Chico Mendes morreu duas vezes

No mundo inteiro, em dezembro, mais precisamente dia 22 deste mês, são feitas referências ao líder seringueiro Chico Mendes, dada sua luta pela vida na floresta, num contexto mais amplo.

Apesar de ter recebido até o Prêmio Global de Preservação Ambiental da ONU, nunca teve uma casa adequada para os padrões urbanos, ao ponto de ter sido vítima de uma tocaia ao sair à noite para seu banheiro externo.

Então, num primeiro e fatídico momento de 1988, temos a primeira morte – a física – de Francisco Alves Mendes Filho que, segundo investigações, feita a mando de fazendeiros que não concordavam com sua política em defesa das florestas, o que punha em conflito os interesses expansionistas de derrubadas/queimadas/campo/gado.

Na época, sua morte causou comoção no estado pela forma covarde de seu assassinato. No entanto, a figura dele como ambientalista, “cercado” por gringos, sempre dividiu a opinião da sociedade.

Eis que nos sobrevém, então, a segunda morte. Desta vez, ideológica, pois desaparecem os ideais de igualdade, respeito, liberdade e direito à vida e à preservação das culturas dos povos da floresta… Tudo isso veio com o fim da era petista, que encerrou seus 20 anos de mando no estado, sem concretizar o sonho socialista de Chico Mendes.

Apesar de usarem a frase “Chico Mendes Vive”, na prática suas ideias não seguiram adiante.

Um ideal destruído por iniciativas capitalistas, pintadas de verde e implementadas no estado com a alcunha de “Florestania”, que resultou em projetos de exploração florestal madeireira  e de todas as políticas de compensação ambiental e climáticas derivadas das falsas soluções do capitalismo verde e o descontrole total do uso racional das reservas (13% em toda Amazônia) em favor de criação de gado. 

A própria Folha de São Paulo, em matéria escrita ontem, 21, por Carazzai, relata que os ex-seringueiros deixaram de lado os sapatos feitos à base de látex e adotaram o estilo country, dada a invasão da criação de gado nas reservas acima do limite permitido, abrindo caminho para o sonho da Hilux e de um padrão de vida bem acima do que ofereciam os fracassados programas de subsídios da borracha e da castanha em décadas passadas.

Finalmente, passados 30 anos, qual o legado que a Frente Popular deixou para preservação do lendário Chico Mendes no imaginário da população do Acre? Não há dúvidas que uma casta ultra seleta conseguiu seus usufrutos, mas e o restante?

Se ao povo restou, como consolo, o nome de um Instituto (ICMBIO) e de outros inúmeros logradouros públicos espalhados mundo afora, quem dera que ele pudesse ressuscitar e cobrar a prestação de contas de muitos!

Infelizmente, nem todas as flores do mundo, depositadas em seu mausoléu, seriam suficientes para perdoar os malfeitores que deixaram o “melhor projeto” de lado para atender as demandas imperialistas.

Resta saber, no futuro, se até 2120 algo revolucionário fará do bilhete do “militante”, “herói da floresta”, “Chico rei”, “líder dos empates”, uma realidade… Porque, por enquanto, nos resta apenas lê-lo:

“Atenção jovem do futuro, 6 de Setembro do ano de 2120, aniversário ou centenário da Revolução Socialista Mundial, que unificou todos os povos do planeta num só ideal e num só pensamento de unidade socialista que pôs fim a todos os inimigos da nova sociedade. Aqui fica somente a lembrança de um triste passado de dor, sofrimento e morte. Desculpem… Eu estava sonhando quando escrevi estes acontecimentos; que eu mesmo não verei mas tenho o prazer de ter sonhado Bilhete de Chico Mendes, escrito em 1988, ano de seu assassinato”.

Cardozo: Aqueles que feriram a democracia hoje pagam um preço alto

Eduardo Cardozo comentou sobre as declarações do senador afastado Aécio Neves, que disse que entrou com as ações no TSE "para encher o saco".

Em entrevista aos jornalistas Leonardo Attuch e Paulo Moreira Leite, transmitida ao vivo pelo Facebook na última segunda-feira, o ex-ministro José Eduardo Cardozo diz que Michel Temer perdeu as condições de governabilidade e que a melhor saída seria a renúncia.

No entanto, ele explica por que isso não ocorrerá. "Temer perderia não só o foro privilegiado, como também a imunidade em relação aos crimes anteriores ao mandato, já delatados pela Odebrecht." A empreiteira o acusa de ter presidido uma reunião, onde se definiu uma propina de US$ 40 milhões para o PMDB.

Cardozo disse ainda que a prova fornecida pela JBS não pode ser descontituída, uma vez que os áudios dos diálogos com Joesley Batista comprovam, no mínimo, o crime de prevaricação.

O ex-ministro comentou também as declarações do senador afastado Aécio Neves, que disse que entrou com as ações no TSE "para encher o saco".

"É inacreditável", diz Cardozo. "As forças que perderam as eleições em 2014 nunca se contentaram com isso." Segundo o ex-ministro, os derrotados em 2014 se uniram ao PMDB para desgastar o governo e frear a Lava Jato.

Ao comentar a operação recente da Polícia Federal, que atingiu Temer e Aécio, ele diz que todos aqueles que feriram a democracia hoje pagam um preço alto. "Há uma maldição democrática", afirma.

Ele também exalta o papel da presidente legítima Dilma Rousseff, que, graças ao seu espírito de luta, venceu a narrativa do golpe.

Cardoso

Fonte: Brasil247

Coluna do Amaral

ZUM nomeia os buracos

O Prefeito Zum de Assis Brasil (PSDB), tem a mania de associar os buracos das vias públicas com a pessoa próxima ao problema. No grupo "Assis Notícias", criou um diálogo cômico: Hein "fulano"! E o buraco do "cicrano"? Já foi resolvido? Já pensou se essa onda pegasse e cada prefeito resolvesse "colocar nome no buraco dos outros? "deusulive!"

Puxa saco na canela

"Quero só lembrar que: quem puxa saco, puxa tudo. Inclusive tapete". Esta frase tem deixado os colaboradores de campanha do prefeito Zum (PSDB) um tanto cabreiros. Trata-se de uma postagem de Valéria Moraes, em que a primeira dama resolveu comentar: "verdade! Aqui está cheio! Tenho é nojo…Nojo é pouco." Pegou mau o comentário e muita gente está com medo sem entender quem está sendo visto como puxa saco ou traidor.

A força de Bil Rocha

O ex-vereador Bil Rocha (PMDB), que ficou um tanto desgostoso pela falta de apoio de uma ala de seu partido, nunca, porém, cuspiu no prato que comeu, nem jogou pedras no PT. Mostra do respeito e consideração pelo seu “capital político” de bem votado nas últimas eleições, garantiu uma vaguinha para sua esposa na Câmara. Quem não chora não mama…

Bil Rocha 2

Há quem diga que as malas do ex – parlamentar estão prontas desde o final de 2016, quando ficou de mãos abanando sem salário de vereador e recebendo apenas ajuda de custo dos velhos caciques do partido. Como diz o ditado dos jogadores de peteca: está só por um “bila. ”

Eduardo do Guló botou banca

O ex – petista Eduardo do Guló, hoje filiado no PDT, foi convidado pela prefeita Fernanda Hassem para ser Coordenador de Esportes e ele não aceitou. Tudo indica que o salário que recebe pelo Estado na Capital é maior. Coisa de quem não gosta de “teta” magra…

Leila de olho na AMOPREAB

O vereador Rosildo (PT) e a deputada Leila Galvão (PT), vão se empenhar em eleger a competente jornalista Leila Ferreira na presidência da Associação dos Moradores e Produtores da Reserva Extrativista Chico Mendes – AMOPREAB. Martelo batido e ponta virada em reunião de portas fechadas. Esperar pra ver…

Chá de sumiço

O vereador Rúbens Rodrigues (PSD) de Epitaciolândia fazia duas a três denúncias por semana contra Tião Flores (PSB). Mas, tomou um chá de sumiço repentino. Nas redes sociais só “espia” (olhinhos) o assunto dos outros no “caladinho. ” Por que será hein?

Nem pintado de ouro

Quando os funcionários da prefeitura veem o vereador Alcione (PSD) se aproximar, não fica um cristão para protocolar suas “bombas. ” O ninho da pata espatifa geral. A instrução do Tião deve estar bem firme para isso. “E o rapaz não queria nada demais na última visita. Só a documentação da compra das 300 lixeiras. ”

Aliás, o vereador está de orelha em pé com um de seus pares que está envolvido com a entrega das lixeiras. Isso pode Arnaldo? Vai dar MP moço!

Saúde da mulher em foco

Em Brasiléia aconteceu na quarta passada, 10, a I Conferência Municipal da Saúde da Mulher. "Esta conferência é um grande avanço para as políticas públicas voltada para as mulheres aqui do município de Brasiléia, e eu fico muito feliz pelo fato de Brasiléia ser o primeiro munícipio a realizar a conferência…" (Prefeita Fernanda Hassem empolgada com a realização da conferência numa cidade dirigida por uma mulher).

S.O.S guru máster

Parece que a ausência momentânea do "guru" Aldemir Lopes (PMDB), apelido carinhoso atribuído por seus seguidores e adversários, pela sua habilidade nata de articulador, tem causado uma confusão interna na oposição. Eles não conseguem ficar uma semana unidos. "É muito cacique pra poucos índios." Já se aproximam de 8 pré-candidatos a deputado estadual. Se depender do "guru mirim" que se acha  liderança, todos cairão em ruínas. Cadê o gurú sênior?

Zen troca farpas com internauta

O deputado estadual Daniel Zen (PT), aproveitou ontem para cutucar os peemedebistas: Eduardo Cunha, Sérgio Cabral, Eliseu Padilha, Romero Jucá e Aécio Neves (PSDB), dizendo que estes tinham comprovação de ilícitos, enquanto Lula "nunca se apropriou de nada indevidamente ou locupletamento." Foi rebatido várias vezes pelo Engenheiro Florestal, Quelyson Souza. Em uma de suas falas disse que "o deputado estava fazendo seu papel de militante, defendendo o Lula e tentando desqualificar o Moro, mas que a população estava atenta e as máscaras estavam caindo…"

BR – 364

O Senador Gladson Cameli (PP), comemorou o início dos trabalhos do DNIT na BR 364, mas criticou o gasto de quase 2 bilhões de reais para uma vida útil tão curta de trafegabilidade da rodovia, reclamou o parlamentar.

Gladson na frente

Pesquisa do Instituto Delta, realizada entre os dias 29 de abril a 4 de maio, coloca o Senador Gladson Cameli (PP) na frente na disputa do governo em 2018 com 38,50% e Marcos Alexandre (PT) 35,58% e Tião Bocalom com 6,91% das intenções de votos. A pesquisa ouviu 1200 pessoas em 14 municípios do Estado e tem margem de 2,2% para cima ou para baixo. Já em relação a corrida para o Senado, Jorge Viana vence em todos os cenários possíveis. 

Acre transparente

No ranking de notas da 3ª avaliação da transparência dos governos estaduais, da Controladoria Geral da União, o Estado do Acre, cresceu + 5,97 pontos na Escala Brasil transparente e ficou em 19º lugar, com nota 9,30. Se comparado a 2ª avaliação que o estado tinha 3,30 pontos, houve um salto significativo. Mas, atrás de Rondônia e Tocantins, com 10 pontos cada e bem melhor que os estados do Rio de Janeiro (5,0); Distrito Federal (5,0) e Amapá (0,0).

Reforma em xeque

O Senador Jorge Viana (PT), levantou algumas questões no facebook acerca dos "danos" da proposta que ele denomina de rolo compressor do governo Temer: "Querem levar as relações de trabalho para uma era pré Vargas, do começo do século passado. Isso não é justo. (…)"

400 mil para devolver

A Corte do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE – AC), decidiu por unanimidade, aplicar multa para o ex prefeito Humberto Filho (PSDB), além de devolução de 400 mil para os cofres do Consórcio de Desenvolvimento Intermunicipal do Alto Acre e Capixaba (CONDIAC).