RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Deputado Leo de Brito cobra atendimento digno do INSS aos acreanos. Acre está vivendo na pele essa demora no auxílios do INSS

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Para discutir as dificuldades de acesso e recebimento de benefícios junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foi realizada nesta quinta-feira, 14, uma audiência pública, a pedido do deputado federal Leo de Brito (PT). Os debates ocorreram na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC), da Câmara dos Deputados e foi transmitida pela TV Câmara.

“Essa audiência foi de extrema importância porque tratou de uma situação que o povo do Acre está vivendo na pele que essa demora no acesso aos auxílios do INSS. Nós temos situações, por exemplo, de pessoas idosas que têm que sair acompanhando pessoas deficientes em cadeiras de rodas, até Tarauacá para fazer uma avaliação. Pessoas que estão desde janeiro tentando receber um benefício e não consegue. Parece que o governo está tentando dificultar os acessos. Por isso, chamamos para esse debate”, afirmou Leo de Brito.

Participaram da audiência o presidente do INSS, Leonardo Rolim; secretário de Previdência do Ministério do Trabalho e Previdência, Narlon Gutierre Nogueira; o defensor público-chefe da Defensoria Pública da União no Acre (DPU), Matheus Alves do Nascimento; o advogado, professor PhD em Direito Previdenciário e Presidente do Instituto dos Advogados Previdenciários (IAPE), Hélio Gustavo Alves e as representantes do IAPE do Acre e de Santa Catarina, Gracileidy Almeida da Costa Bacelar e Michele Barreto Cattaneo, respectivamente; Adriana Bramante, representando o Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) e Thaís Riedel, advogada e professora de Direito Previdenciário.

A iniciativa foi parabenizada pelos participantes dos debates. “Cumprimento o deputado por essa iniciativa fantástica. Por incluir na ordem do dia um importante que é direito fundamental”, disse Hélio Alves.

Concurso é necessidade urgente

A necessidade urgente de realização de concurso público para contratação de pessoal para atuar no Instituto e, assim, dar mais celeridade aos processos foi destaque no pronunciamento de todos os representantes da sociedade civil.

“Se a União não abrir concurso para novos servidores, é caso de denuncia nas cortes internacionais por ferir a Constituição Federal e os tratados internacionais que o país é consignatário”, avisou Hélio Alves.

Leia Também:  Abandonado pelo governo Gladson, motoristas clamam por socorro na ponte José Augusto e Vereador Messias Lopes faz cobrança ao Dnit

Adriana Bramante, do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário, apresentou dados que apontam que o INSS, até julho deste ano, acumulava um milhão e oitocentos mil processos parados. “Esse número vem de antes da pandemia. São processos que aguardam conclusão”, revelou.

Investimentos não refletem em boa prestação de serviços

O presidente do Instituto, Leonardo Rolim, apresentou os investimentos que têm sido feito no órgão, principalmente na área de tecnologia. Entre eles, destacou o aplicativo do Meu INSS e a implementação, em breve, da biometria facial, que será utilizada para auxiliar na prova de vida dos previdenciários.

Contudo, Gracileidy Bacelar, representante do IAPE no Acre, frisou que a transformação digital passa pela transformação das pessoas que irão ser beneficiadas com isso. “Temos a tecnologia, mas não fizemos a transformação digital. As pessoas analfabetas ficam desesperadas ao ter que usar essas tecnologias. Eles se sentem violados ao ter que dizer que são analfabetos, em ter que dizer que não conseguem ler aqueles formulários”, pontuou a representante do IAPE no Acre.

Hélio Alves pontuou que todos os participantes apresentaram as mesmas queixas. “O Brasil está sendo abandonado pelo sistema previdenciário. O sistema avançou, mas ainda está aquém para oferecer a devida prestação de serviço ao segurado da previdência”.

Concurso para 7.500 vagas

Após as explanações, Rolim afirmou que mudanças estão sendo feitas nos procedimentos do INSS. O presidente do Instituto assegurou que em breve o órgão terá um prazo menor para concessão de benefícios para pessoas com deficiência. “Assumimos um compromisso perante o Supremo, em um acordo que foi feito com o Ministério Público Federal e com a Defensoria Pública da União para que a concessão tanto da pessoa com deficiência, quanto da pessoa idosa”, contou.

De acordo com Rolim, há a previsão de que beneficiários que estejam acamados e/ou acima de 80 anos não precisem mais deslocar-se as agências do INSS. “Há previsão de uma visita do INSS, bastando ligar no 135 e os bancos também terão que se preparar para fazer essas visitas”, disse.

Leia Também:  Deputados Manoel Morais e Antonio Pedro obedecem Gladson e votam a favor da PEC da maldade para prejudicar a educação de Xapuri

O presidente do INSS reconheceu que há a necessidade de realização de concurso. “Pedimos a realização para 7.500 vagas. Boa parte dessa demanda será para substituir temporários e outra para substituir as aposentadorias que ocorrerão em 2022 e 2023. Estamos aguardando a definição e depende da aprovação da Lei Orçamentária para 2022”.

Leo de Brito agradeceu aos participantes da audiência pública e reafirmou seu compromisso de continuar acompanhando os procedimentos anunciados pelo INSS. “Vamos cobrar as medidas anunciadas pelos representantes do governo, como o autoatendimento, o pleno funcionamento das agências e que seja realizado o concurso porque ficou evidente que precisam de mais funcionários para atender a nossa população que merece respeito e é por isso que estamos fazendo essa cobrança”, finalizou Leo de Brito.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza abertura Ramal do Tico, no Projeto de Assentamento Santa Luzia

Publicados

em

Uma antiga reivindicação dos moradores do Ramal do Tico, no Projeto de Assentamento (PA) Santa Luzia, foi atendida neste final de semana, pela equipe da secretaria municipal de obras, da prefeitura de Cruzeiro do Sul.

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, fez questão de comparecer pessoalmente à comunidade para prestigiar os moradores. Também esteve presente o secretário Elenildo Souza, da agricultura, além de vereadores e representantes sindicais.

Nessa primeira etapa foram abertos os primeiros 10 km do ramal, que vai garantir melhoria no tráfego mesmo durante o período chuvoso. A intenção da prefeitura é continuar a abertura nos próximos anos.

“Quero lhe parabenizar pelo cumprimento de sua palavra, pelo compromisso que foi verdadeiro, que honrou e fez o que prometeu”, disse a professora Leonarda da Silva Monteiro, do Anexo Ceará, da Escola Municipal Airton Sena. A escola atende crianças do primeiro ao quinto ano e é uma importante referência na comunidade.

“Sabemos que são apenas dez quilômetros, mas é um começo. É apenas um ano de mandato e já estamos vendo muita coisa acontecer”, disse o professor Antônio Silva.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Chagas, citou todos os ramais que já receberam alguma ação da prefeitura este ano.

Leia Também:  Felipe Neto lança vídeo demolidor sobre o clã: "Bolso Família. O grande projeto de Jair Bolsonaro" (assista)

“Quero agradecer ao prefeito pelas ações principalmente em ramais, ações que alcançam os beneficiários do programa Luz para Todos: Ramal do Centrinho, Ramal do Escondido, Boca do Moa, Olivença, Praia Grande, Passo Fundo, Cinturão Verde, Igarapé da Onça, Badejos – de cima do meio e de baixo – Canela Fina, Ramal do Lorinho, Ramal do Cunha, todos estes tem ações dessa gestão da prefeitura”, disse.

“Tem que pôr o pé na lama. Eu acho importante estar presente nos locais, conhecendo de perto a situação da população”, disse o prefeito Zequinha Lima na ocasião.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereador diz que o prefeito Kiefer Cavalcante paga mais de 5 mil para dono de empresa que faz faculdade em Rio Branco – Vereador Ronaldo Reis de Feijó, gravou um vídeo onde fez graves denúncias contra a atual gestão do prefeito Kiefer Cavalcante a quem acusa de perseguição política e possível pagamentos irregulares em sua gestão. De acordo com o vereador, o prefeito demitiu a sua esposa só aconteceu depois que trouxe a tona um pagamento supostas irregularidades o que confirma a perseguição política que vem sofrendo por parte do gestor.

Leia Também:  Acre e Roraima trocam experiências para alavancar a produção rural e fortalecer o agronegócio

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA