RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Deputado quer que empresas de ônibus apresentem comprovantes de despesas citadas em planilhas

Machado sugere que todos os deputados participem da audiência pública que será realizada, na sede da Aleac.

Publicados

Tudo sobre Política

Machado sugere que todos os deputados participem da audiência pública que será realizada, na sede da Aleac.

O presidente da Comissão de Serviço Pública da Aleac, deputado Eber Machado (PDT) informou na manhã desta terça-feira (22) que não teve atendido seu pedido para acessar as planilhas das empresas de transporte de passageiros de Rio Branco, que justificam o aumento da passagem de ônibus para R$ 4,03, mas conseguiu cópias dos documentos que apresentam despesas, que de acordo com ele, “não são acompanhadas dos devidos comprovantes de pagamento”.

“Já tivemos o anúncio da previsão do valor da passagem de ônibus que passará a custar R$ 4,03. Recebi muitas mensagens e até áudios de membros do conselho tarifario que não participaram da decisão. Na verdade, essa reunião se resumiu em 4 ou 5 participantes que decidiram. Não sou especialistas na área, mas solicitamos as planilhas e não recebemos. Aprovamos o requerimento para realizar a audiência pública para debater esse aumento da passagem”, diz Eber.

Leia Também:  Seleção do AC vence último amistoso antes do Brasileiro de Vôlei Juvenil

Precisamos de esclarecimentos sobre as informações das planilhas das empresas. No sábado passado, nos reunimos com especialistas. Para nossa surpresa, pelo pouco aprofundamento, pelos dados que as planilhas fornecem, nós tivermos algumas dúvidas que precisam de esclarecimento”.

O parlamentar quer que as empresas apresentem os comprovantes dos pagamentos de R$ 2,2 milhões de combustível por mês. “Será que somente esse valor pode ser justificado nas planilhas? Cadê os comprovantes dos gastos com combustível? Peças de reposição R$ 413 mil. Se revermos um acumulado no ano chegamos a quase R$ 5 milhões. É isso que queremos entender. A RBTrans e Detran perseguem taxistas, mas não têm a coragem de parar os ônibus”.

Eber Machado questiona ainda os gastos de R$ 247 mil de aluguel de veículo de apoio e do setor da bilhetagem que estaria pagando R$ 60 mil de aluguel por mês, de uma sala dentro do Terminal Urbano. Que despesas são essas? Pagamento de ISS R$ 577 mil? Que ISS é esse se as empresas têm mais de 9 milhões de isenção por ano. Se tiver comprovação que eles estão corretos, nós voltamos a tribuna com a mesma firmeza para fazer as correções necessárias”.

Leia Também:  Com elevador quebrado em Arena no Acre, cadeirante vê jogo atrás de vidro

Telejornal 3 de Julho 11ª Edição

Veja nesta Edição: Jogador Valder Melo mais conhecido por cabeção do time Revolução Clube fez o gol mais bonito até o momento do Campeonato Regiçaneo Moura de Brito; Abertura dos Jogos Escolares 2018 em Brasileia tem início no Ginásio poliesportivo Eduardo Lopes Pessoa, Ministério Público vai apurar supostas irregularidades na aquisição de merenda escolar em Epitaciolândia,Policia Militar de Assis Brasil prende quatro indivíduos acusado de tráfico de entorpecente com emprego de arma de fogo para resguardar a boca de fumo e outras, curta a nossa página do Facebook e inscreva-se no nosso canal do YouTube.

Por Ray Melo / ac24horas

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Vídeo: Empresário de Epitaciolândia Everton Soares deixa a política por obediência a Deus e a seus pais

Publicados

em

Everton se emociona durante pronunciamento de sua saída do meio político para se dedicar a Deus e a família – Foto: Alexandre Lima / oaltoacre

Oaltoacre – O jovem empresário do município de Epitaciolândia que se destacou no último pleito eleitoral, chamou a equipe do jornal oaltoacre em sua casa nesta semana, para fazer um pronunciamento aos munícipes.

O administrador de empresas Everton Soares, ficou em segundo lugar faltando pouco mais de 600 votos para se eleito prefeito por Epitaciolândia em sua primeira candidatura, mas, acredita que recebeu uma mensagem que essa não seria o caminho a ser seguido.

Muitos acreditavam que Everton seria um nome forte para o pleito de 2022, concorrendo a uma cadeira estadual ou federal e esperavam esse pronunciamento em breve, podendo ser um dos mais votados pela regional do Alto Acre.

Everton é de família tradicional e disse que, sem o apoio familiar, já estava com uma ‘derrota’ por não seguir os conselhos de seus pais na época, para não entrar na política. Mas, também acredita que foi uma experiência por acreditar que seria uma forma de agradecer tudo que o município lhes proporcionou.

Leia Também:  Em nota, Flaviano Melo diz que Gladson Cameli “desonrou” acordo em que Coronel Ulysses seria vice

“Ainda quero acreditar na política, mas estou parando por aqui. Fui tocado pelo Espírito Santo que deveria abandonar e continuar minha vida normal. Da mesma forma que entrei, saio de mãos limpas e cabeça erguida”, disse.

Everton confirmou que está abandonando a vida pública para fica do lado da família e de Deus a partir de agora. Pede perdão caso tenha ferido alguém e que todos respeitem sua decisão a partir de agora.

Ao mesmo tempo, desabava com lágrimas por ter visto uma desigualdade social muito grande. Pede que as pessoas vejam em quem estará votando, pois, serão eles que vão cuidar do povo que precisam demais atenção por parte da política, tanto local, quanto nacional.

Agradece a confiança de quem esteve ao seu lado e àqueles que sequer o conhecia, mas acreditou no projeto político. “Recebi abraços de pessoas humildes, mensagens de fora do estado que viram em mim, uma ascensão política na minha região. Obrigado aos epitaciolandenses, povo do Acre e do Brasil, fiquem com Deus!”, finalizou.

Veja vídeo.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Seleção do AC vence último amistoso antes do Brasileiro de Vôlei Juvenil

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA