RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Acre e Roraima trocam experiências para alavancar a produção rural e fortalecer o agronegócio

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Desde o início desta semana, o titular da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio do Acre (Sepa), Edivan Azevedo, está em Roraima para conhecer ações da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que realiza o projeto Conhecimento Compartilhado para Gestão Territorial Local na Amazônia (Terramz).

O secretário realizou visitas a unidades produtivas do setor rural, como plantio de soja, e acompanhou atividades de campo para detalhar a base de conhecimento de solos, além de informar-se sobre o projeto de construção de um plano agrícola para a região, que deve ser implantado também no Acre.

“Tivemos a oportunidade de discutir ações comuns aos dois estados para alavancar a produção rural e fortalecer o agronegócio. Vim trazer experiências que temos de políticas públicas no Acre e ao mesmo tempo aprender o que eles têm aqui de exitoso”, ressaltou Azevedo.

O projeto Terramz é liderado pela Embrapa Roraima e é um dos 19 projetos da Empresa que compõem o Projeto Integrado da Amazônia, um conjunto de iniciativas amplas em execução pela Embrapa, em parceria com o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) por meio do Fundo Amazônia, que visa a diminuição de desmatamento, queimadas, incêndios e degradação florestal na Amazônia.

Leia Também:  Drauzio Varella: Bolsonaro é o maior responsável pela disseminação do vírus no Brasil

O projeto apresenta ações efetivas desde 2018, divididas em quatro linhas temáticas: mapeamento do uso do terra; prevenção, monitoramento e estratégias de controle de queimadas e incêndios florestais; mapeamentos de solos, gestão territorial local e zoneamentos agropedoclimáticos. Este último faz uso de banco de dados ambientais e apresenta uma classificação que integra diversas variáveis por meio das operações de geoprocessamento. 

Os territórios de atuação prioritários do Terramz são: Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Amazonas, Maranhão e Pará. As ações do projeto seguem até o dia 7 de novembro.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Cruzeiro do Sul já está vacinando crianças, abaixo de 12 anos, contra covid-19

Publicados

em

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deu início nesta segunda-feira,17, a vacinação contra a covid-19, de crianças abaixo de doze anos.

Nesta primeira etapa a secretaria recebeu, no último sábado, 740 doses do imunizante e adotou a estratégia de começar a vacinação em escolas que estão com atividades presenciais. As escolas são: Escola São José, Hugo Carneiro, Presbiteriana e Antônio de Barros Freire. O público destinado nesta ação é o de crianças entre 10 e 11 anos, que devem comparecer acompanhadas de um responsável, levando sua carteira de vacinação. Esta etapa alcança uma parte deste público, e a vacinação terá continuidade conforme a chegada de novas doses, que serão enviadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

“Esta estratégia adotada visa direcionar as vacinas para este público de maneira mais ordenada, uma vez que ainda não dispomos das doses para todos, e assim temos maior controle sobre a vacinação. Mas já avisamos que, tão logo recebamos novas doses, faremos novas etapas de vacinação para abranger todo este público. A vacina sempre foi uma prioridade da gestão e iremos elaborar as estratégias de acordo com o total enviado a cada remessa”, explicou a secretária municipal de saúde Valéria Lima.

Leia Também:  Pazuello diz que SUS vai priorizar todas as vacinas produzidas no Brasil, como a Coronavac

“Eu estava muito ansioso e nervoso também, pela vacina, mas nem doeu tanto”, disse Herbert Enes Martins, de 11 anos.

O ato de vacinação contou com a presença de muitos pais que estavam ansiosos para imunizarem seus filhos.
“Havia uma expectativa muito grande dessas crianças e dos pais, para que eles também tivessem a oportunidade de serem imunizados. Esse momento chegou. A quantidade de vacinas que recebemos não foi grande, mas a gente acredita que vamos receber essa quantidade toda semana e, de acordo com as doses que forem chegando, nós também vamos avançando para o público de nove, de oito e assim por diante”, explicou o prefeito Zequinha Lima.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA