a pena máxima para Aldemir Lopes, Everaldo Gomes, Roney Firmino e os demais réus.

O Promotor do Ministério Público Ildon Maximiano responsável pelas acusações contra os réus no processo de desvio de Milhões na Prefeitura de Brasileia na gestão anterior esteve participando da audiência de instrução que antecede o julgamento dos acusados sendo 16 réus dentre eles estão os ex-prefeitos de Brasiléia, Everaldo Gomes, Aldemir Lopes, o ex-prefeito de Plácido de Castro Roney Firmino, os Vereadores: Joelso Pontes, Marquinhos Tibúrcio, Mário Jorge e mais alguns vereadores da legislatura passada.

Telejornal 3 de Julho Notícias 18ª Edição

Veja nesta edição o que aconteceu durante o final de semana na região do Alto Acre, foram registrados: Homicídios, tentativa de homicídio, apreensão de drogas, arma, munição e prisões; veja também sobre o Concurso público de Plácido de Castro e outros

Por brasil247.com

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Sem a presença da prefeitura, moradores do Santa Cecília fazem limpeza do bairro e prometem fechar a BR

Publicados

em

Um dos bairros mais distantes do centro urbano de Rio Branco, o Santa Cecília fica na saída da cidade no sentido Porto Velho e se encontra abandonado pelo poder público.

Na trade deste sábado, moradores gravaram um vídeo que circula nas redes sociais e que mostra a comunidade fazendo o trabalho de limpeza das ruas

Revoltados, os mesmos prometem fechar a BR-364 esta semana, para que assim chamem atenção do poder público e ter os serviços básicos realizados pelos gestores.

Veja o vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Leia Também:  Prefeitura e Governo do Estado implantam programa Telesaúde no município de Assis Brasil

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA