RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Ministro de Minas e Energia, afirmou que Bolsonaro decide liberar mineração em terras indígenas

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que o governo Jair Bolsonaro enviará a proposta de mineração em terras índigenas dentro de 15 dias. “Não é vontade do governo federal realizar mineração em terras indígenas; 14% do nosso território são classificados como terras indígenas. A Constituição já prevê essa atividade econômica nas terras indígenas, dependendo de regulamentação, que nunca foi feita”, afirmou o titular da pasta ao jornal O Globo

Segundo Albuquerque, “a sociedade brasileira está observando atividade ilegal de mineração, de agricultura, de extração de madeira ilegal. Nada agride mais o meio ambiente que atividade ilegal”. 

“O que estamos querendo fazer, e vamos encaminhar nos próximos 15 dias, é a nossa proposta para o Congresso, de regulamentação. Estamos trabalhando para aperfeiçoar o marco legal na faixa de fronteira para atividades de mineração e criar ou dar estrutura à Agência Nacional de Mineração”.

A iniciativa pode gerar efeitos catastróficos para o governo Jair Bolsonaro. Ele  não tem boas relações com os índios por causa de posição contrárias à demarcação de terras. Os conflitos aumentaram em setembro, quando Bolsonaro culpou os indígenas por queimadas na Amazônia. “Clima seco favorece queimadas. Existem queimadas praticadas por índios”, disse em discurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Leia Também:  Antônia Sales critica lentidão do governo, para instalar o tomógrafo no hospital do Juruá e dispara: ‘Estar jogado no canto da parede’

Bolsonaro criticou o que chamou de “ambientalismo radical e indigenismo ultrapassado”, que, segundo ele, representam o “atraso”.

Os assassinatos de terras indígenas também preocupam os nativos. Houe um aumento de 20% em 2018 na comparação com o último levantamento do Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Foram foram registradas pelo menos 135 mortes, contra 110 no ano anterior. 

Na última sexta-feira (1), o guardião indígena Paulo Paulino Guajajara foi assassinado em uma emboscada feita por cinco madeireiros na Terra Indígena Araribóia (MA). Uma delegação líderes indígenas, de cinco regiões do Brasil, cumpre agenda nesta semana em Bruxelas, na Bélgica, para denunciar as violações aos direitos dos povos nativos a órgãos da União Europeia e das Nações Unidas, como parte da jornada Sangue Indígena: Nenhuma Gota a Mais, realizada pela APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), em parceria com organizações da sociedade civil, que visitará 12 países europeus.

“Estamos aqui para dizer que a cada importação que é feita para a Europa, é o nosso sangue que vem”, afirma a liderança Nara Baré, coordenadora da COIAB (Coordenação dos Povos Indígenas da Amazônia). “É hora de dizer basta! Medidas precisam ser tomadas e a responsabilidade é de todos, dos parlamentos, da sociedade civil, do consumidor e dos próprios empresários”, complementa. 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

“Seguimos pagando em dia”, diz César Andrade ao anunciar pagamento de Janeiro

Publicados

em

Após antecipar o pagamento durante todos os meses de 2021, o pulso forte do Prefeito César Andrade e a habilidade de assegurar o equilíbrio das contas públicas será uma das marcas registradas no seu 2º ano de mandato a frente da Prefeitura de Porto Walter.

Os servidores municipais terão creditado em suas contas bancárias o pagamento do mês de janeiro durante os dias 24, 25 e 26 de janeiro, segundo anúncio do Prefeito.

“Durante o ano de 2021 pagamos em dia, e antecipamos pagamentos e também o 13º salário. E não poderia ser diferente agora em 2022. Seguiremos trabalhando para garantir o bom funcionamento da gestão para pagarmos e anteciparmos o pagamento durante os meses seguintes”, conta César Andrade.

Confira o calendário de pagamento do funcionalismo municipal do mês de Janeiro:

Dia 24/01/2022 – Segunda-feira

Sec. de Assistência Social;

Sec. de Meio – Ambiente;

Gab. do Vice-Prefeito;

Sec. de administração;

Sec. de Planejamento;

Sec. de Agricultura;

Sec. de Finanças

Gab. do Prefeito;

Conselho Tutelar;

Procuradoria;

Sec. de Obras;

Leia Também:  Modificado no Senado, novo marco legal para o setor de gás volta para a Câmara e aguarda entrar em pauta

Dia 25/01/2022 – Terça-feira

Sec. de Educação Professores Efetivos;

Sec. de Educação Apoio Efetivos;

Dia 26/01/2022 – Quarta-feira

Agentes de Endemias;

Técnicos em Enfermagem;

Agentes Comunitários;

Sec. de Saúde – Efetivos;

Sec. de Saúde – Comissionados;

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Governo prepara entrega de obras de manutenção predial das unidades do Depasa em Brasileia e Assis Brasil

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA