RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Hamilton Mourão leva 32 funcionários para viagem de 12 dias ao Egito, Dubai e Grécia. O primeiro país ao qual o general chegará é o Egito

Publicados

Tudo sobre Política

O vice-presidente levará 32 funcionários do seu gabinete, que ficarão distribuídos entre os três países para dar assistência a ele – Foto: Romério Cunha/VPR

Metrópoles – Neste domingo (26/9), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRBT), embarca em viagem oficial com passagem por três continentes: África, Ásia e Europa. O primeiro país ao qual o general chegará é o Egito, seguido pelos Emirados Árabes, onde discursará na ExpoDubai, maior exposição de tecnologia e inovações do mundo. O último destino do presidente é a Grécia.

Mourão já se vacinou contra a Covid-19. Ele recebeu a segunda dose da Coronavac no dia 24 de abril, mas ainda não está apto para tomar a dose de reforço, que no Distrito Federal está sendo aplicada em idosos a partir de 85 anos.

O vice-presidente, no entanto, afirmou que se submeteria ao exame de RT-PCR antes de embarcar, para confirmar que não está infectado pelo vírus que já matou quase 600 mil brasileiros.

Durante conversa com jornalistas, na saída do Palácio do Planalto, na última quarta-feira (22/9), o general disse que a visita aos países servirá para estreitar laços, uma vez que, segundo ele, são nações parceiras do Brasil, mas que não recebem visitas oficiais de representantes brasileiros há um bom tempo.

“Vou fazer uma visita oficial ao Egito, que há muito tempo não vai ninguém nosso lá. Importante parceiro comercial e um dos pilares do mundo árabe. Depois, a abertura da ExpoDubai. Na volta, uma visita oficial à Grécia, que é outro país que nós temos ligação e não vai ninguém”, explicou o general.

Para que habitantes da América do Sul entrem no Egito, é necessário apresentar exames negativos ou que já estejam imunizados contra a Covid-19. Já na Grécia, os viajantes que chegam dos Emirados Árabes são liberados ao apresentar o exame negativo. As informações são do metabuscador de viagens Kayak.

Egito pós-golpe de estado

No primeiro destino da comitiva brasileira, Egito, Mourão será recebido pelo presidente Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, que governa o país desde 2014. General, assim como Mourão, Al-Sisi deu um golpe de estado no então presidente Mohamed Morsi quando era ministro da Defesa.

Em 2015, Morsi foi condenado a 20 anos de prisão e quatro anos depois morreu durante uma audiência. Al-Sisi é famoso por governar o país com forte controle das Forças Armadas.

Nos Emirados Árabes, o vice-presidente vai ser recebido pelo primeiro-ministro e vice-presidente Mohammed bin Rashid Al Maktoum. Assim como Mourão – que faz equitação duas vezes por semana -, Al Maktoum é um entusiasta dos esportes equestres.

No começo deste ano, o emir de Dubai ganhou os holofotes devido a uma acusação feita pela própria filha de que o pai a estaria mantendo em cativeiro. A história foi desmentida algum tempo depois, quando a princesa Latifa foi fotografada viajando e se divertindo em diversos países.

Na Grécia, Mourão será recebido pelo primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis. Em 2020, os cidadão da república parlamentarista elegeram a primeira mulher presidente do país, Ekaterini Sakellaropoulou, juiza e especialista em direito ambiental. A presidente grega, que durante o pleito foi apoiada pela esquerda e direita no país, também é comandante-chefe das Forças Armadas gregas.

Leia Também:  Prefeito Sérgio Lopes e primeira Dama distribuem ovos da páscoa para crianças em Epitaciolândia

Veja o roteiro completo da viagem:

Domingo, 26/9 – saída de Brasília

Segunda-feira, 27/9 – chegada no Cairo (Egito)

Terça-feira, 28/9 – visita oficial ao Egito, atividades no Cairo

Quarta-feira, 29/9 – visita oficial ao Egito, atividades no Cairo

Quinta-feira, 30/9 – viaja para Dubai

Sexta-feira, 1º/10 – abertura da ExpoDubai

Sábado, 2/10 – atividades em Dubai

Domingo, 3/10 – atividades em Dubai

Segunda-feira, 4/10 – viagem para a Grécia

Terça-feira, 5/10 – visita oficial à Grécia

Quarta-feira, 6/10 – visita oficial à Grécia

Quinta-feira 7/10 – volta a Brasília

ExpoDubai

A tradicional ExpoDubai consiste na maior exposição de tecnologias e inovações do mundo e acontece há 170 anos. Programada para ser realizada inicialmente em 2020, a convenção foi adiada em um ano devido à pandemia do novo coronavírus. O ingresso diário custa cerca de R$ 150 para adultos de 18 a 59 anos, com base no valor atual do dólar.

O evento terá início no dia 1º de outubro e durará até 31 de março de 2022. Mais de 190 países participarão das atividades e cada um deles terá um pavilhão próprio. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comparecerá no dia das exposições brasileiras, 15 de novembro, segundo Hamilton Mourão.

O vice-presidente ,que também é presidente do Conselho Nacional da Amazônia – órgão que atua diretamente na preservação da Amazônia, falará no segundo dia da ExpoDubai. Sob o tema “Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável: natureza, pessoas e amanhã”, o general fará uma explanação por cerca de duas horas sobre ações desempenhadas na Amazônia.

“Vamos falar de biodiversidade, de atrair investimentos, porque lá é um lugar cheio de investidore. Já tinha feito reunião com os governos estaduais um tempo atrás, pedindo que eles também mandassem representantes e apresentassem projetos para esse evento. Tentar vender as ideias que eles têm”, explicou Mourão na quinta-feira (23/9).

Desde que o desmatamento e as queimadas ilegais na Amazônia começaram a piorar, o general iniciou interlocuções para buscar investimentos estrangeiros para a região. Ele acredita, no entanto, que o Brasil não pode se sujeitar à situação de “mendigar” apoio internacional.

Fundo Amazônia

O Fundo Amazônia, por exemplo, é uma iniciativa do Ministério da Economia em conjunto com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Tem por finalidade captar doações para investimentos não reembolsáveis em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento, além de promoção da conservação e do uso sustentável da Amazônia Legal. Também apoia o desenvolvimento de sistemas de monitoramento e controle do desmatamento no restante do Brasil e em outros países tropicais.

No sentido de buscar investimento estrangeiro para a floresta, Mourão também levou no começo do mês de setembro 11 embaixadores a 5 municípios paraenses.

Na viagem com embaixadores do ano passado, o general foi acusado de “maquiar” os reais problemas que a região ocidental da floresta enfrenta. Desta vez, Mourão prometeu que mostrará, sem rodeios, os reais problemas da Amazônia .

Leia Também:  Chapa de Ilderlei Cordeiro, em Cruzeiro do Sul, deve ser julgado hoje por corrupção eleitoral

“No ano passado, nós levamos os embaixadores à Amazônia Ocidental. A Amazônia ocidental, em grande parte, 90% ou 95% preservada. Agora vamos levar na Amazônia oriental, onde se encontram realmente os maiores problemas”, disse o general.

Supercomitiva

De acordo com as portarias números 41, 42,43, 44 e 45, publicadas no Diário Oficial da União (DOU), no dia 13 de setembro, 32 funcionários do gabinete da Vice-Presidência serão enviados aos países para prestar assessoramento ao general.

Veja os nomes dos funcionários:

– Alexandre Scholtz, matrícula 1244597

– Anderson de Souza Pedra, matrícula 1279395

– André Luiz de França Santos, matrícula 3227654

– Antônio Ferreira de Lima Júnior, matrícula 3153963

– Antônio Melo Araújo, matrícula 1911274

– Bruno dos Santos Batista, matrícula 3141427

– Cesar Leme Justo, matrícula 1336296

– Edson Santiago, matrícula 1651441

– Eduardo Augusto Saraiva Gomes, matrícula 3078786

– Eugênio Pacelli Vieira Mota, matrícula 3196239

– Fernando Souza de Barros Barreto, matrícula 3204330

– Flávio Presotti de Araújo, matrícula 1067357

– Frederico Carlos de Oliveira, matrícula 2509352

– Gabriel Clemente de Oliveira Bellato, matrícula 1170146

– Guilherme Maciel Amorim, matrícula 1324670

– Gustavo Adolpho Reche de Castilho, matrícula 1904181

– Hélio Fernando Rosa de Araújo, matrícula 1340411

– Jaick Damasia Chipoline, matrícula 3161672

– Joaquim Aurélio Correa de Araújo Neto, matrícula 1650506

– Luis Henrique Sacchi Guadagnin, matrícula 1718686

– Lindomar Gonzaga Lima, matrícula 1426797

– Marcelo Antonio Neves, matrícula 3086811

– Marcelo Leandro Bragança, matrícula 1279915

– Márcio da Costa Corrêa, matrícula 3216316

– Marcos Paulo Dias Pinto, matrícula 3083850

– Paulo César de Jesus Gonçalves, matrícula 1394792

– Paulo Ubirajara Mendes, matrícula 3090614

– Romério Gomes da Cunha, matrícula 2915069

– Tatiana Esnarriaga Arantes Barbosa, matrícula 1488817

– Vicente Amaral Bezerra, matrícula 1489609

– William Leôncio Costa de Assis, matrícula 1854132

– Zenedir da Mota Fontoura, matrícula 1223773.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Major Rocha, participou, representando o Governo do Acre, da abertura do Seminário Regional Etnodesenvolvimento e Sustentabilidade, promovido pela Secretaria de Governo da Presidência da República e Fundação Nacional do Índio (Funai). ‌Ofertar aos povos indígenas a oportunidade de decidir o próprio futuro parece simples? Pelo contrário, graças ao massivo discurso de desenvolvimento sustentável que no Acre ganhou novas tonalidades com a “Florestania” dava-se a entender que tudo que era feito pelos governos era decidido pelas comunidades, mas nada passava, segundo eles, de opções diante dos caminhos expostos.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Gladson Cameli está prestes a perder emenda de R$ 2 milhões destinado por Mara Rocha para construção de centro de apoio aos deficientes visuais por falta de empenho de Secretaria de Educação

Publicados

em

Ainda em 2019, a Deputada Mara Rocha se reuniu com representantes dos Deficientes Visuais e assumiu o compromisso de indicar emenda para Construção de um Centro de Apoio aos Deficientes Visuais, ligado à Secretaria de Estado da Educação.

Em cumprimento ao seu compromisso, Mara Rocha apresentou a emenda 40380013, no valor de R$ 2 milhões, junto ao FNDE, tendo como beneficiária a Secretária de Educação do Governo do Estado, Estes valores foram disponibilizados no começo de 2020, para que o Governo apresentasse o projeto e cumprisse as exigências para liberação dos recursos. E o processo não teve maiores mudanças no período.

Preocupada com a demora, a parlamentar buscou auxílio junto à Secretaria de Governo, na tentativa de agilizar os trâmites do projeto e foi informada que o projeto está parado por falta de atendimento, por parte do governo do Estado, das diligências pedidas pelo FNDE.

“A ideia sempre foi de construirmos um projeto, em conjunto com a Secretaria de Educação e representantes das pessoas com deficiência para que o Acre tivesse um centro de atendimento aos deficientes visuais. Infelizmente soube hoje que a emenda está paralisada e sequer foi gerado o termo de compromisso para começo das obras porque o Governo do Estado não respondeu aos pedidos feitos pelo FNDE”, informou a parlamentar.

Leia Também:  Prefeito de Cruzeiro do Sul desafia o TCE e realiza processo seletivo mesmo estando suspenso

Isso é algo que me deixa muito frustrada, pois esse Centro foi um compromisso firmado pelo antigo Secretário de Educação com os deficientes visuais e comigo. Estamos falando de R$ 2 milhões que o Governo do Estado, através da sua Secretaria de Educação, está abrindo mão. Não posso acreditar que essa atitude seja motivada por questões políticas, pois isso seria um desrespeito aos deficientes, que sonham com esse Centro. É inadmissível que a Secretaria de Educação não consiga responder às diligências solicitadas. A verdade é que há chances reais de perdermos essa emenda”, finalizou Mara Rocha.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Presidente da Aleac, Nicolau Júnior, suspende sessão para dialogar com servidores da Saúde

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA