RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Queiroga responsabiliza Pazuello por orientação que causou falta de vacinas para 2ª dose

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Brasil 247 – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que as mudanças na estratégia da vacinação contra a Covid-19 colaboraram para a falta de vacinas em vários estados brasileiros. Esta é também a opinião de especialistas.

Marcelo Queiroga declarou que o atraso na vacinação “decorre da aplicação da segunda dose como primeira dose”. 

Dois dias antes de sair do cargo, general Eduardo Pazuello deu ordem para que os estados não estocassem vacinas para a segunda dose. Agora, faltam vacinas e secretarias regionais precisam gerenciar atrasos, destaca reportagem publicada neste domingo pelo G1 Rio.

As mudanças na estratégia da vacinação contra a Covid-19 colaboraram para a falta de vacinas em vários estados brasileiros, segundo o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e especialistas. Na última semana, pelo menos oito capitais do país pararam a imunização por falta de doses.

Segundo a reportagem, o Ministério da Saúde não seguiu a recomendação dos especialistas, que determina que se deve guardar vacinas com prazo de validade relativamente curto e que exigem duas doses.

Leia Também:  TREP foi reativado e dá ao Evo Morales vantagem suficiente para vencer no primeiro turno a eleição na Bolívia

Quando o general Eduardo Pazuello era ministro da Saúde, ele orientou as prefeituras a usar todo o estoque para garantir a primeira dose sem se preocupar com a segunda dose. Pazuello dizia que “com a liberação para aplicação de imediato de todo o estoque de vacinas guardadas nas secretarias municipais, vamos conseguir dobrar a aplicação”.

Em 26 de abril, o novo ministro, Marcelo Queiroga, foi ao Senado para dizer que a orientação mudou e que, agora, o Ministério pede para que os estados armazenem metade do estoque para usar na segunda dose.

E veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Será distribuído gratuitamente nas escolas municipais de Bujari o livro infanto-juvenil “Bujari. De Seringal a Município” de autoria dos irmão, Tito Torres e Mário Torres, fruto de uma parceria entre a Fundação Elias Mansour, Governo do Acre e Governo Federal. Visando levar mais conhecimento sobre a origem da cidade aos alunos.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Câmara de Cruzeiro do Sul esclarece o fato sobre a nomeação citando o apelido de nomeada no Diário Oficial

Publicados

em

A Câmara de Vereadores do Município de Cruzeiro do Sul emitiu uma nota de esclarecimentos sobre uma polêmica nomeação que consta no Diário Oficial citando apenas o apelido da nomeada.

A publicação chamou a atenção e foi noticiada nos mais diversos meios de comunicação do Estado, por esse motivo a Câmara de Vereadores emitiu a nota para esclarecer que o fato se deu devido há um erro de digitação, mas este problema será resolvido em breve.

Nota de Esclarecimento:

A Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, vem a público esclarecer um fato noticiado nos meios de comunicação, referente a uma publicação no Diário Oficial de uma nomeação de Cargo em Comissão citando apenas o apelido da pessoa nomeada:

Trata-se apenas de um erro de digitação referente a uma pessoa nomeada para exercer função de Assessora Parlamentar, no Gabinete do Vereador Gilmar da Saúde que, por uma falha do Servidor responsável, o nome foi publicado de forma indevida, fato que será devidamente corrigido e republicado no Diário Oficial.

Leia Também:  TREP foi reativado e dá ao Evo Morales vantagem suficiente para vencer no primeiro turno a eleição na Bolívia

Destacamos que, apesar do erro de digitação o Ato de Nomeação de pessoas para exercer Cargo em Comissão, está respaldado em lei e é prerrogativa do Vereador, legitimamente eleito para exercer o mandato parlamentar.

Cruzeiro do Sul, Acre, em 16 de Janeiro de 2022.

Franciney Freitas de Souza

Presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA