Tudo sobre Política

”É absurdo que supermercados sejam autorizados a vender medicamentos”, afirma Perpétua

Publicados

Tudo sobre Política

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) discute nesta terça-feira, 2, juntamente com farmacêuticos, conselhos, federações e associações de farmácias, a retirada de pauta do PL 1.774/19 que autoriza a venda de remédios em farmácias.

Representantes da categoria estiveram com o presidente na Câmara dos Deputados, Artur Lira, discutindo a retirada de pauta do projeto.

Perpétua considera um erro a autorização de venda de remédios em supermercados.

“É um absurdo que supermercados, sem nenhuma previsão de farmácia dentro do
estabelecimento ou da presença obrigatória de um farmacêutico para assistência ao consumidor, sejam autorizados a vender medicamentos. O açougueiro vende carne, o farmacêutico vende remédios. E assim deve ser, pelo bem da saúde pública”.

Segundo especialistas, o PL nº 1774/2019 representa altíssimo risco à saúde pública, pois o uso de medicamentos de forma inadequada, sem a indicação ou orientação e acompanhamento de um profissional de saúde qualificado pode causar danos à saúde, contribuir para o aumento do número de internações e da mortalidade.

De forma geral, segundo especialistas, os principais riscos são: atraso no diagnóstico correto, devido ao mascaramento dos sintomas; agravamento do distúrbio; possibilidade de dependência; possibilidade da ocorrência de eventos adversos que podem ser graves; reações alérgicas; interações medicamentosas e intoxicações. A venda de medicamentos em supermercados e estabelecimentos similares gerará a falsa impressão de que podem ser tratados como qualquer outra mercadoria e vai reforçar o grave problema da automedicação sem a devida orientação, colocando vidas em risco.

Leia Também:  Secretaria Municipal de Saúde leva atendimento à comunidade rural de Assis Brasil

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, afirma que o mensalinho, agora na atual gestão o feito é praticado via pix, o que antes era mensalinho por meio de folhinha agora, na gestão de Fernanda Hassem foi informatizado, ou seja, modernizaram a possível prática de lavagem de dinheiro.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na Página do Instagram 3_de_Julho_Notícias, seja membro e compartilhe.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Ex-deputado federal César Messias é escolhido como suplente de Jenilson Leite ao Senado Federal

Publicados

em

O PSB Acre referendou na última sexta-feira (5), durante convenção partidária, o nome do deputado estadual e médico infectologista Jenilson Leite como candidato ao Senado Federal.

Além do nome de Jenilson, o partido também homologou o nome de César Messias como primeiro suplente.

César é ex-vice governador por dois mandatos, ex-prefeito de Cruzeiro do Sul e atual presidente da sigla no Acre. Ele também foi deputado estadual e federal.

Jenilson Leite afirma que a experiência e comprometimento de César fortalece a sua candidatura.

“O nosso grupo é muito qualificado. Nós temos um companheiro, que se hoje nós fossemos comparar essas eleições à uma partida de futebol, nós diríamos que temos um dos melhores técnicos, que é o nosso companheiro César Messias. César te agradeço muito pela firmeza”, reconheceu Jenilson.

Cada candidato escolhe dois suplentes que não recebem salário no Senado, a menos que o titular do cargo seja afastado e eles tomem posse.

Sobre César Messias

Foi eleito deputado estadual do Acre, em 1990 e reeleito em 1994 e 1998. Foi ainda secretário estadual de Assistência Social entre 1997 e 1998.

Leia Também:  Haja gastrite!! Enquanto falta insumos hospitalares e medicamentos básicos, Governo Gladson irá adquirir 100 mil omeprazol

Em 2000 deixou a Assembleia Legislativa para concorrer à Prefeitura de Cruzeiro do Sul, sendo eleito.

Em 2006 foi eleito vice-governador de Binho Marques e em 2010 foi novamente eleito vice-governador, desta vez no mandado de Tião Viana e, em 2014, elegeu-se deputado federal com 26.448 votos.

Atualmente é presidente estadual do PSB no Acre.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA