RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Com articulação do Estado, poderes cedem policiais para combate à criminalidade

A articulação entre os demais poderes busca a soma de esforços junto às polícias na luta pela paz e o fortalecimento de um sentimento de mais segurança em todo o Acre.

Publicados

Tudo sobre Política

A articulação entre os demais poderes busca a soma de esforços junto às polícias na luta pela paz e o fortalecimento de um sentimento de mais segurança em todo o Acre.

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 26, o governador Tião Viana, junto com membros do Tribunal de Justiça (TJAC) e do Ministério Público do Acre (MPAC), anunciou que cerca de 50 policiais militares que compõem os quadros de segurança das instituições públicas, além de parte do efetivo que está na Força Nacional, serão devolvidos à Polícia Militar e atuarão direto nas ruas no combate à criminalidade.

Além dos demais poderes, o governo abre mão de parte do efetivo de segurança do Gabinete Militar, disponibilizando 20 policiais, e também convoca militares que estavam na prefeitura de Rio Branco. 

“Nós nos unimos e eles estão cedendo, dos seus efetivos policiais, uma contribuição ostensiva contra a violência. É um sacrifício, porque eles têm responsabilidades com o patrimônio, a integridade dos seus membros e nas ações de apoio às operações que são realizadas. E aqui eu expresso um agradecimento do nosso governo”, disse o governador Tião Viana.

Fortalecimento

Os cerca de 50 policiais militares cedidos farão parte do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Companhia Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) da Polícia Militar do Acre (PMAC).

Leia Também:  Bocalom sobre o blefe do PMDB: “não se úne com mentiras e enganação. Nem o DEM me fará abandonar o Ulisses”

Durante a coletiva, Tião Viana ainda destacou o fortalecimento da PMAC, com a entrega no mesmo dia de R$ 2 milhões em equipamentos, como 164 novos fuzis, em parceria com o Ministério da Justiça, e uma redução de 59% no número de homicídios nos últimos 15 dias, após o reforço das operações ostensivas nas ruas da capital.

Segundo o comandante-geral da PMAC, coronel Marcos Kinpara, com a vinda desses policiais para ações em ruas, a tendência dos resultados é melhorar: “Esses policiais que vêm vão direto para o combate ao crime face a face. Então agradeço de coração a essa demonstração de apoio. Com certeza esses policiais farão a diferença no combate a violência”.

Forças somadas

O Estado tem conseguido unir todas as instituições públicas do Acre no combate à criminalidade. O MPAC tem atuado em parceria com a Polícia Civil, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), além de ter elaborado recentemente um estudo que aponta o crescimento da violência no Acre com a fragilidade das fronteiras sem fiscalização federal.

Leia Também:  PL de autoria do deputado Calegário que suspende prazo dos editais de concursos públicos é aprovado na ALEAC

“Trazemos hoje o sentimento de união, no sentido de que juntos podemos com certeza minimizar os ataques das corporações ilegais que existem no Acre. Estamos abrindo mão de um quadro de segurança institucional nosso, mas entendemos que esse esforço é para o bem do nosso estado e nossa comunidade”, destacou o promotor Adenilson de Souza, que representou o MPAC na coletiva.

O TJ-AC tem tido o mesmo comprometimento e sensibilidade no enfrentamento à criminalidade, além de um trabalho integrado aos demais integrantes do Sistema de Justiça Criminal para evitar a impunidade.

“A violência não é só no Acre, mas uma preocupação Brasil afora e é preciso sim que as instituições se unam em torno desse objetivo em comum que é a segurança. Por isso vamos ceder parte do nosso efetivo para auxiliar nesse combate à violência”, completa o desembargador Francisco Djalma.

3 de Julho Entrevistas 10ª Edição

Assista a entrevista com a Presidente da Associação dos Portadores de Hepatite do Alto Acre e conheça: Dos tipos de hepatite até o tratamento”.

3 de Julho Entrevistas 9ª Edição

Veja a entrevista com o Vereador Joelso Pontes que vai falar da sua experiência na política de Brasileia.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Jenilson Leite conclui agenda no Pará na Embrapa da Amazônia Oriental em busca da expansão da produção de açaí no Acre

Publicados

em

Nesta segunda-feira (6), o deputado estadual Jenilson Leite ( PSB) e a comitiva acreana de parlamentares, prefeito, secretários, vereadores e técnicos agrícolas que foram ao Estado do Pará com o objetivo de conhecer a cadeia produtiva e a indústria de açaí, concluíram a agenda com uma reunião com os pesquisadores da Embrapa da Amazônia Oriental. Ainda nesta segunda-feira, parte da comitiva esteve mais uma vez no Banco da Amazônia para discutir as linhas de créditos disponíveis para investir na produção em solo acreano.

Para o deputado Jenilson Leite, que articulou a ida da comitiva ao Pará, a ideia é desenvolver no Acre o mesmo modelo de cultiváveis do açaí, observando as peculiares do nosso estado, mas para isso é preciso do apoio da Embrapa e do Basa. ” Concluímos nossa agenda buscando apoio técnico e financeiro para investir na produção de açaí no Acre. Com o apoio do Basa e da Embrapa da Amazônia Oriental, os produtores paraenses conseguiram transformar o estado no maior produtor de açaí do Brasil. Alguns produtores trocaram a criação bovina e passaram a investir no plantio de açaí. O resultado tem sido positivo, gerando milhares de emprego, criação de mais de 300 indústrias e cinco bilhões reais por ano no PIB do estado, somente com a venda do fruto”, afirma Leite.

Na sede da Embrapa, a comitiva foi recebida pelos pesquisadores João Tomé de Farias Neto e Márcia Mota Maués, e o chefe geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Walkymário Lemos.

Leia Também:  6ª etapa do Acre Open de Tênis tem inscrições abertas até o próximo dia 11

Na palestra à comitiva, o pesquisador João Tomé, destacou a importância de fazer a confecção de mudas, adubação, espaçamento , polinização e o manejo da cultura da fruta como um todo. ” Não tenho dúvidas que neste evento todo mundo ganhou , porque foi uma troca de ideia entre o pesquisador e várias pessoas que são produtores de açaí. Para que realmente comece a dar certo é preciso que seja bem planejado, ou seja, implementar essas cultiváveis com sucesso”, destacou. Ele também enfatiza que para o Estado do Para, ” o açaí é a segunda cultura mais importante da Amazônia , depois da mandioca. Isso é uma alternativa econômica viável para o pequeno, médio e grande produtor, seja do Pará, seja do Acre”.

No tocante a produção do açaí, o pesquisador destaca que o estado produz em média 60 milhões de toneladas anualmente. ” Essa quantidade representa um volume bastante expressivo, porque totaliza quase 93% do fruto do açaí produzido na região da Amazônia. Se a gente transformar a produção em poupa para vender no estado e para exportações, chegamos a cifra de bilhões que o açaí promove na economia. Isso é mais importante do que toda a cadeia produtiva do cacau no Brasil”, destaca.

A pesquisadora Márcia Maués lembrou da importância de conversar áreas de florestas naturais no entorno dos plantios de açaí. ” Nós estamos estudando as interações plantas polinizadoras do açaí. E vimos que ele atrai uma mega diversidade de insetos florais, com destaque para as abelhas nativas com ferrão e sem ferrão. E para que ocorra a produção do fruto é muito importante que essas abelhas estejam presentes nas áreas cultiváveis e elas vem das florestas naturais, no entorno da plantação. Por isso, é importante conversar as florestas, porque sem abelhas não temos produção”.

Leia Também:  Deputado Edvaldo Magalhães pede revogação de nomeações realizadas na Ageac

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereador diz que o prefeito Kiefer Cavalcante paga mais de 5 mil para dono de empresa que faz faculdade em Rio Branco – Vereador Ronaldo Reis de Feijó, gravou um vídeo onde fez graves denúncias contra a atual gestão do prefeito Kiefer Cavalcante a quem acusa de perseguição política e possível pagamentos irregulares em sua gestão. De acordo com o vereador, o prefeito demitiu a sua esposa só aconteceu depois que trouxe a tona um pagamento supostas irregularidades o que confirma a perseguição política que vem sofrendo por parte do gestor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA