TUDO SOBRE POLÍTICA II

Técnico de Geoprocessamento: Governo do Estado realiza capacitação em geotecnologias para fiscalização ambiental

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Assessoria – O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), está realizando uma capacitação em procedimentos administrativos e uso de geotecnologias para fiscalização ambiental, voltada a servidores do Instituto de Meio Ambiente (Imac). Técnicos do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma) estão repassando os dados técnicos para aperfeiçoar a metodologia das missões em campo.

O curso está sendo ministrado por meio de videoconferência, cumprindo o protocolo de segurança adotado pela Sema devido à pandemia de Covid 19. Estão sendo explorados temas relevantes, desde legislação aplicada, sistemas de monitoramento e procedimentos técnicos de uso das geotecnologias aplicadas ao monitoramento e fiscalização.

Para o técnico de Geoprocessamento do Cigma, Antonio Marcos Costa da Silva, a capacitação é de grande importância para os servidores. “Essa iniciativa subsidia ainda mais os procedimentos que o órgão e o setor de Fiscalização realizam. Eles vão interpretar os mapas e conseguir identificar com mais precisão as áreas que são afetadas por desmatamento ou queimadas, por exemplo”.

Leia Também:  Faculdade Pitágoras disponibiliza cupons de desconto para candidatos de Rio Branco irem de Uber prestar a prova do Enem

De acordo com o diretor-presidente do Imac, André Hassem, que participou da abertura do encontro, o conhecimento das ações é uma condição essencial para o aperfeiçoamento dos técnicos. “É de extrema importância obter recursos e ferramentas para dar mais agilidade nos processos de fiscalização, para inibir e combater os crimes ambientais”.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: Hospitais do Acre entraram para a lista dos hospitais com 100% de sua capacidade ocupada e sofrem drasticamente devido a grande quantidade de casos graves de pacientes com covid-19. De acordo com informações, 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, Instituto de Traumatologia do Acre (INTO) e Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Pronto Socorro) estão todos ocupados.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Leia Também:  Acre e Roraima trocam experiências para alavancar a produção rural e fortalecer o agronegócio

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Conquista: Prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia anuncia implantação do PDDE municipal

Publicados

em

Em 2013, quando era vereador do município de Assis Brasil, o atual prefeito Jerry Correia foi autor do Projeto de Lei que criou o Programa Municipal Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Somente agora, depois de 9 anos da criação da Lei, o Programa foi efetivado para atender as escolas públicas municipais com transferências de recursos.

Na manhã desta quinta-feira, dia 11 de agosto, o prefeito e a secretária municipal de educação, Vanderleia Araújo, receberam os gestores das escolas municipais para anunciar o benefício.

Participaram do encontro o professor Manoel Batista, gestor da escola Edilsa Maria Batista, o professor Jessé Bandeira, gestor da escola Simon Bolivar, o professor Carlos Nascimento, Gestor da escola Vicente Bessa e a professora Ângela Araújo, gestora da escola Maria Ferreira da Silva.

“Uma conquista para a educação municipal, especialmente para as equipes gestoras das escolas que terão mais autonomia de atuação”, comentou Manoel Batista, ex-prefeito e atual gestor da escola Edilsa Maria Batista.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ex-líder partidária diz que o prefeito Bocalom está rodeado de oportunistas que não ajudaram na campanha
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA