Tudo sobre Política

Decisão do PP de fechar questão em torno da reeleição de Mailza Gomes pode isolar Gladson Cameli e causar revolta entre aliados

Publicados

Tudo sobre Política

A decisão do Progressista de fechar questão em torno da reeleição da senadora Mailza Gomes pode isolar o governador Gladson Cameli, além de causar revolta entre os aliados.

Mailza Gomes foi 1ª suplente de Gladson assumindo o mandato por quatro anos com a eleição dele para o governo em 2018. À época ela não tinha densidade política para vencer uma eleição dessa magnitude. Não teria chances agora, apesar do bom trabalho que desenvolve no mandato. Portanto, deveria abrir espaço para que o governador Gladson pudesse articular e garantir a reeleição e a manutenção de todo o grupo no poder.

A vaga ao Senado é disputada por Mailza Gomes (Presidenta do PP), Márcia Bittar (candidata do presidente Bolsonaro), os deputados federais Alan Rick (DEM), Jéssica Sales (MDB) e Vanda Milani (SD). As últimas pesquisas divulgadas oficialmente pela imprensa apontam o ex-governador Jorge Viana (PT) liderando, Alan Rick em 2º lugar e os demais em seguida. Porém, Márcia Bittar tem conseguido o maior número de partidos aliados tornando seu nome competitivo no desenrolar do processo.

Leia Também:  No governo Temer: Petrobras desiste do Pré-sal e abre riqueza a petroleiro internacionais

Para os aliados, o governador Gladson não só escolheu mal o seu vice (estão rompidos), bem como a 1ª suplência do Senado. Como ele deseja o secretário Alysson Bestene como vice, que é do PP, os aliados dizem que os inimigos comem com ele a mesa e não na oposição ou entre os aliados.

Ainda aposto que a senadora Mailza vai colocar o mandato à disposição do governador Gladson Cameli para negociar com os aliados.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Jorge Viana inicia primeiro dia de campanha nas ruas do município de Cruzeiro do Sul

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Senador Sergio Petecão anuncia mais de R$ 500 mil para serviços de proteção social em Rio Branco

Publicados

em

O senador Sérgio Petecão (PSD) anunciou, nesta segunda-feira (4), a destinação de R$ 538.841,00 para serviços de proteção social em Rio Branco. O valor será destinado à estruturação da rede de serviços do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e será investido na manutenção e o custeio das unidades de proteção social e acolhimento na capital acreana, garantindo mais atendimento às pessoas em estado de vulnerabilidade social.

Para Petecão, é importante fortalecer as instituições que cuidam das pessoas em situação de dificuldade. “Como presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal, sei da necessidade de apoiar ações do Suas. Temos que garantir a população acreana mais condições de atendimento e ampliação do acesso a pessoas carentes e vulneráveis”, afirmou o senador.

Em 2021, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal, presidida pelo senador Sérgio Petecão, aprovou o projeto o Projeto de Lei Complementar que institui o Sistema Único de Assistência Social (Suas). Pelo texto, o objetivo do Suas é garantir proteção à família, à maternidade, à infância, à adolescência e à velhice. O projeto aprovado institucionalizou ainda a exigência de controle social, monitoramento e também a avaliação das políticas da assistência social.

Leia Também:  Prefeitura de Cruzeiro do lança programa "Volta ao novo" em preparação para retorno das aulas presenciais

As ações de proteção social são destinadas, além da prevenção de riscos sociais e pessoais de indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social, é destinada também a pessoas que já se encontram em situação de risco e que tiveram seus direitos violados por abandono, maus-tratos, abuso sexual, violência, uso de drogas, entre outros motivos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA