RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Cheia histórica no Acre adia jogo Rio Branco x Vasco, pela Copa do Brasil

Nível do rio Acre, que divide a capital acreana, ultrapassa sua maior marca, do início desta semana

Publicados

Tudo sobre Política

Nível do rio Acre, que divide a capital acreana, ultrapassa sua maior marca, do início desta semana, e a partida de quarta-feira é suspensa. Não há nova data para o duelo

Arena da Floresta, em Rio Branco, palco do jogo entre Estrelão e Vasco na quarta (Foto: João Paulo Maia)

Arena da Floresta, em Rio Branco, palco do jogo entre Estrelão e Vasco na quarta (Foto: João Paulo Maia)

segunda-feira, o rio Acre atingiu 17,79 metros, sua maior marca em todos os tempos. Em Rio Branco, capital do estado, para onde está marcado o duelo entre Rio Branco e Vasco, pela primeira fase da Copa do Brasil, a situação é crítica. A enchente atinge mais de 51 mil pessoas e 24 bairros da cidade, e o jogo que seria disputado nesta quarta-feira, na Arena da Floresta, teve de ser adiado. O Cruz-Maltino já foi comunicado e cancelou a viagem que aconteceria no fim da tarde desta segunda. Ainda não há uma nova data para a partida.

– Todos se mostraram totalmente solidários à causa e entenderam perfeitamente o adiamento da partida. Vivemos um momento muito difícil no Acre, e realizar o jogo seria realmente inviável. A decisão foi tomada por nós, mas todos os envolvidos estão de comum acordo – informou o presidente do Rio Branco, Illimani Suares.

A CBF ainda não se pronunciou oficialmente. Segundo o assessor Luiz Augusto Nunes, a Diretoria de Competições tomará as devidas providências assim que for notificada, mas ele acredita que ainda na tarde desta segunda a entidade deve anunciar uma nova data para a realização da partida.

A Arena da Floresta, local onde será disputado o jogo, fica localizada no Segundo Distrito da cidade, a cerca de 5km do Centro, onde o rio divide os dois distritos. A praça esportiva possui três pontos de acesso: ponte Juscelino Kubitschek, ponte/avenida Amadeo Barbosa e Via Verde. Segundo a Defesa Civil Estadual, o primeiro foi interditado por conta do nível do rio e dos “balseiros”, como são chamados na região os pedaços de árvores e outras vegetações arrastados pelas águas do Rio Acre.

Leia Também:  Tião Viana inaugura prédio do Núcleo de Apoio Pedagógico à Inclusão no Juruá

O monitoramento é feito diariamente para evitar o acúmulo. Neste domingo, a ponte foi fechada para pedestres e veículos. O caminho pela Avenida Dr. Pereira Passos, uma das opções de saída da Arena, foi tomada pela água e também está inacessível. Em 2014, a ponte Juscelino Kubitschek – ou ponte metálica, como é conhecida – foi interditada por conta da operação da Defesa Civil para retirada dos “balseiros”. O procedimento durou cerca de dois dias.

Quatro unidades de saúde e 15 escolas da rede pública municipal encontram-se atingidas pela inundação, comprometendo o atendimento básico de saúde e o ano letivo.

Público

A diretoria do Rio Branco não soube informar a quantidade de ingressos já vendidos para o jogo de quarta. O clube colocou oito mil bilhetes à venda – a capacidade da Arena da Floresta é de 13 mil torcedores sentados, mas houve uma limitação em cumprimento às recomendações da promotora de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Acre (MP-AC), Alessandra Marques.

Os bilhetes, que custam R$ 45 (meia) e R$ 90 (inteira), estão sendo comercializados antecipadamente desde o dia 23, nos seguintes pontos: rede de Supermercados Araújo e CT José de Melo. O Rio Branco espera vender toda a carga para o jogo.

Famosos em campanha

No fim de semana, vários famosos entraram na campanha “Acre Solidário”. O atacante Alan Kardec, do São Paulo, o narrador esportivo Galvão Bueno e vários famosos gravaram vídeo e postaram nas redes sociais para pedir ajuda ao estado. Emocionado com a situação crítica da terra natal, o lutador acreano Francimar Bodão disse não consegue dormir em entrevista ao GloboEsporte.com.

Leia Também:  Prefeito eleito Zequinha Lima visita moradores da zona rural em agradecimento ao apoio recebido na eleição

Torneio Início cancelado

O tradicional Torneio Início, que ocorre sempre uma semana antes do início do Campeonato Acreano, foi cancelado devido às cheias. Clubes como Alto Acre, de Brasileia/Epitaciolândia, e Amax, de Xapuri, tiveram a pré-temporada prejudicada pela enchente em seus respectivos municípios. A estreia das duas equipes, que se enfrentariam na primeira rodada do estadual, foi adiada pela Federação de Futebol do Acre (FFAC). A Amax entra em campo no dia 8 contra o Rio Branco, no Estádio Florestão, e o Alto Acre pega o Atlético-AC no dia 11, na Arena da Floresta.

Na história

Não é a primeira vez que a cheia dos rios atingem as cidades do Acre. Em Rio Branco, por exemplo, as enchentes ocorrem quase anualmente entre os meses de janeiro e abril, período de chuvas na região. A pior delas em volume de água do Rio Acre, que corta a capital, aconteceu em 1997, quando atingiu 17,66 metros. Recentemente, em 2012, o rio marcou 17,64 metros – agora terceira maior marca da história. Na época, a cheia atingiu mais de 100 mil pessoas.

Cheias históricas

Na semana passada, as cheias dos rios acreanos chegaram a atingir quase 40 mil pessoas de cinco cidades (Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Tarauacá e Rio Branco). Uma das mais críticas foi a de Brasileia, que enfrentou a maior de sua história – o manancial atingiu nível de 15,46 metros no dia 24, desabrigando 2,2 mil.

Xapuri e Rio Branco decretaram situação de emergência, e o município de Brasileia, a 232 km da capital, decretou estado de calamidade pública no início da última semana. O prefeito da capital, Marcus Alexandre, decretou calamidade pública neste domingo.

onte Juscelino Kubitschek neste domingo (1º), em Rio Branco; rio acima de 17 metros (Foto: João Paulo Maia)

Ponte Juscelino Kubitschek neste domingo (1º), em Rio Branco; rio acima de 17 metros (Foto: João Paulo Maia)

Por Diego Torres, Eduardo Souza e João Paulo Maia Rio Branco, AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tudo sobre Política

Gladson Cameli está prestes a perder emenda de R$ 2 milhões destinado por Mara Rocha para construção de centro de apoio aos deficientes visuais por falta de empenho de Secretaria de Educação

Publicados

em

Ainda em 2019, a Deputada Mara Rocha se reuniu com representantes dos Deficientes Visuais e assumiu o compromisso de indicar emenda para Construção de um Centro de Apoio aos Deficientes Visuais, ligado à Secretaria de Estado da Educação.

Em cumprimento ao seu compromisso, Mara Rocha apresentou a emenda 40380013, no valor de R$ 2 milhões, junto ao FNDE, tendo como beneficiária a Secretária de Educação do Governo do Estado, Estes valores foram disponibilizados no começo de 2020, para que o Governo apresentasse o projeto e cumprisse as exigências para liberação dos recursos. E o processo não teve maiores mudanças no período.

Preocupada com a demora, a parlamentar buscou auxílio junto à Secretaria de Governo, na tentativa de agilizar os trâmites do projeto e foi informada que o projeto está parado por falta de atendimento, por parte do governo do Estado, das diligências pedidas pelo FNDE.

“A ideia sempre foi de construirmos um projeto, em conjunto com a Secretaria de Educação e representantes das pessoas com deficiência para que o Acre tivesse um centro de atendimento aos deficientes visuais. Infelizmente soube hoje que a emenda está paralisada e sequer foi gerado o termo de compromisso para começo das obras porque o Governo do Estado não respondeu aos pedidos feitos pelo FNDE”, informou a parlamentar.

Leia Também:  PF cumpre mandados em Plácido de Castro, Santa Rosa do Purus e Bujari na segunda fase da “Operação Labor”

Isso é algo que me deixa muito frustrada, pois esse Centro foi um compromisso firmado pelo antigo Secretário de Educação com os deficientes visuais e comigo. Estamos falando de R$ 2 milhões que o Governo do Estado, através da sua Secretaria de Educação, está abrindo mão. Não posso acreditar que essa atitude seja motivada por questões políticas, pois isso seria um desrespeito aos deficientes, que sonham com esse Centro. É inadmissível que a Secretaria de Educação não consiga responder às diligências solicitadas. A verdade é que há chances reais de perdermos essa emenda”, finalizou Mara Rocha.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Prefeito eleito Zequinha Lima visita moradores da zona rural em agradecimento ao apoio recebido na eleição

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA