RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Diretores de escolas do Guajará, estão revoltados com os “kits de merenda escolar” enviados pela prefeitura a famílias dos estudantes

Publicados

Tudo sobre Política

Foram dois anos de economia com recursos da educação, isso por conta da Pandemia da Covid-19, que paralisou as atividades escolares no Brasil inteiro e nem assim, alguns gestores não tiveram responsabilidade com os recursos da educação.

Nossa redação recebeu uma denúncia da direção de uma escola de Guajará – AM, cidade que faz fronteira com o Acre e que é administrada pelo prefeito Ordean Silva (PP) e que vem sendo bastante criticado por alguns atos que foram feitos durante essa pandemia; sem nenhuma transparência.

A gestora diz que é uma falta de respeito o que a secretaria de educação de Guajará tem feito com a comunidade escolar do município, mandando um kit alimentação de dar angústia e revolta.

“Gente estamos postando aqui os kits que a prefeitura mandou para nossa escola, não sei se para as outras foi assim, mas isso aqui é o que ele acha justo? Foram quase dois anos sem aulas presenciais e o correto seria a prefeitura fazer uma cesta básica todo mês para cada família de estudante; ”isso como que fosse a merenda escolar que não tiveram, disse a gestora revoltada.

Leia Também:  Vice-Governador Major Rocha, esqueceu da parceria que fez com o SINTESAC em 2017

A mesma não quis se identificar por questões pessoais, mas nos mostrou o kit que a prefeitura mandou fazer para as famílias dos estudantes da rede municipal.

Os itens são: 01 kg’ de arroz, um kg de farinha, um kg de feijão, macaxeira, um pacotinho de biscoito de goma, banana grande quase estragando, um coloral e uma melancia.

“Isso é cesta básica que se entregue para uma família? Indagou a gestora. O prefeito deveria ter vergonha de uma situação dessa, será que ele se sentiria feliz de receber uma cesta básica com esses itens? Finalizou a mulher revoltada.

Nossa reportagem tentou fazer contato com o prefeito Ordean Silva, mas até o fechamento da matéria não obtivemos sucesso.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Não vou munda meu voto, tenho costume de orar com minha palavra, diz vereador Jurandir. O clima na Câmara de Vereadores esquentou, após parte dos servidores da prefeitura de Brasileia tumultuar a sessão e descumprirem o Regimento Interno, por esse motivo, os vereadores chamou a atenção da Presidente da Casa, Arlete Amaral, por conta da sua inércia diante da situação vexatória. 

Leia Também:  Cruzeiro do Sul se une aos municípios do Juruá e formam Comitê de combate à Covid-19

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Desportistas do handebol lamentam a falta de apoio da prefeita Fernanda Hassem com a modalidade

Publicados

em

Os jogadores de handebol do município de Brasileia lamentam a falta de apoio e incentivo da prefeitura de Brasileia, que mesmo o time levando o nome do município nas maiores competições e mais importante, não receberam apoio da gestão.

Os desportistas denunciam que na gerência de esportes de Brasileia está havendo favoritismo e que para a gestão não são todas as modalidades que importam e sim aquele onde praticam secretários e vereadores do município, enquanto os jogadores de Handebol fazem cotinha para tentar arcar com as despesas do time.

Além da cota entre os jogadores, o grupo recebe apoio do presidente do clube Ressaca, Clebson Venâncio e de Rodolfo que é da Central de bebidas que tem contribuído significativamente para que o time siga sempre levando o nome de Brasileia e até mesmo conquistando títulos.

Nos foi repassado também que a deputada estadual Maria Antônia e o ex-prefeito Dêda sempre ajudam, mas o time sequer pode anunciar pois causa sérios transtornos na região de fronteira. O que o grupo busca é apenas ajuda nos custos para participar de torneios e campeonatos de forma descente e não apenas no sufoco.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Programa de alimentação escolar da prefeitura de Thaumaturgo, disputa prêmio nacional. Veja como votar
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA