RIO BRANCO

Tudo sobre Política

Após acesso, vice desabafa: ‘Nenhum atleta do Ressaca vive do futsal’

Clebson Venâncio fala sobre desafios que o time enfrentou e planeja temporada 2014:

Publicados

Tudo sobre Política

Clebson Venâncio fala sobre desafios que o time enfrentou e planeja temporada 2014:

Torcida do Ressaca, clube de Brasiléia, interior do Acre (Foto: Divulgação/SC Ressaca)

Torcida do Ressaca, clube de Brasiléia, interior do
Acre (Foto: Divulgação/SC Ressaca)

A equipe do Ressaca disputou pela primeira vez o Campeonato Acreano de Futsal da 1ª Divisão. De forma surpreendente, o debutante garantiu lugar na elite do futsal local na temporada 2014. O caminho foi longo. Entre a pouca estrutura e o sonho de representar o estado em uma competição nacional, o clube de Brasiléia quer vencer uma dificuldade por vez.

Em conversa com o GloboEsporte.com, o vice-presidente do time, Clebson Venâncio, desabafou sobre os desafios que a equipe venceu durante a competição e ressaltou o empenho dos atletas. O acesso, segundo o dirigente, não foi surpresa.

– Foi uma competição muito difícil, principalmente pelo formato de disputa, que foram jogos em sequência. A maior dificuldade é esse tipo de disputa. Tivemos jogos três vezes na semana, sendo duas partidas fora do município. Nenhum atleta do Ressaca vive do futsal, todos trabalham e fica difícil levar a equipe para jogos fora do município duas vezes na semana. Apesar de ser o primeiro ano, nosso pensamento sempre foi esse (de subir). Treinamos cerca de 40 dias antes do início e o saldo foi positivo.

Leia Também:  Prefeitura de Brasiléia realiza planejamento estratégico para o ano de 2018

Caçula no futsal acreano, o Ressaca agora já planeja a próxima temporada. Pela primeira vez, o time vai disputar a 1ª Divisão e enfrentará os melhores times do estado na briga para representar o Acre na Taça Brasil.

– A partir de janeiro vamos começar a preparação do time para a 1ª Divisão. Iremos correr atrás de patrocinadores porque sabemos que a despesas são maiores. Vamos continuar com nossos pensamentos de estruturar nosso clube, com sede e ginásio. Nos meses de março, abril e maio ocorre em Brasiléia o Municipal e iremos usar essa competição como preparação para chegamos bem no Estadual de 2014 – completou.

Em oito jogos disputados na Segundona deste ano, o Ressaca venceu quatro, perdeu três e empatou um.

Por João Paulo Maia Rio Branco, G1-AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Tudo sobre Política

Jenilson Leite realiza consultas médicas na Urap Claúdia Vitorino: “A cada 10 testes para Covid, 8 são positivos”

Publicados

em

Deputado e médico, Jenilson reforçou a importância da vacinação para evitar agravamento da doença – Foto: Jardes Lopes

O deputado e médico infectologista Jenilson Leite (PSB) esteve durante esta quarta-feira (19) na Unidade de Referência em Atenção Primária (Urap) Cláudia Vitorino, no bairro Taquari, onde realizou consultas médicas aos pacientes que buscam a unidade referência para pacientes com síndrome gripal, em Rio Branco.

Com o aumento dos casos de Covid-19 e gripe no Acre, o parlamentar decidiu reforçar o time de profissionais de saúde que atendem na Urap. Com funcionamento das 7h da manhã até as 22h, lá é possível realizar exame para detecção de Covid-19 e em caso de resultadoo positivo, consultar-se com médicos e receber a medicação necessária para realizar o tratamento em casa.

“Nós estamos percebendo que há uma crescente elevação dos casos de doenças respiratóris e hoje observamos que a cada 10 pessoas que fazem o teste rápido para Covid-19, cerca de 8 testam positivo, isso significa que daquelas pessoas que estão por aí nas suas casas achando que estão com gripe, há uma possibilidade muito grande de a maioria estar com Covid”, alerta Jenilson.

Leia Também:  Ney Amorim participa de entrega de veículos e equipamentos em Epitaciolândia

O médico destacou ainda que as pessoas que testam positivo para Covid-19 e estão com o esquema vacinal completo, apresentam sintomas leves com poucas chances de evolução da doença para sua forma mais grave. “Aquelas que estão vacinadas, elas evoluem com sintomas leves, sem inflamação do pulmão e sem necessidade de oxigênio ou internação. Apenas as pessoas que tem uma dose ou nenhuma, estão em situações mais graves. Temos visto ainda que as pessoas falam que nas suas casas tem outras pessoas que também estão com os mesmos sintomas e elas também devem fazer o exame e, em caso de positivo, fazer o tratamento para Covid-19”, observou.

Após apresentar sintomas junto com o filho, Vanusa Batista buscou a unidade de Saúde que fica na entrada do bairro Taquari, no Segundo Distrito da Capital, para que pudessem fazer o teste e os dois tiveram resultado positivo. Eles foram atendidos por Jenilson Leite e seguiram para casa, onde vão começar o tratamento e o isolamento necessário para evitar a disseminação da doença.

Leia Também:  Deputado Eber Machado se solidariza com equipe do site Ac24horas

“Fui atendida pelo Dr Jenilson após testarmos positivo e fomos muito bem atendidos. Ele nos passou toda a medicação, já pegamos os remédios e agora vamos fazer o tratamento”, concluiu Vanusa.

Oliria Sousa, gestora da Urap Cláudia Vitorino, disse que a unidade dispõe de “três médicos, cinco salas de coleta e seis de registro, além da farmácia. O Dr Jenilson tem nos dado uma grande apoio com os atendimentos, sempre que chamamos ele vem nos ajudar e ajudar a população nesse momento tão difícil, só temos a agradecer”, disse Sousa.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA