RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Em audiência Pública proposta por Leo de Brito representantes do governo federal garantem desbloqueio de recursos e recomposição de orçamento das universidades federais

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Audiência Pública realizada nesta quarta-feira, 2, na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados, debateu os cortes no orçamento e bloqueio de recursos das universidades federais. 

Os cortes no orçamento atingiram as 69 universidades federais do país, totalizando 18,16%, o equivalente a 1.000.943.150 (um bilhão, novecentos e quarenta e três mil, cento e cinquenta reais) em relação a 2020. A Universidade Federal do Acre (UFAC) atende 12 mil alunos em 50 cursos de graduação, oferece 26 especializações e 20 pós-graduações (mestrado e doutorado), e teve bloqueio de quase 14% em seu orçamento em 2021, o que equivale a mais de R$ 5 milhões.

Leo de Brito que é professor do curso de Direito da UFAC, lamentou o desmonte das universidades e institutos federais e ressaltou a importância dessas instituições de ensino para a formação e desenvolvimento da sociedade e a soberania brasileira.

“Esse governo despreza a educação e a ciência e tem tratado as universidades com discriminação, quer calar os professores e retirar direitos, acabar com a estabilidade dos servidores públicos. Negou 11 vezes a vacina, utiliza métodos ineficazes para o combate a pandemia e o resultado são as quase 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil. As nossas universidades produzem ciência e pesquisa com qualidade, chegam nas comunidades com os projetos de extensão e levam ao mundo do trabalho profissionais da mais alta qualidade, pesquisadores de renome que inclusive estão indo para outros países por falta de apoio e de políticas sérias de desenvolvimento da ciência e tecnologia aqui no nosso país”, disse.

Leia Também:  Solenidade cívico-militar marca os 58 anos de emancipação política do Estado do Acre

Convidada pelo deputado Leo de Brito, a reitora da Universidade Federal do Acre (UFAC), Guida Aquino, participou da audiência pública em Brasília e expos a situação da instituição de ensino.

“Esse é o quinto ano seguido de diminuição do orçamento das universidades para custeio e investimentos, os sucessivos cortes e a perda da autonomia financeira da universidade vai impactar diretamente nos serviços de manutenção, como energia elétrica, limpeza, segurança e insumos para laboratórios, além de sérios prejuízos nas atividades acadêmicas e ações de assistência aos alunos, inclusive vai inviabilizar o retorno às atividades presencias”, explicou a reitora.

Emenda constitucional 95 está sufocando as universidades e institutos federais

Leo de Brito reafirmou o compromisso da bancada do Partido dos Trabalhadores em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade.

“As universidades são estratégicas para o nosso país. Nós não queremos só o desbloqueio e a recomposição do orçamento, queremos mais investimentos nas universidades, queremos que haja expansão porque as universidades precisam chegar em todos os cantos do Brasil, como aconteceu nos governos Lula e Dilma quando foram abertos 173 novos campis e 18 novas universidades federais foram criadas, tivemos o dobro de matrículas nesse período, o que permitiu com que jovens tivessem acesso as universidades com bolsas de assistências estudantil, que estão sendo retiradas agora, precisamos de investimento para fortalecer as universidades federais, pra isso a Emenda Constitucional 95 que retira recursos da educação precisa ser revogada”, finalizou o deputado.

Leia Também:  Governo do Estado recebe mais de R$ 13 milhões para investimentos na saúde

Ao final da Audiência Pública o representante do Governo Federal, secretário Adjunto de Educação Superior do Ministério da Educação, Tomás Dias de Sant’ana, garantiu o desbloqueio dos recursos e a recomposição do orçamento das universidades federais.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia ouve a médica Luana Araújo, que havia sido indicada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para chefiar a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento da Covid-19, mas a nomeação não foi efetivada pelo governo. O requerimento para o depoimento é do senador Humberto Costa (PT-PE).

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

https://youtu.be/LMkaDLgksIQ

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Plácido de Castro recupera trechos críticos dos ramais Monte Alegre e 58

Publicados

em

Assessoria – A Prefeitura Municipal de Plácido de Castro, através da Secretaria de Obras está trabalhando e se dedicando ao máximo na recuperação de trechos críticos dos ramais de Plácido de Castro. No momento o Poder público está trabalhando para melhorar os ramais Monte Alegre, 58 e ramal Cabo Severino.

Desde quando assumiu a prefeitura o prefeito Camilo da Silva tem trabalhado com uma atenção especial voltada aos ramais, buscando promover aos moradores da zona rural o direito de trafegar em seus ramais em dias de verão como também em dias chuvosos, a equipe da secretaria de obras não tem medido esforços para trabalhar, não parando nem nos finais de semana, para desenvolver o trabalho.

Recuperar ramais e construir pontes na zona rural, nunca foi tarefa fácil, mas continua sendo uma das metas mais importantes em pleno andamento, na gestão Camilo da Silva.

Várias estratégias tem sido consolidadas, já que pra tudo dá certo a contento, depende-se de planejamento e logística inteligente.

Leia Também:  ‘Brasil é visto como ameaça pelo mundo e isso vai atingir os produtos brasileiros’, diz Celso Amorim

No sábado, o prefeito Camilo da Silva, acompanhado do Secretário da SEMSUR, Sebastião Santos, estiveram no Ramal Cabo Severino, onde depois de recuperado, mesmo com a chuva os veículos transitavam normalmente com segurança e tranquilidade.

A luta continua, não para, tendo-se consciência, que só se pode fazer esse tipo de serviço nos ramais, um de cada vez, mas que todos serão beneficiados.

Prefeitura recupera trechos críticos no ramal Monte Alegre e 58 Foto: Reprodução

Prefeitura de Plácido recupera ramal Cabo Severino foto: Reprodução

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Leia Também:  Solenidade cívico-militar marca os 58 anos de emancipação política do Estado do Acre

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA