RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Ao ter o projeto aprovado na Câmara e rejeitado pela prefeita Fernanda, vereadora Neiva questiona os motivos

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

A vereadora Neiva Badotti aproveitou a presença da prefeita Fernanda Hassem na sessão de abertura dos trabalhos do legislativo para fazer alguns esclarecimentos a respeito da forma como as coisas estão acontecendo entre os poderes e sobretudo sobre a falta de consideração do executivo com o legislativo.

O motivo de casa cheia era para prestigiar a visita da prefeita Fernanda Hassem ao reinício dos trabalhos dos vereadores. Fernanda foi recepcionada sob protestos por ter devolvido ao legislativo três projetos apreciados, votados e aprovados, projetos esses de autoria dos vereadores Marquinhos Tibúrcio e Neiva Badotti.

No pequeno expediente da Câmara os discursos foram fortes por partes da oposição e amorosos por integrantes da situação. Onde vale deixar claro que neste primeiro semestre de 2021 a prefeita sequer teve o respeito de esclarecer algumas situações que foi questionada pelo vereadores, como por exemplo a destinação dos créditos adicionais que foram aprovados pelos vereadores.

Dentre os vários discursos, a Vereadora Neiva Badotti, lembrou a chefe do executivo municipal que dos 14 projetos de autoria da prefeitura, em 13 ela deu voto favorável e apenas 1 ela se absteve de votar por não está presente na sessão que este projeto foi apresentado e mesmo assim o projeto foi aprovado.

Leia Também:  Governo avalia documento da terceira fase do Zoneamento Ecológico-Econômico

“Cadê o Djailson? Secretário de Ação Social, vejo todos os secretários aqui mas não vejo o Djailson, ele precisa parar de mentir a mando do executivo quando diz que a vereadora Neiva está impedindo de a prefeitura levar comida (sacolão) para a mesa do povo porque ela votou contra o projeto que beneficia a população, é mentira, mentira dele e do executivo, pois eu não votei contra, eu apenas abstive de votar e mesmo assim o Projeto foi aprovado, quero ver quando não puderem mais doar sacolões por causa do dinheiro que vai ser desviado para pagar precatórios, são quase 4 milhões de precatórios, é uma vergonha, vão tirar da infra estrutura, e da merenda escolar para pagar precatórios e depois ainda vão dizer que a culpa é da Vereadora Neiva”, questionou.

Segundo a Vereadora Neiva Badotti, um dos motivos alegados para a devolução dos projetos são os pareceres, que foram verbais, mas se isso é um erro grave, que devolvam todos os projetos do executivos que estão vigentes, pois a maioria deles também foram exarados pareceres verbais.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O município de Bujari se Limita ao norte com o Amazonas, ao sul com o município de Rio Branco, a leste com o município de Porto Acre e a oeste com o município de Sena Madureira. Sua área é de 3.467,681 km², com uma densidade demográfica (hab/km²) de 3,00 , sendo que em 2010 possuía um IDHM de 0,589.

Leia Também:  A bruxa tá solta! Veja os casais de políticos acreanos que chocaram ao se separarem

O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Assis Brasil organiza a final da 1º Copa Indígena de Futebol de Campo e Torneio Rural no Estádio José Dantas

Publicados

em

A prefeitura do município de Assis Brasil organizou a final da I Copa Indígena de Futebol de Campo que aconteceu neste sábado, dia 04, no Estádio Municipal José Dantas. Na ocasião também foi realizado um torneio rural com representantes de todas as regionais da zona rural do município.

O evento foi iniciado pela manhã e contou com a presença do prefeito Jerry Correia, do vice-prefeito Reginaldo Martins, dos vereadores Wendell Marques, Juraci Pacheco, Adelson Cunha, Eduardo Marques e Wemerson Martins. Também prestigiou a atividade o deputado Federal Léo de Brito.

“Nos sentimos valorizados com isso que tá acontecendo. O prefeito já realizou atividades esportivas neste ano lá em nossa comunidade, mas agora estamos aqui sendo tratados como verdadeiros atletas. Isso tudo tinha acabado e agora o prefeito e sua equipe estão resgatando”, comentou o jogar Francisco Rodrigues, do time Fazenda do Seringal Icuriã.

O evento durou o dia todo e movimentou a cidade. Muitos vieram das comunidades rurais e indígenas, além dos moradores da cidade. Vale ressaltar que há muito tempo o município de Assis Brasil não prestigiava atividades esportivas, somente com o prefeito Jerry e sua equipe a frente da prefeitura foi que voltaram com as práticas esportivas no município.

Leia Também:  Ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunização diz que Bolsonaro prejudicou o processo de vacinação no Brasil

No final, o time que consagrou-se campeão indígena 2021 foi o time Extrema da Terra Indígena Mamoadate, cabeceiras do Rio Iaco. Já o vencedor do torneio rural foi time da Fazenda, do Seringal Icuriã.

“Nossa alegria é ver o povo feliz de novo. Há muitos anos isso não acontecia aqui em Assis Brasil. Ser abraçado e receber essa energia dos moradores da cidade, da zona rural e das aldeias é um combustível para continuar trabalhando todo dia”, disse o prefeito.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Leia Também:  Biden anuncia nova cúpula do clima, em medida que deve consolidar Brasil como 'pária ambiental'

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA