RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Nem Kiefer e nem Gladson: Briga entre cachorro e gato. Esta administração de Feijó virou a casa da mãe Joana, ninguém sabe quem é que manda, diz produtor em vídeo

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

A promessa de recuperar os ramais em Feijó ficou só nas promessas e produtor desabafa com administração de Kiefer Cavalcante – Foto: Reprodução

Com 34 mil habitantes, Feijó é a quarta maior cidade do estado e uma das maiores em território no Brasil, possuindo uma vasta malha viária de ramais. O vídeo do produtor Rural Eurico Cordeiro, circula em dezenas de grupos de WhatsApp do estado e foi enviado a nossa redação por um internauta de Feijó. Na gravação rápida e objetiva, o mesmo relata a saga de quem ficou esquecido e tem que se virá para garantir a trafegabilidade dos ramais até a cidade, ou vice e versa.

“Senhores, meus amigos meus irmãos feijoenses, quero mostrar a realidade dos produtores rurais de Feijó. A dois anos essa ponte está quebrada, agora caiu de vez aqui dentro. Os colonos tiraram a madeira e a três meses está aqui abandonada, sem aparecer uma máquina. O verão acabando e o inverno chegando, colocaram um aterro aqui que já está arrombando. A prefeitura parece a casa da mãe Joana, ninguém sabe quem manda e Feijó a muito tempo não cresce’, desabafou o produtor.

Leia Também:  Governador Gladson Cameli prestigia sessão solene em homenagem aos 40 anos da União do Vegetal no Acre

Feijó é governada pelo desgastado prefeito Kiefer Cavalcante, que sabe lá como conseguiu se reeleger depois de uma primeira administração tão fraca. O interessante é que por ser do mesmo partido do governador Gladson Cameli; ambos do PP, o que deveria ser motivos para muitas parcerias e convênios, principalmente na produção agrícola.

O fato é que essa realidade de Feijó, se repete em várias cidades do estado, que enfrentarão o inverno com inúmeros transtornos, pois a situação dos ramais e das pontes de acesso, estão um verdadeiro caos.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Deputado Edvaldo Magalhães lamentou que as escolas estão pedindo açúcar emprestado na taberna do bairro”, as três escolas situadas na cidade de Feijó não iniciaram o ano letivo por falta de organização da Secretaria de Estado de Educação (SEE) do governo Gladson Cameli. As Escola de Ensino Médio José Gurgel, por exemplo, ficou sem iniciar as atividades por falta de energia elétrica. Além disso, está faltando merenda. “Aonde tem merenda, estão servindo bolacha com ki-suco. O governo anunciou um programa que deixaria todos os alunos bem alimentados, mas não tem merenda. Não conseguiram contratar e entregar merenda para iniciar o ano letivo, diz deputado

Leia Também:  Homem que fingia ser governador nas redes sociais para aplicar golpes é preso em Cruzeiro do Sul

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Pré -candidato ao governo do Acre Jenilson Leite dialoga com produtores e comerciantes de Capixaba

Publicados

em

No sábado (24), o pré-candidato ao governo do Acre, Jenilson Leite (PSB) cumpriu agenda no município de Capixaba para dialogar com os produtores da região e com os comerciantes da cidade. O deputado tem buscado ouvir as demandas do setor produtivo para organizar um plano de governo capaz de atender as demandas de quem produz e gera renda no estado.

O parlamentar visitou a plantação de café clonal do produtor Eronildo Batista. Ele cultiva seis hectares de café , além disso, é o responsável pelo abastecimento do comércio local com hortifrutas.

Além de visitar o produtor de café, Leite conversou com a presidente da Coopervida, Maria Soares. A cooperativa fundada em 2011, atende cerca 140 produtores do município, com a compra da produção agrícola. Depois revende para o comércio local e fornece produtos para a merenda escolar.

Segundo Jenilson Leite, iniciativas como essa precisam ser ampliadas além dos limites de Capixaba. “Temos que cada vez mais investir na produção agrícola, com assistência técnica especializada, melhorar os logradouros para escoar, além disso, precisamos assegurar que essa produção seja comprada. As escolas precisam desses alimentos, por isso, o governo e as prefeituras precisam ser os principais responsáveis pela compra. Com isso, vamos assegurar renda ao homem do campo e a permanência dessas famílias nas suas terras”, diz o deputado. “Exemplos dessa cooperativa de Capixaba tem que ser levada para outras regiões. O governo tem que construir meios de gerar renda e a melhor forma é incentivar a produção”, afirma.

Leia Também:  Bolsonaro tem atitude monstruosa e ironiza brasileiros que morrem com falta de ar

O pré-candidato também conversou com os comerciantes da cidade. O clima é de muita preocupação devido a situação econômica do país.

Jenilson também visitou o PA Campo Grande. No local, o deputado conheceu a história de superação da dona Elandia. Mãe de sete filhos, ela trocou a vida na cidade repleta de dificuldades para viver no assentamento, na zona rural. Com a mudança de vida, Elandia conseguiu uma melhorar qualidade vida, graças o cultivo de frutas.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Governador Gladson Cameli prestigia sessão solene em homenagem aos 40 anos da União do Vegetal no Acre

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA