RIO BRANCO

Política

Justiça Federal determina bloqueio dos bens do prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales

A juíza federal Alessandra Baldini determinou, em caráter liminar, a indisponibilidade dos bens do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales.

Publicados

Política

A juíza federal Alessandra Baldini determinou, em caráter liminar, a indisponibilidade dos bens do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales.

Vagne Sales

Para a Justiça Federal há indícios suficientes de que o prefeito administrou em causa própria, resultando em enriquecimento Ilícito.

O bloqueio, no valor de R$670.540,49 visa ressarcir aos cofres públicos os prejuízos causados pelo desvio do recurso da SUFRAMA  utilizado pelo prefeito para asfaltar o acesso à sua fazenda, na Estrada do Canela Fina.

Na decisão, a juíza considerou que há fortes indícios de que Vagner Sales modificou o projeto original da SUFRAM em benefício próprio.

Segundo a decisão, ‘verificam-se veementes indícios’ de que o prefeito de Cruzeiro do Sul incorreu em prática administrativa ilícita, resultando em enriquecimento Ilícito.

O convênio da SUFRAMA inicialmente, objetivava a recuperação dos ramais dos Paulinos, Buritirana, Santa Terezinha, Macaxeira/Creche Santa Luzia e Santa Luzia 2. O projeto foi alterado beneficiando apenas a BR 307 e a estrada do Canela Fina, onde encontra-se a fazenda do prefeito, cujo valor declarado ao TRE em 2012 foi de 780 mil reais.

Leia Também:  Câmara aprova requerimento para trata da Av. Marinho Monte.

A decisão também levou em conta que o número de moradores/produtores beneficiados pela alteração é MENOR do que os que seriam caso fosse executado o projeto original da SUFRAMA, o que apresenta, mais uma vez, um ‘forte indício’ de desvio de finalidade visando somente a valorização de sua propriedade.

A decisão liminar ocorreu dia 21/07, foi deferida no dia 22/07 e a penhora efetivamente ocorreu nesta segunda-feira, dia 25, segundo site do TRF.

Vagne Sales do PMDB

Leia a decisão da Justiça Federal em PDF clicando aqui: JF

Entenda o caso

A denúncia de que o prefeito teria desviado recursos em benefício próprio e em detrimento dos trabalhadores rurais dos outros ramais, foi formalizada em 2012 através do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e do vereador Valdemir Neto (PT).  As denúncias foram feitas através do TCU e do MPE.

Para o MPE, Vagner Sales teria ‘arquitetado’ a mudança do convênio em benefício próprio. Após o indeferimento do pedido de liminar pela Justiça Estadual, o MPF foi acionado e um novo pedido de liminar foi encaminhado, desta vez, à justiça federal.

Leia Também:  Prefeitura de Acrelândia ultrapassa limite de gastos com pessoal e decreta situação de emergência administrativa

Ironia

Um dos autores da denúncia, João ‘Todo Feio’, presidente do STR, hoje é aliado do prefeito e candidato a vereador pelo PMDB.

Com ‘fortes indícios’ de enriquecimento ilícito, fazenda foi subvalorada na declaração do prefeito ao TRE

Com ‘fortes indícios’ de enriquecimento ilícito, fazenda foi subvalorada na declaração do prefeito ao TRE

Fazenda

Conforme exposto em reportagem publicada pelo Juruá Em Tempo em 13 de junho, o valor da fazenda declarado ao TRE está muito abaixo do valor do mercado imobiliário da região. Enquanto o valor declarado é de 780 mil reais, as avaliações variam entre seis até 30 milhões, levando-se em consideração que não é possível saber o tamanho e a extensão de seu complexo de piscicultura, também não declarado ao TRE e sem licenciamento ambiental conforme já exposto em reportagem.

Ao longo de sua vida política, Vagner Sales já se apropriou de máquinas agrícolas pertencentes ao poder público para beneficiar sua fazenda.  Leia aqui.

Outros processos      

Segundo uma consulta no site do TJ-AC, Vagner Sales é réu em outros 15 processos, a maioria deles por improbidade administrativa. Leia aqui.

Prefeitura de Cruzeiro do Sul

 Por Leandro Altheman/juruaemtempo.com.br

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Vereado Chico Batista, contesta em nota a versão de seu ex-funcionário que atribui à politicagem

Publicados

em

O presidente da Câmara de Vereadores de Tarauacá, Chico Batista, PDT, enviou nota com seus esclarecimentos a respeito das acusações imputadas pelo ex-funcionário dele, Francisco da Silva. Veja matéria completa no 3 de Julho Notícias

Leia a íntegra da nota:

Em resposta aos Ataques sofridos pelo Presidente da Câmara Municipal de Tarauacá

Infelizmente, em meio a nossa população, composta em quase sua totalidade por pessoas íntegras e de bons princípios, surgem pessoas do mal para disseminar injúrias, calúnias e ódio e principalmente para atacar a minha reputação perante a sociedade.

Durante esta semana, fui surpreendido mais uma vez, por notícias inverídicas publicadas em redes sociais e na imprensa contra minha pessoa numa tentativa desesperada de um grupo de adversários politiqueiros..

Vamos aos fatos:

Francisco da Silva Gomes tratava-se de um cidadão desempregado, que através de indicação se tornou meu caseiro, trabalhou comigo por anos demonstrando ser confiável e conquistando meu ambiente familiar, até ser induzido por adversários políticos gananciosos pelo poder a tomar pra si o que não lhe pertencia, ou seja, minha propriedade, que foi adquirida por minha pessoa através do meu suor e trabalho. Por este motivo, procurei meus direitos de forma legal, o que desencadeou algumas ações judiciais que tem percorrido seus trâmites e já condenou o Sr. Francisco em 2 destes processos por seus feitos ilegais, inclusive a justiça determinou a retirada do vídeo publicado e pagamento de indenização por danos morais.

Leia Também:  Câmara aprova requerimento para trata da Av. Marinho Monte.

Em relação ao financiamento citado, foi adquirido em nome da minha propriedade que foi dada como garantia e eu era o avalista que arquei com o pagamento total do débito, comprovado e julgado perante a Justiça. Portanto, não é verdadeira a versão apresentada pelo réu.

Essa falácia repetida e defasada vem sendo manipulada por irresponsáveis desde 2015. Mais uma vez quero conscientizar e deixar claro que os autores que tem promovido esse alvoroço irão responder pelos seus atos irresponsáveis perante a justiça, assim como alguns deles já estão respondendo judicialmente. Aconselho que procurem antes, saber a veracidade dos fatos e não compartilhem mentiras que comadres e compadres, talvez por necessidade ou insuficiência intelectual, propagam inconsequentemente, ou talvez submetidas a fazer pelo mando de seu pagador que são, invariavelmente, covardes que se escondem sob o manto da ignorância cultural de leitura e interpretação de texto, que na verdade são lobos escondidos sob a pele de cordeiro”.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O ex-deputado federal, Sibá Machado, gravou um vídeo polêmico onde fez um desabafo contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o Juiz Sérgio Moro e o governador do Acre, Gladson Cameli. Sibá não perdeu a oportunidade de alfinetar o gestor em se tratando do escândalo de corrupção no qual para a Polícia Federal, Cameli é tido como o chefe de uma organização Criminosa que desviou quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos do Estado.

Leia Também:  Marcus Alexandre visita Mercado do Bosque e destaca reforma realizada no local

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA