RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Ministro da Educação diz que Bolsonaro é quem manda no setor e confirma destruição do ensino no Brasil

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

 

A frase foi dita pelo ministro da Educação Milton Ribeiro durante uma reunião com o presidente do Inep , Danilo Dupas – Foto: Divulgação 

Reportagem do Uol – “A política do MEC [Ministério da Educação] deve vir e tem que vir em consonância com a visão educacional, do projeto, do senhor presidente da República.” A frase foi dita pelo ministro da Educação Milton Ribeiro durante uma reunião com o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Danilo Dupas, e os servidores da autarquia.

“É com ele que eu troco ideias quando quero fazer uma mudança”, disse Ribeiro durante a reunião, referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Em nenhum momento ele ficou sem saber sobre datas ou procedimento nesses nove meses.” O UOL teve acesso ao conteúdo da reunião, que aconteceu no dia 22 de abril.

O encontro foi quase dez dias após os servidores do Inep publicarem uma carta em que falam dos riscos que a autarquia sofre com as nomeações ideológicas e trocas no comando. Desde o início do governo Bolsonaro, foram quatro mudanças no comando. Dupas assumiu no início do mês passado.

Leia Também:  Prefeito Tião Flores: Parceria viabiliza ações do Setembro Amarelo em Epitaciolândia

Milton Ribeiro – Por isso, peço que o senhor [Dupas] tenha sempre a sensibilidade de fazer o que é certo. Quando tiver os dois caminhos, escolha o mais próximo possível da visão que nós temos a respeito da gestão pública, […] bem próxima da visão do presidente da República e da visão do ministro que ele colocou.

Fontes ouvidas pela reportagem afirmaram que a reunião aconteceu após as críticas serem feitas. Até então, o presidente do Inep não havia feito reunião com os servidores. Nos discursos, Dupas e Ribeiro reafirmavam que as nomeações no órgão eram técnicas. “MEC e Inep é lugar de gente técnica, não política”, disse o ministro.

Milton Ribeiro – Algumas politicas e decisões, que respeitam o passado e foram tomadas no Inep, não estavam em concordância nem com o ministro, muito menos com o senhor presidente.

A valorização e reconhecimento da equipe também apareceram nas falas dos representantes. “Quero que vocês sintam que fazem parte de uma equipe que está ajudando a mudar o Brasil. De acordo com o trabalho, talento e expertise que vocês realizam, é que nós, lá do gabinete do ministro, vamos eleger o caminho que vamos andar, mas baseados em evidências coletadas pelos senhores de maneira muito direta”, disse Ribeiro.

Leia Também:  Vigilância Epidemiológica confirma mais 4 novos casos de coronavírus no município de Acrelândia

A fala acontece após servidores criticarem a contratação de profissionais de fora do Inep para avaliar a alfabetização das crianças brasileiras. Em outra ocasião, Ribeiro já havia afirmado que a contratação não iria alterar o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), que ainda não tem definição para acontecer neste ano.

Procurados pelo UOL, MEC e Inep não responderam aos pedidos da reportagem para comentar o caso. Se enviados, os posicionamentos serão publicados.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Sem compaixão Com o povo brasileiro, Jair Monstro Bolsonaro precisa ser afastado urgente, pelo bem do País! Bolsonaro precisa ser responsabilizado pelos rumos que o Brasil seguiu diante da pandemia e principalmente responsabilizado pelo número de mortos por covid, que ele tanto esnobou.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Cruzeiro do Sul já está vacinando crianças, abaixo de 12 anos, contra covid-19

Publicados

em

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deu início nesta segunda-feira,17, a vacinação contra a covid-19, de crianças abaixo de doze anos.

Nesta primeira etapa a secretaria recebeu, no último sábado, 740 doses do imunizante e adotou a estratégia de começar a vacinação em escolas que estão com atividades presenciais. As escolas são: Escola São José, Hugo Carneiro, Presbiteriana e Antônio de Barros Freire. O público destinado nesta ação é o de crianças entre 10 e 11 anos, que devem comparecer acompanhadas de um responsável, levando sua carteira de vacinação. Esta etapa alcança uma parte deste público, e a vacinação terá continuidade conforme a chegada de novas doses, que serão enviadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

“Esta estratégia adotada visa direcionar as vacinas para este público de maneira mais ordenada, uma vez que ainda não dispomos das doses para todos, e assim temos maior controle sobre a vacinação. Mas já avisamos que, tão logo recebamos novas doses, faremos novas etapas de vacinação para abranger todo este público. A vacina sempre foi uma prioridade da gestão e iremos elaborar as estratégias de acordo com o total enviado a cada remessa”, explicou a secretária municipal de saúde Valéria Lima.

Leia Também:  Bolsonaro estuda aplicar projeto do senador Sérgio Petecão para combater a corrupção

“Eu estava muito ansioso e nervoso também, pela vacina, mas nem doeu tanto”, disse Herbert Enes Martins, de 11 anos.

O ato de vacinação contou com a presença de muitos pais que estavam ansiosos para imunizarem seus filhos.
“Havia uma expectativa muito grande dessas crianças e dos pais, para que eles também tivessem a oportunidade de serem imunizados. Esse momento chegou. A quantidade de vacinas que recebemos não foi grande, mas a gente acredita que vamos receber essa quantidade toda semana e, de acordo com as doses que forem chegando, nós também vamos avançando para o público de nove, de oito e assim por diante”, explicou o prefeito Zequinha Lima.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA