Tudo sobre Política

Mais de 300 estrangeiros se acumulam em Assis Brasil e prefeito Zum vive um drama financeiro

Publicados

Tudo sobre Política

O prefeito de Assis Brasil, Zum Barbosa (PSDB), vive um dos momentos mais dramáticos de sua gestão, depois de sofrer dois anos para sanear as contas da prefeitura: a enxurrada em sua pequena cidade de aproximados 5 mil habitantes (são 7.400 ao todo no município, segundo o IBGE) de cerca de 300 estrangeiros.

É que além de pouco espaço para acomodar tanta gente, levando em conta o tamanho de sua estrutura, o prefeito estar tendo que bancar a alimentação.

Segundo o prefeito Zum são pelo menos 900 refeições diárias saindo “dos couros da prefeitura”. Os estrangeiros foram colocados em duas escolas e são de 13 nacionalidades diferentes, 10 delas da África. Eles foram chegando em Assis Brasil para entrar para o Peru, pela cidade de Iñapari, separada do Brasil apenas pela ponte internacional construída pelo governo brasileiro sobre o rio Acre.

“As pessoas esquecem que aqui em Assis Brasil passam todo mês pelo menos 8 mil estrangeiros que vão para o Peru. Só que o Peru fechou a entrada por causa do coronavírus e eles foram chegando aqui e represando. Alguns voltaram, mas outros ficaram ai pela cidade, pedindo socorro e nós não podemos deixar o estrangeiro morrer de fome em nossa terra, segundo a Constituição e a Bíblia”, diz o prefeito ao Blog.

Leia Também:  "EL PAÍS" denuncia o golpe contra Dilma Rousseff

Com tanta gente na cidade, chegada de forma inesperada, por causa da pandemia do coronavírus, o prefeito vive um drama. Não pode deixar de cuidar de seus munícipes, entre os quais uma grande parte de desempregados vivendo em quarentena e ainda mais os estrangeiros.

Está começando a faltar comida e o prefeito começa a pedir socorro. Até agora Zum foi lembrado apenas pela primeira dama do Estado, Ana Paula Cameli, que ajudou com colchões e cestas básicas, via secretaria estadual de Assistência Social. A Associação da Polícia Civil e a Amac também colaboraram, mas nada que garanta 900 refeições diárias.

Humano, o prefeito estar colocando seu futuro político em jogo em nome da gentileza com o próximo, mesmo aqueles chegados do estrangeiro. Assis Brasil está arrasada pela escassez de recursos financeiros.

Por Blog do Evandro 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Na Expoacre, Sergio Petecão se reúne com empresários, concede entrevistas e recebe apoio da população

Publicados

em

O candidato a governador do Acre pela coligação “Com a Força do Povo”, Sérgio Petecão (PSD), esteve na noite desta sexta-feira (5) no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, visitando a edição da Expoacre deste ano. Acompanhado do candidato a vice-governador Tota Filho (PSD), Petecão se encontrou com autoridades, conversou com empresários, e recebeu cumprimentos da população presente ao evento.

O primeiro compromisso do candidato no local foi um encontro com a diretoria da Federação do Comércio do Estado do Acre (Fecomércio-AC) para apresentar a proposta de plano de governo e discutir com a entidade a atual situação social e econômica do Acre. Uma das principais demandas que o futuro governo do Acre terá que atender é o estímulo ao desenvolvimento econômico e bem estar social, já que pelo menos 43% da população do estado vive em estado de pobreza ou abaixo dessa linha.

“Eu tenho dito que o Acre não pode mais errar, nós temos que encontrar formas de gerar trabalho e renda para a população desse estado. Todos os dias eu me deparo com pessoas me pedindo emprego, outras indo embora do estado, alguns levando a família, porque aqui ninguém encontra oportunidade, nós temos que nos unir para reverter essa situação, e nós temos o compromisso de trabalhar muito para melhorar a vida das pessoas”, enfatiza Petecão.

Leia Também:  "EL PAÍS" denuncia o golpe contra Dilma Rousseff

Durante o encontro com o presidente da Fecomércio, o empresário Leandro Domingues, Petecão e Tota Filho entregaram a ele uma cópia da proposta de plano de governo. “Você pode ter certeza que qualquer um que assumir esse governo e quiser fazer parceria com as nossas instituições, as nossas ações poderão se alargar muito mais, porque o nosso objetivo é sempre o mesmo. Nós trabalhamos sempre para criar melhores condições de vida para o nosso povo”, garantiu Domingues.

A Federação do Comércio do estado do Acre é uma entidade ligada ao Sistema S, e desenvolve inúmeras ações sociais na área de saúde e educação, muitas delas oferecidas pelo Sesc, instituição ligada a Fecomércio e mantida pela contribuição de trabalhadores do comércio e do setor de serviços do Acre.

Após a reunião com a diretoria da Fecomércio, Petecão e Tota Filho concederam entrevistas aos veículos de comunicação que fazem a cobertura da Expoacre. Um dos stands visitados foi o do site de notícias Contilnet, onde os candidatos participaram de uma transmissão ao vivo e puderam falar sobre a candidatura e as propostas de governo.

Leia Também:  Sergio Moro deixa de ser unanimidade e vira alvo de críticas dentro do governo

“Penso que este espaço do Parque de Exposições pode ser melhor aproveitado durante o ano inteiro, e nossa proposta é fazer isso em nosso governo, criar eventos aqui e oferecer atividades que possam movimentar mais a nossa economia”, defendeu o candidato Tota Filho ao fazer uma avaliação do evento.

Depois de atender a imprensa, Petecão e Tota Filho caminharam por todo o Parque de Exposições, onde conversaram com empresários, microempreendedores e o povo em geral. Durante a caminhada, por diversas vezes, os candidatos foram abordados por populares, que manifestaram apoio à chapa e fizeram questão de posar para fotos com os dois candidatos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA