RIO BRANCO

TUDO SOBRE POLÍTICA II

“Acabou, Bolsonaro”: impeachment explode nas redes após o escândalo de corrupção da Covaxin

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Manifestações por Fora Bolsonaro tomam o Brasil na manhã do 19 Julho – Foto: Reprodução

Brasil 247 – As manifestações pedindo o impeachment de Jair Bolsonaro explodiram nas redes sociais, depois dos depoimentos do deputado Luis Miranda e do seu irmão, Luis Ricardo Miranda, que reiteraram à comissão a denúncia de corrupção na compra da vacina Covaxin, da Bharat Biotech.

O servidor Luis Ricardo Miranda disse que sofreu “pressão atípica” para agilizar a compra dessa vacina. O deputado Luis Miranda reafirmou que comunicou o presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a situação.

Questionado por muitos senadores, e após responder repetidas vezes que não se lembrava, o deputado Luís Miranda admitiu que foi Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, o deputado citado por Jair Bolsonaro no encontro no Palácio da Alvorada que estaria envolvido na corrupção da compra da Covaxin. Segundo Luis Miranda, Bolsonaro, neste dia, teria “dado a entender” que “não tem força” para combater o “grupo” deste deputado.

Após os depoimentos na CPI, as hashtags “Acabou Bolsonaro” e “Bolsonaro vai cair” e “impeachment” estão entre os temas mais comentandos do Twitter. Confira reações:

Leia também reportagem da agência Reuters sobre os depoimentos à CPI da Copvid:

BRASÍLIA (Reuters) – Na conversa que tiveram com o presidente Jair Bolsonaro para relatar irregularidades identificadas em processo de importação para uso emergencial no país da vacina indiana contra Covid-19 Covaxin, os irmãos Miranda ouviram do presidente avaliação que o caso era “grave” e poderia ter o envolvimento de um parlamentar.

A afirmação foi relatada pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) nesta sexta-feira, reunião marcada por interrupções, bate-bocas e clima bastante tenso entre os senadores. O parlamentar chegou ao Congresso para o depoimento vestindo um colete à prova de balas.

“Eu levei para a pessoa certa, na minha opinião, que deveria dar o devido provimento ao assunto, que é o presidente da República”, disse o deputado à CPI.

Leia Também:  Com cheias dos rios e outros problemas, governador Gladson Cameli decreta situação de emergência

“O presidente entendeu a gravidade. Olhando os meus olhos, ele falou: ‘Isso é grave!’ Não me recordo do nome do parlamentar, mas ele até citou um nome pra mim, dizendo: ‘Isso é coisa de fulano’. Não me recordo. E falou: ‘Vou acionar o DG (diretor geral) da Polícia Federal, porque, de fato, Luís, isso é muito grave, isso que está ocorrendo'”, relatou Luís Miranda.

Mais tarde, questionado por muitos senadores, e após responder repetidas vezes que não se lembrava, Luís Miranda admitiu que o nome a que Bolsonaro se referia era o do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Miranda chegou a se emocionar e manifestou sua preocupação com eventuais consequências por revelar o nome.

Em seu perfil do Twitter, Barros negou ter participado de qualquer negociação em relação à compra da Covaxin.

“Não sou esse parlamentar citado’. A investigação provará isso. Também não é verdade que eu tenha indicado a servidora Regina Célia como informou o senador Randolfe. Não tenho relação com esse fatos”, publicou o líder, referindo-se a servidora que atua como fiscal do contrato envolvendo o imunizante indiano.

O deputado decidiu procurar o presidente a partir de relato do irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda, responsável por setor de importação da pasta, que teria identificado irregularidades no processo.

Dentre os pontos considerados suspeitos estava a previsão de pagamento antecipado de 100% do valor, o repasse para uma offshore, a Madison Biotech –que não constava do contrato–, e ainda a estimativa de envio de uma quantidade menor de doses do que as contratadas, além dos custos da importação.

Na conversa com o presidente, os irmãos também relataram — e declinaram os nomes– de superiores hierárquicos de Luís Ricardo que o estariam pressionando para dar andamento à compra.

Um desses superiores hierárquicos era o então coordenador de Logística coronel Marcelo Bento Pires, seu chefe, que teria, inclusive se encontrado com representante da Precisa, empresa que negociava a compra da Covaxin, em um fim de semana.

“Durante toda a execução desse contrato, diversas mensagens recebi, ligações, chamadas no gabinete sobre o status do processo desse contrato”, disse o servidor.

PROPINA

Outro ponto que chamou a atenção de senadores diz respeito a print de troca de mensagens por aplicativo entre os dois irmãos. Em uma das conversas, o servidor da Saúde contava ao irmão que um colega da pasta, de nome Rodrigo, mencionava “um rapaz” que estaria cobrando propina na venda de vacina.

“O ministério estava sem vacina e um colega de trabalho, Rodrigo, servidor, me disse que tinha um rapaz que vendia vacina e que esse rapaz disse que estavam cobrando propina”, disse Luís Ricardo, na mensagem de WhatsApp com o irmão.

A CPI da Covid no Senado quer convocar o servidor mencionado.

Luís Ricardo comentou ainda, em outra mensagem, que a pressão que recebia de chefes no Ministério da Saúde para dar andamento à processo de importação da Covaxin divergia do tratamento dispensado a outras importações relacionadas à Covid-19.

Leia Também:  As barracas dos camelôs demolidas no calçadão: Prefeito Bocalom faz tudo errado e age na marra, sem ouvir ninguém

“Milhões de seringas chegando, milhões de coisas, importações sobre Covid, nunca recebi uma ligação de ninguém, de empresa, de diretor, de secretário-executivo, de assessor de secretário, ninguém. Já nesse, meu amigo, o que tem gente em cima pressionando e falando, aí você já fica com o pé atrás”, diz o servidor em mensagem de áudio ao irmão, divulgada nesta sexta na CPI.

Ao prestar seu compromisso de dizer a verdade antes de começar seu depoimento, o deputado Luís Miranda afirmou que não iria apresentar “narrativas”, mas fatos, com documentos.

Seu irmão, por sua vez, que acabava de desembarcar de viagem aos Estados Unidos para acompanhar a entrega de doses da vacina da Janssen doadas ao Brasil, destacou que não é filiado a nenhum partido: “meu partido é o SUS”.

CONFORMIDADE

Em comunicado, a Bharat Biotech, empresa que fabrica a vacina indiana Covaxin, informou que a Madison Biotech integra seu grupo e que foi fundada em 2020 para vendas globais e marketing de vacinas. Acrescentou que todas as empresas do grupo “aderem aos mais altos padrões de conformidade e são regidas por um código muito rigoroso de práticas éticas e governança corporativa”.

“Rejeitamos e negamos veementemente qualquer tipo de alegação ou implicação de qualquer irregularidade com relação ao fornecimento da Covaxin”, diz a empresa em nota.

Nesta semana, em nota, a Precisa Medicamentos, que representa no Brasil a Bharat Biotech, também negou irregularidades. A empresa disse que as tratativas com a pasta seguiram todos os caminhos formais de forma transparente.

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República foi procurada para comentar as declarações de Bolsonaro relatadas pelo deputado, mas até a publicação desta reportagem, não havia se manifestado.

Senadores governistas empenharam-se nesta sexta-feira em afirmar que não houve irregularidade uma vez que o documento inicial para a importação das vacinas foi corrigido.

Na mesma linha, integrantes do governo e o próprio presidente vêm afirmando, ao longo desta semana, quando o caso veio à tona, que a compra não foi efetuada.

O Ministério da Saúde também foi procurado para comentar o relato de pressão dos integrantes da pasta ao servidor para que desse andamento à importação, mas também não foi possível obter resposta até o momento desta publicação.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Segundo a denúncia, ação foi criminosa e interferiu diretamente no resultado das eleições de 2020, beneficiando a reeleição do prefeito Ordean Silva – PP, que venceu por 602 votos de diferença para o segundo colocado. A denúncias foram feitas também no Ministério Público Federal e no TRE – AM, que, que se comprovado que as transferências beneficiaram Ordean Silva, este pode ter o mandato cassado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza ações de saúde e assistência social na BR-307

Publicados

em

Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde e outra da Secretaria de Assistência Social realizaram juntas um dia de atendimento na comunidade Santa Bárbara na BR 307. O prefeito Zequinha Lima esteve presente nas ações.

A ação do Programa Saúde na Comunidade tem sido uma rotina desde o início da gestão. Toda sexta-feira uma comunidade da zona rural recebe a equipe de atendimento que inclui médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos, realizando atendimentos médicos e odontológicos, agendamento de exames, dispensação de medicamentos, testes rápidos de hepatites, sífilis e HIV, vacinação de rotina e contra a COVID-19.

Já a equipe da Caravana da Alegria, da Secretaria de Assistência Social, tem buscado realizar o cadastramento para o programa Auxílio Brasil, além de promover palestras e interação lúdica com a comunidade para informar sobre os direitos do idoso, dos adolescentes e outros.

Francisco Liberman, subprefeito da Vila Santa Bárbara e 307, destacou a importância do atendimento, que é inédito para a população.
“É a primeira vez que está tendo atendimento. Tenho certeza que a comunidade está satisfeita, é muito difícil se deslocar nessa época com a chuva, por isso, a importância de o médico vir até a comunidade e, para nós, isso é algo inédito”, disse o subprefeito.

Leia Também:  'Fora Bolsonaro' explode pelo País e mostra que o povo vai ocupar cada vez mais as ruas contra o genocídio

“Esse atendimento é inédito. Nunca tinha acontecido antes, ainda mais com a presença do prefeito, secretários e vereadores. Para nós é um exemplo de que a gestão se importa com nossa comunidade. É muito importante ter o prefeito nesse contato direto com a gente”, disse Eucélia Barbosa do Nascimento, funcionária de uma empresa de mineração de areia da região.

Eucélia destaca ainda a dificuldade que os moradores da região têm em se deslocar especialmente nos dias de chuva.
“Nesse tempo é muito difícil. Para quem não tem um transporte, ou muitas vezes quando tem é só uma moto para ir até o posto de saúde debaixo de chuva, é muito difícil”, concluiu.

Para o prefeito Zequinha Lima, o resultado das ações itinerantes motivam a gestão a continuar e, se possível, ampliar o programa.
“A gente olha e vê no semblante das pessoas a felicidade e a alegria de ver a equipe da prefeitura trabalhando. É um programa que está dando muito certo e que vamos continuar até o final do mandato. A gente vê que a comunidade participa, busca o atendimento e sai com o remédio. É a gestão chegando até quem mais precisa. Onde pudermos ampliar, nós vamos ampliar, porque sabemos que é mais fácil a equipe de saúde chegar até a comunidade do que a comunidade buscar o atendimento na cidade”, declarou o prefeito.

Leia Também:  Colaboradores da OCA Xapuri são qualificados para o atendimento ao cidadão

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Muitas são as dúvidas, e eu esclareço algumas. Quem tem direito a receber o abono pago com a sobra do recurso do Fundeb, anunciado pelo Governo do Acre? Uma grande manifestação foi realizada durante todo dia pela manhã em frente à casa civil e a tarde na sede da PGE – Procuradoria Geral do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA