Tudo sobre Política

Devido o aumento da Covid-19, Assembleia Legislativa suspende atendimento presencial ao público

Publicados

Tudo sobre Política

Em razão do aumento significativo dos casos da Covid-19 e de gripe nos municípios acreanos, a Assembleia Legislativa Legislativa do Acre (Aleac), decidiu pela suspensão do atendimento ao presencial.

A medida restritiva foi adotada hoje 18 de janeiro, pela Mesa Diretora para prevenir a disseminação da doença e atende a Resolução 31/2022 que reforça a classificação de risco. A suspensão se dará por tempo indeterminado.

Com a medida, fica restringido a entrada, nas dependências da sede do Poder Legislativo, de qualquer pessoa que não possua vínculo com a Assembleia Legislativa. Somente parlamentares e servidores, poderão ingressar na sede do Parlamento, utilizando máscaras e os demais cuidados determinados no protocolo de saúde.

As pessoas poderão contar com os canais:

I – para atendimento geral da ALEAC, (68) 3213-4036 e 3213-4037;

II – para atendimento na Subsecretaria de Gestão de Pessoas: (68) 3213-4103 e 3213-4041;

III – para atendimento da Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças: (68) 3213-4044 e 3213-4102;

IV – para protocolo de documentos físicos, seja por terceiros não integrantes da administração pública, seja por órgão e entidades, serão utilizados exclusivamente os endereços de correio eletrônico: [email protected] e [email protected]

Leia Também:  Léo de Brito vê ligação entre Gladson Cameli e Ponte do Bilhão

O presidente do parlamento acreano, deputado Nicolau Júnior (Progressistas), também está avaliando se as sessões plenárias que retornam no dia 1° de fevereiro, serão realizadas de maneira presencial ou de forma remota, transmitidas pelo Youtube e Facebook através da plataforma digital da casa.

“Ainda estamos avaliando a possibilidade de voltarmos com as sessões remotas. Continuamos enfrentando um inimigo invisível. Já temos a vacina como grande aliada, mas, a prevenção ainda é essencial. Então, precisamos nos proteger e proteger os nossos familiares”, disse Nicolau Júnior.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Leia Também:  No Acre, quatro agências bancárias devem fechar após restruturação anunciada pelo BB

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Senador Petecão promove audiência pública para discutir reativação do campus da Ufac em Brasileia

Publicados

em

Atendendo a uma demanda da região do Alto Acre, em meio às comemorações dos 112 anos de emancipação política de Brasileia, o senador Sergio Petecão (PSD-AC) promoveu uma audiência pública para discutir a reativação do campus da Universidade Federal do Acre (Ufac).

O tema foi discutido com vários segmentos da população e contou com a presença de diversas autoridades, de representantes da universidade, além de estudantes que já concluíram o ensino médio e têm grande interesse na concretização do projeto.

O debate ganhou relevância após o gabinete do senador Petecão viabilizar a oferta de cursos de nível superior, pela Ufac, nas cidades de Acrelândia e Plácido de Castro e, pelo Ifac, em Santa Rosa do Purus. Diante da iniciativa do senador, os prefeitos da região do Alto Acre também buscaram apoio para estender o benefício aos seus respectivos municípios.

“Nesta audiência pública, nós já demos um passo importante, já existe um núcleo da Ufac aqui na região, que não oferece nenhum curso. Então, nós vamos buscar os recursos para dotar a universidade das condições necessárias para se estabelecer aqui essa oferta de cursos também. Estamos encaminhando à Ufac as sugestões e propostas que foram colhidas aqui e esperamos para breve uma definição da instituição sobre essa demanda”, declarou o senador Petecão.

Leia Também:  Tião e Jorge Viana estão na lista de políticos que serão investigados pelo STJ e STF

Segundo o vice-reitor da Ufac, professor Josimar Ferreira, que na ocasião representou a reitora Guida Aquino, “De imediato, já saímos com uma nova proposta daqui, que é trabalhar no sentido de oferecer um curso de engenharia agrícola. Vamos depender de uma ação de toda a nossa bancada federal, do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Economia. Agora nós vamos levar à mesa da reitoria tudo o que foi discutido aqui para dar os encaminhamentos”, explicou.

A deputada federal Wanda Milani (Pros) parabenizou a iniciativa do senador. “Louvável a atitude do senador Petecão em convocar essa audiência. Fizemos aqui um compromisso de, conjuntamente com os demais integrantes da bancada federal do Acre, buscar em Brasília as condições para reestruturar o campus da Ufac aqui de Brasileia e conseguir iniciar, o mais breve possível, a oferta de ao menos um curso para essa região, suprindo assim essa carência de formação de mão de obra especializada que nosso estado tanto precisa”, defendeu.

Durante os últimos 3 anos, o senador Petecão já destinou à Ufac cerca de R$ 3,5 milhões em emendas, que possibilitaram a reforma e ampliação do restaurante universitário de Rio Branco e de Cruzeiro do Sul, aquisição de equipamentos e veículos para a instituição, o custeio de cursos oferecidos no interior do estado, além de outras obras que fortalecem o ensino superior do Acre. “Como coordenador da bancada federal do Acre, eu me sinto no dever de abraçar essa causa. Investir na educação é uma das alternativas para o desenvolvimento desses municípios”, enfatizou Petecão.

Leia Também:  Jogadora de futsal que agrediu rival se diz arrependida: "Momento de raiva"

Todos os anos, centenas de jovens que concluem o ensino médio nos municípios do Alto Acre são forçados a parar de estudar por não terem nenhuma opção de curso de nível superior pela qual possam obter uma formação acadêmica. Diante do problema, a população desses municípios tem cobrado das autoridades a oferta de cursos superiores alinhados com a vocação econômica da região.

Além da deputada federal Wanda Milani (PROS) e do vice-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac), Josimar Ferreira, também compareceram à audiência a prefeita de Brasileia, Fernanda Assem (PT); o prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos e representantes da sociedade civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA