RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

“Bolsonaro explora o complexo de vira-latas nacional”, diz professora e filósofa Marcia Tiburi

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Por Victor Castanho, 247 – Autora de uma série de livros sobre a ascensão do fascismo no Brasil, a professora e filósofa Marcia Tiburi está lançando uma nova obra em que trata de um tema central da psique do País: o sentimento de inferioridade dos brasileiros em relação ao resto do mundo. “O complexo de vira-lata é a grande questão nacional do Brasil”, disse Tiburi em entrevista concedida ao jornalista Mario Vitor Santos no programa Forças do Brasil da TV 247.

A autora explorou informações inéditas sobre seu novo livro Complexo de vira-lata: Análise da humilhação colonial da filósofa brasileira e destrinchou as relações entre o vira-latismo brasileiro e a ascensão de Bolsonaro.

O livro Complexo de vira-lata: Análise da humilhação colonial

“Esse é um livro despretensioso, mas um livro muito honesto e sincero. Busca dar um passo além: fazer uma psicanálise da nossa cultura brasileira”, disse a professora universitária da Université Paris 8. “O complexo de vira-lata é capaz de explicar os nossos processos de subjetivação, ou seja, é capaz de justificar o que é feito de nós e o que nós fazemos com os outros”, acrescentou.A formulação que compara a psique brasileira à de um vira-lata surge com um ensaio de Nelson Rodrigues de 1958 em que o dramaturgo discorre sobre futebol. Rodrigues escreveu que “por ‘complexo de vira-latas’ [entende ele] a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo. Isto em todos os setores e, sobretudo, no futebol. Dizer que nós nos julgamos ‘os maiores’ é uma cínica inverdade”.

Márcia, através de uma leitura próxima, busca aprofundar significativamente essa postulação. A filósofa sistematiza esse complexo de inferioridade e enumera as suas principais características:

Leia Também:  Acre em chamas: Leo de Brito propõe audiência com órgãos ambientais para debater a situação das queimadas no Acre

Pessimismo obtuso e esperança frenética

Otimismo inconfesso e envergonhado

Pudor de acreditar em si mesmo ou falta de fé em si mesmo

Humilhação nacional ou da humildade espetacular

Dor de cotovelo incurável

Pânico da desilusão

Inferioridade auto-promovida perante o mundo ou deixar-se tratar por pontapés

A filósofa busca as raízes históricas do vira-latismo e mostra como muitas delas ainda se fazem presentes na atualidade. “Eu falo da colonização não como uma questão histórica e estanque, eu falo como uma questão originária. A colonização continua hoje na história do presente. Existem colonizadores externos (neoliberais, grandes banqueiros, donos de grandes empresas, países imperialistas, etc.) mas existem também os colonizadores internos. A lógica da humilhação estrangeira também funciona dentro de nosso próprio país”, afirma Tiburi. A filósofa explora essa noção da humilhação ao falar da ascensão Jair Bolsonaro.

Bolsonaro como efeito do complexo de vira-lata

“Bolsonaro não existiria se nós não tivéssemos um tremendo complexo de vira-lata. Se a gente se amasse um pouco, não deixaríamos uma coisa dessas acontecer”, diz Márcia. A filósofa defende a tese de que o grotesco, o esdrúxulo, o estapafúrdio da fala de Bolsonaro usufrui da baixa auto-estima da população para ter sucesso. “Bolsonaro atua em cima do complexo de vira-lata nacional. Se faz com que as pessoas se submetam, com que se deixem ser tratadas por ponta-pés”, afirma a filósofa.

Ao remeter ao dia 17 de abril de 2016 em sua fala, Márcia assegura: “quando Bolsonaro faz seu discurso, ele fala ‘em nome de Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff’. Dessa forma, ele dá a entender que está dizendo ‘eu sou o sujeito que vai apavorar todo mundo, eu boto medo em qualquer um’”. A filósofa afirma que essa referência à violência toca no cerne do costume brasileiro de ser humilhado e aí entra o complexo de vira-lata com força: “O Brasil é um país sadomasoquista. O complexo de vira-lata remete à essa capacidade de ao mesmo tempo bancar o sádico e também ser o sujeito no qual se provoca dor”.

Leia Também:  Lava Jato tentou comprar sistema Pegasus para espionar de maneira clandestina vítimas da operação

Para Márcia, o discurso de Bolsonaro soube usufruir da mentalidade colonial que busca na humilhação uma identidade e uma resposta para sentimentos negativos. “Bolsonaro conquista as pessoas pelo ressentimento. Ele extravasa ressentimento e ódio e várias pessoas vão se relacionar com ele”, disse Márcia.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Situado no Centro de Cruzeiro do Sul, na avenida que leva o mesmo nome do empreendimento comercial, Copacabana é o primeiro e único shopping da Cidade, onde a construção durou cerca de 10 anos para ser concluída. O prédio tem 65 pontos comerciais que vão abrigar todos os segmentos comerciais e deve gerar mais de 500 empregos diretos. O espaço é de propriedade do empresário Assem Cameli, membro de uma das famílias mais tradicionais da região do Juruá.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza abertura Ramal do Tico, no Projeto de Assentamento Santa Luzia

Publicados

em

Uma antiga reivindicação dos moradores do Ramal do Tico, no Projeto de Assentamento (PA) Santa Luzia, foi atendida neste final de semana, pela equipe da secretaria municipal de obras, da prefeitura de Cruzeiro do Sul.

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, fez questão de comparecer pessoalmente à comunidade para prestigiar os moradores. Também esteve presente o secretário Elenildo Souza, da agricultura, além de vereadores e representantes sindicais.

Nessa primeira etapa foram abertos os primeiros 10 km do ramal, que vai garantir melhoria no tráfego mesmo durante o período chuvoso. A intenção da prefeitura é continuar a abertura nos próximos anos.

“Quero lhe parabenizar pelo cumprimento de sua palavra, pelo compromisso que foi verdadeiro, que honrou e fez o que prometeu”, disse a professora Leonarda da Silva Monteiro, do Anexo Ceará, da Escola Municipal Airton Sena. A escola atende crianças do primeiro ao quinto ano e é uma importante referência na comunidade.

“Sabemos que são apenas dez quilômetros, mas é um começo. É apenas um ano de mandato e já estamos vendo muita coisa acontecer”, disse o professor Antônio Silva.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Chagas, citou todos os ramais que já receberam alguma ação da prefeitura este ano.

Leia Também:  "Já que Gladson Cameli esqueceu a Ponte de Rodrigues Alves, o governo poderia pelo menos arrumar a descida do porto da travessia", desabafa moradora

“Quero agradecer ao prefeito pelas ações principalmente em ramais, ações que alcançam os beneficiários do programa Luz para Todos: Ramal do Centrinho, Ramal do Escondido, Boca do Moa, Olivença, Praia Grande, Passo Fundo, Cinturão Verde, Igarapé da Onça, Badejos – de cima do meio e de baixo – Canela Fina, Ramal do Lorinho, Ramal do Cunha, todos estes tem ações dessa gestão da prefeitura”, disse.

“Tem que pôr o pé na lama. Eu acho importante estar presente nos locais, conhecendo de perto a situação da população”, disse o prefeito Zequinha Lima na ocasião.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereador diz que o prefeito Kiefer Cavalcante paga mais de 5 mil para dono de empresa que faz faculdade em Rio Branco – Vereador Ronaldo Reis de Feijó, gravou um vídeo onde fez graves denúncias contra a atual gestão do prefeito Kiefer Cavalcante a quem acusa de perseguição política e possível pagamentos irregulares em sua gestão. De acordo com o vereador, o prefeito demitiu a sua esposa só aconteceu depois que trouxe a tona um pagamento supostas irregularidades o que confirma a perseguição política que vem sofrendo por parte do gestor.

Leia Também:  Lava Jato tentou comprar sistema Pegasus para espionar de maneira clandestina vítimas da operação

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA