RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Revista Crusoé diz que o senador Márcio Bittar destinou R$ 20 milhões para cidade de Goiás, mas obra não foi executada

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

As informações e do ac24horas e Revista CrusoéO senador Márcio Bittar (MDB-AC) foi envolvido em um escândalo exposto pela Revista Crusoé na edição desta sexta-feira, 14. De acordo com reportagem escrita pelos jornalistas Patrik Camporez e Luiz Vassallo, intitulada “O Mensalão de Bolsonaro” a investigação tenta demonstrar que o o congressista do Acre, apoiador incondicional do presidente Jair Bolsonaro, teria destinado R$ 20 milhões para uma pequena cidade goiana chamada Gameleira de Goiás, (GO). O município tem 3,8 mil habitantes e está localizado a pouco mais de 200 quilômetros de Brasília (DF).

Segundo o levantamento, o município que se esparrama ao longo de uma única avenida, ao redor da qual se concentram pequenas casas térreas e o modesto comércio local, tem apenas uma única escola, mas em 8 de dezembro de 2020, Gameleira foi indicada como destino de nada menos que R$ 20 milhões. Dinheiro do orçamento paralelo do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Curiosamente, quem fez a indicação foi Márcio Bittar, um senador do MDB do Acre que, à primeira vista, não tem relação nenhuma com o município, segundo a reportagem.

Dos recursos remetidos a Gameleira de Goiás que aparece na planilha secreta do Planalto, equivalente a 13 vezes a arrecadação anual de impostos do município, mais da metade já consta no sistema oficial do governo federal como paga, ou seja, R$ 15 milhões de reais. Só que, na prática, não há qualquer sinal de benfeitoria na cidade com esses recursos.

A Revista Crusoé afirma que não há nenhuma obra na cidade. No departamento de licitações da prefeitura de Gameleira de Goiás, um dos dois funcionários que davam expediente na tarde de quarta-feira, 13, disse nunca nem ter ouvido falar do repasse. “São 20 milhões? É dinheiro que não acaba mais. Daria para revolucionar (a cidade)”, surpreendeu-se.

Leia Também:  Após fracasso no plano de vacinação, Bolsonaro culpa Pazuello por atrasos e queda de popularidade

Os moradores dizem nem lembrar da última vez que foi feita uma obra em Gameleira de Goiás. O prefeito, Wilson Tavares, do (DEM), disse não conhecer o senador Márcio Bittar, mas demonstrou estar ciente da transferência de recursos. “A gente não fica sabendo. Como é uma emenda extraorçamentária, eu não sei quem colocou pra mim”, disse.

À diferença do que mostram os sistemas oficiais, o prefeito afirma que não recebeu até hoje nenhum repasse. Indagado se R$ 20 milhões não seria um valor alto demais para gastar com asfaltamento e recapeamento de ruas da minúscula cidade, o prefeito se apressou em dizer que tem mais planos para a cifra. “Eu preciso fazer calçada, reformar praças, preciso fazer um estádio, ponte”, afirmou que tentou falar com o senador Márcio Bittar. Ele até respondeu a uma primeira mensagem, mas depois de perguntar e ser informado sobre qual era o assunto”, sumiu.

O OUTRO LADO

O senador Márcio Bittar (MDB) tratou a matéria como “ilação” e ressaltou que nunca destinou recursos próprios para Gameleira de Goiás (GO). O senador afirmou que estuda entrar na justiça buscando reparação.

“Não tem destinação minha de recursos para essa cidade do interior do Goiás, quando eu mando é tudo para o meu Acre. Não tem nada meu nesses recursos. Não é um dinheiro que eu tive sob o meu comando. O que eu sei que não tem nenhum documento meu em relação a essa destinação. Vale ressaltar que esses recursos não tem nenhum deles liberados, são todos empenhados, essa informação de liberação é falsa. O fato é que as pessoas fazem um carnaval em cima de algo que não existe, não tem nenhum documento meu ligado a isso”, afirmou.

Leia Também:  Governo do Estado realiza mutirão de cirurgias eletivas no município de Tarauacá

A reportagem da Crusoé pode ser lida na integra clicando aqui: crusoe.com.br/secao/reportagem

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A vereadora Neiva Badotti foi convidada por uma família para tomar ciência sobre um caso de distribuição de medicamento vencido que foi distribuído pela Farmácia Municipal à mãe de uma criança. De acordo com a parlamentar, a mãe teria levado sua filha ao médico que por sua vez lhe prescreveu uma medicação, em seguida a mãe da criança ido até a farmácia municipal em posse da receita em busca dos remédios prescritos, ao chegar na unidade a medicação foi entregue e a mãe da criança passou a lhe dar os remédios.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Assis Brasil organiza a final da 1º Copa Indígena de Futebol de Campo e Torneio Rural no Estádio José Dantas

Publicados

em

A prefeitura do município de Assis Brasil organizou a final da I Copa Indígena de Futebol de Campo que aconteceu neste sábado, dia 04, no Estádio Municipal José Dantas. Na ocasião também foi realizado um torneio rural com representantes de todas as regionais da zona rural do município.

O evento foi iniciado pela manhã e contou com a presença do prefeito Jerry Correia, do vice-prefeito Reginaldo Martins, dos vereadores Wendell Marques, Juraci Pacheco, Adelson Cunha, Eduardo Marques e Wemerson Martins. Também prestigiou a atividade o deputado Federal Léo de Brito.

“Nos sentimos valorizados com isso que tá acontecendo. O prefeito já realizou atividades esportivas neste ano lá em nossa comunidade, mas agora estamos aqui sendo tratados como verdadeiros atletas. Isso tudo tinha acabado e agora o prefeito e sua equipe estão resgatando”, comentou o jogar Francisco Rodrigues, do time Fazenda do Seringal Icuriã.

O evento durou o dia todo e movimentou a cidade. Muitos vieram das comunidades rurais e indígenas, além dos moradores da cidade. Vale ressaltar que há muito tempo o município de Assis Brasil não prestigiava atividades esportivas, somente com o prefeito Jerry e sua equipe a frente da prefeitura foi que voltaram com as práticas esportivas no município.

Leia Também:  Em primeiro ato como ministro da Defesa, Braga Netto diz que golpe de 64 deve ser “celebrado”

No final, o time que consagrou-se campeão indígena 2021 foi o time Extrema da Terra Indígena Mamoadate, cabeceiras do Rio Iaco. Já o vencedor do torneio rural foi time da Fazenda, do Seringal Icuriã.

“Nossa alegria é ver o povo feliz de novo. Há muitos anos isso não acontecia aqui em Assis Brasil. Ser abraçado e receber essa energia dos moradores da cidade, da zona rural e das aldeias é um combustível para continuar trabalhando todo dia”, disse o prefeito.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Leia Também:  "Em qualquer lugar morre gente", diz Bolsonaro, após mais um dia com 4 mil mortes

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA