Tudo sobre Política

Como prometido, Rocha exonerou o Procurador do Estado João Paulo Setti, acusado de suposto envolvimento no escândalo dos precatórios

Publicados

Tudo sobre Política

Depois de anunciar a exoneração do PGE, Rocha afirmou que a Polícia Federal e Civil estão investigando o possível esquema milionário e aconselha que governador Gladson não faça vista grossa.

DECRETO Nº 10.442 do dia de hoje, é assinado pelo governador em exercício Werles Rocha – PSL e confirma a exoneração do procurador Geral do Estado João Paulo Setti.

O governador em exercício, Major Rocha (PSL), disse ainda na manhã de quarta-feira, 3, o anúncio oficial da exoneração do procurador João Paulo Setti, do cargo de Procurador-Geral da PGE/AC, após denúncias de um suposto envolvimento na chamada ‘máfia dos precatórios’.

Sobre o caso, o militar destacou que a decisão não é pessoal, porém, requer uma apuração do caso. “Essa medida do afastamento se dá em razão de preservar a PGE e o Estado desse episódio. Esse debate não é bom para o governo e não é meu papel julgar ninguém. Estou mandando o decreto hoje, e passa a vigorar a partir de sua publicação”, declarou.

Rocha disse durante a coletiva que o caso já está sob investigação da Polícia Civil e Federal. Além disso, ele deixou as arestas com o chefe do executivo de lado e fez questão de enaltecer os recentes posicionamentos do governador Gladson Cameli em relação a escândalos de corrupção.

Leia Também:  Rocha diz que Máfia dos Precatórios foi o 1º indício de corrupção no governo e que Gladson sabia de tudo

Gladson pensa em retornar mais cedo da Europa, pois estar insatisfeito com que chama de Tumulto provocado pelo seu vice.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Edvaldo Magalhães expôs um card assinado pela gestão da escola Imaculada Conceição em Feijó, que avisa sobre horários de aulas reduzidos por falta de merenda na escola revolta população. A escola de ensino fundamental Imaculada Conceição atende alunos do 1° ao 5° ano e tem o reinício das aulas presenciais cheio de problemas que comprometem o desempenho do ensino. Edvaldo lamentou que por problema de desorganização e falta de compromisso do governo as escolas estão sofrendo sem poder oferecer uma bolacha com suco para os alunos merendarem. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Deputado Jenilson Leite diz que reforma da previdência não pode ser votada sem que haja diálogo com os trabalhadores

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Tudo sobre Política

Senador Petecão promove audiência pública para discutir reativação do campus da Ufac em Brasileia

Publicados

em

Atendendo a uma demanda da região do Alto Acre, em meio às comemorações dos 112 anos de emancipação política de Brasileia, o senador Sergio Petecão (PSD-AC) promoveu uma audiência pública para discutir a reativação do campus da Universidade Federal do Acre (Ufac).

O tema foi discutido com vários segmentos da população e contou com a presença de diversas autoridades, de representantes da universidade, além de estudantes que já concluíram o ensino médio e têm grande interesse na concretização do projeto.

O debate ganhou relevância após o gabinete do senador Petecão viabilizar a oferta de cursos de nível superior, pela Ufac, nas cidades de Acrelândia e Plácido de Castro e, pelo Ifac, em Santa Rosa do Purus. Diante da iniciativa do senador, os prefeitos da região do Alto Acre também buscaram apoio para estender o benefício aos seus respectivos municípios.

“Nesta audiência pública, nós já demos um passo importante, já existe um núcleo da Ufac aqui na região, que não oferece nenhum curso. Então, nós vamos buscar os recursos para dotar a universidade das condições necessárias para se estabelecer aqui essa oferta de cursos também. Estamos encaminhando à Ufac as sugestões e propostas que foram colhidas aqui e esperamos para breve uma definição da instituição sobre essa demanda”, declarou o senador Petecão.

Leia Também:  Convocado pela 6ª vez, acreano do Fla sub-15 posta: "Felicidade exalando"

Segundo o vice-reitor da Ufac, professor Josimar Ferreira, que na ocasião representou a reitora Guida Aquino, “De imediato, já saímos com uma nova proposta daqui, que é trabalhar no sentido de oferecer um curso de engenharia agrícola. Vamos depender de uma ação de toda a nossa bancada federal, do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Economia. Agora nós vamos levar à mesa da reitoria tudo o que foi discutido aqui para dar os encaminhamentos”, explicou.

A deputada federal Wanda Milani (Pros) parabenizou a iniciativa do senador. “Louvável a atitude do senador Petecão em convocar essa audiência. Fizemos aqui um compromisso de, conjuntamente com os demais integrantes da bancada federal do Acre, buscar em Brasília as condições para reestruturar o campus da Ufac aqui de Brasileia e conseguir iniciar, o mais breve possível, a oferta de ao menos um curso para essa região, suprindo assim essa carência de formação de mão de obra especializada que nosso estado tanto precisa”, defendeu.

Durante os últimos 3 anos, o senador Petecão já destinou à Ufac cerca de R$ 3,5 milhões em emendas, que possibilitaram a reforma e ampliação do restaurante universitário de Rio Branco e de Cruzeiro do Sul, aquisição de equipamentos e veículos para a instituição, o custeio de cursos oferecidos no interior do estado, além de outras obras que fortalecem o ensino superior do Acre. “Como coordenador da bancada federal do Acre, eu me sinto no dever de abraçar essa causa. Investir na educação é uma das alternativas para o desenvolvimento desses municípios”, enfatizou Petecão.

Leia Também:  Ex-jogador de futebol morre durante ato sexual

Todos os anos, centenas de jovens que concluem o ensino médio nos municípios do Alto Acre são forçados a parar de estudar por não terem nenhuma opção de curso de nível superior pela qual possam obter uma formação acadêmica. Diante do problema, a população desses municípios tem cobrado das autoridades a oferta de cursos superiores alinhados com a vocação econômica da região.

Além da deputada federal Wanda Milani (PROS) e do vice-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac), Josimar Ferreira, também compareceram à audiência a prefeita de Brasileia, Fernanda Assem (PT); o prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos e representantes da sociedade civil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA