TUDO SOBRE POLÍTICA II

A pedido de Gladson Cameli, secretário nacional da Defesa Civil acompanha cheia dos rios no Acre

Publicados

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Assessoria – O secretário nacional de 6 e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, chegou ao Acre para verificar a situação da enchente nos principais rios do estado, que atinge, atualmente, dez cidades. A vinda do gestor foi feita pelo próprio governador Gladson Cameli ao ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, durante reunião realizada na última quinta-feira, 18, em Brasília (DF).

Enfrentando um dos maiores desafios da história, o Acre lida, ao mesmo tempo, com o agravamento da pandemia do novo coronavírus, surto de dengue, crise migratória na fronteira com o Peru e transbordamento de rios. Desde o início da semana, o Estado decretou situação de emergência. Diante do cenário desfavorável, o governador Gladson Cameli solicitou ajuda federal com urgência para amenizar a situação.

“Tenho trabalhado dia e noite pedindo ajuda para o nosso estado. Apesar dessa verdadeira situação de guerra que estamos vivenciando, peço à nossa população que não desanime. Alertamos o governo federal sobre a nossa situação e pedimos mais agilidade na liberação de recursos para socorrer a nossa população. Desde já, agradeço ao presidente Bolsonaro e sua equipe, ao ministro Rogério Marinho e a nossa bancada federal pelo empenho em querer nos ajudar”, enfatizou.

Em sua primeira agenda, nesta sexta-feira, 19, o secretário nacional da Defesa Civil tomou conhecimento do panorama de momento de todas as bacias hidrográficas acreanas, bem como as iniciativas do poder público no gerenciamento e assistência às famílias prejudicadas pelas inundações.

Alexandre Lucas explicou que atua em catástrofes naturais há duas décadas e aproveitou a oportunidade para afirmar que todo apoio necessário será dado pela União ao Acre. O secretário citou a utilização de recursos financeiros e envio de quatro profissionais da Defesa Civil Nacional ao estado para dar suporte às equipes locais.

“A Defesa Civil Nacional tem recursos para assistência humanitária, que é a distribuição de cestas básicas, colchões, cobertores, kits de higiene e limpeza das casas. Além disso, para a locação de barcos, caminhões e de pessoas, bem como recursos para restabelecer a normalidade. O importante é que não faltará apoio do governo federal ao povo do Acre”, declarou.

Leia Também:  Vereador Leandro Cândido promove natal de centenas de pessoas em vários bairros de Cruzeiro do Sul

Presente na reunião, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, classificou a presença de Alexandre Alves como fundamental para socorrer os municípios prejudicados pelas enchentes. “A presença do secretário nacional da Defesa Civil no nosso estado é muito importante porque ele veio verificar de perto a nossa situação, que é muito crítica. Somos um estado pequeno e os nossos municípios não têm condições de prestar a devida assistência e essa vinda será de grande relevância para a liberação de recursos”, argumentou.

O encontro contou também com a participação do secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cezar Rocha dos Santos; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista; do coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Eudemir Bezerra; do coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, major Cláudio Falcão; do procurador-geral do Estado, João Paulo Setti; e do secretário municipal da Casa Civil, Artur Neto.

O rigoroso inverno amazônico de 2021 já entrou para a história. Em Cruzeiro do Sul, o nível do rio Juruá já é o maior registrado desde que foram iniciadas as medições oficiais. Cerca de 8 mil famílias foram atingidas pelas águas. As cidades de Feijó, Sena Madureira e Tarauacá também enfrentam um grande alagamento dos rios Envira, Iaco e Tarauacá, respectivamente.

Governador e secretário nacional da Defesa Civil realizam sobrevoo em Rio Branco

Na capital, a enxurrada provocada por igarapés que cortam a cidade atingiu centenas de famílias. Esse tipo de fenômeno não era registrado desde 2004. Atualmente, as atenções estão concentradas no transbordamento do Rio Acre. Com a cota acima de 15 metros de profundidade, cinco bairros estão alagados. Cerca de 65 famílias precisaram ser levadas para abrigos públicos mantidos pela prefeitura.

Leia Também:  Secretaria de Saúde do Estado pede que população evite aglomerações no feriado de Carnaval

Para verificar a situação, o governador Gladson Cameli, o secretário Alexandre Alves e o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista, realizaram um sobrevoo nas principais áreas atingidas em Rio Branco. Do alto, as autoridades tiveram a dimensão das comunidades afetadas.

A previsão do tempo para os próximos dias é de chuva intensa em toda a região do Vale do Acre. Caso se confirmem, o nível do rio Acre pode ultrapassar a marca de 16 metros, na capital. Para Cameli, o momento é de unir esforços em prol da população que vive em áreas de risco.

“Sabemos que não estão sendo dias fáceis, mas gostaria de reafirmar que o governo do Estado e as demais instituições vão fazer tudo que é possível para amenizar a dor do nosso povo. Tenho muita fé em Deus e a certeza que vamos superar mais este momento difícil que estamos passando”, pontuou o governador.

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Coronavírus: Saúde colapsada por conta do grande número de pessoas infectadas; enchentes nos Rios: Acre, Yaco, Tarauacá, Purus, Juruá e seus afluentes que tem atingido níveis alarmantes e a inércia do governo federal e da bancada federal acreana. O Acre enfrenta muitos outros problemas sérios. Assista o vídeo e saiba das reais situações em que se encontra o estado do Acre.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TUDO SOBRE POLÍTICA II

Prefeitura de Rodrigues Alves realiza a II Conferência municipal de igualdade racial do município

Publicados

em

A Prefeitura de Rodrigues Alves, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e a Coordenação de Igualdade Racial, realizaram a II Conferência municipal de igualdade racial do município.

O tema deste ano é o enfrentamento ao racismo e outras formas correlatas de discriminação étnicos racial e intolerância religiosa: política de estado e responsabilidade de todos nós.

O evento teve como palestrante o promotor de Justiça, Dr.Ildon Maximiano Peres Neto, da Vara Criminal de Cruzeiro do Sul e menbro do grupo de combate ao crime organizado do Ministério Público/AC – GAECO.

O ato contou com a presença do prefeito Jailson Amorim, do vereador Tiago Matos, da secretária de Assistência Social Rosimeire Teixeira, da coordenadora de promoção da igualdade racial Francisca Costa Amaral, da chefe da divisão de promoção de igualdade racial do município de Rio Branco, Goreth da Silva Pinto, e da presidente do conselho municipal de promoção da igualdade racial Rosa Maria.

A conferência contou ainda com participação e apresentação da Guarda Mirim , sob o comando do Sargento PM Raimundo Sampaio e da cantora Suiane Magalhães na execução dos hinos nacional e municipal.

Leia Também:  Rio Iaco em Sena Madureira transborda e atinge mais de 100 moradores em 7 bairros

O prefeito Jailson Amorim destacou que a II Conferência da igualdade racial foi organizada graças à adesão do município ao SENAPIR , para que o Rodrigues Alves tenha mecanismos de combate ao racismo. ” Queremos que o nosso município viva em harmonia com as raças, com as cores, e a Coordenação de Igualdade Racial por meio da conferência trabalha no sentido de a gente minimizar cada vez mais essa discriminação e esse racismo que existe no mundo”, ponderou.

No final da conferência, foram eleitos 03 delegados, sendo dois da sociedade civil e um representante governamental, além de ter sido escolhido três suplentes. Que irão participar do 5° CONAPIR, em Rio Branco , nos dias 14 e 15 de junho de 2022.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA