RIO BRANCO

Saúde

Medicamentos são entregues pelo governo em Brasileia

“Cada kit atende cerca de 500 pessoas em um prazo de três meses”, diz Armando Melo, secretário de Saúde

Publicados

Saúde

“Cada kit atende cerca de 500 pessoas em um prazo de três meses”, diz Armando Melo, secretário de Saúde

Por Márcia Moreira 

 (Foto: Sérgio Vale/Secom)

(Foto: Sérgio Vale/Secom)

Após a entrega de kits de medicamentos e itens laboratoriais em Xapuri, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde  do Acre (Sesacre) realizou a entrega de mais um kit de remédios com 46 produtos em Brasileia.

Os medicamentos serão direcionados ao atendimento das famílias atingidas pela maior cheia já registrada no município. O secretário de Saúde, Armando Melo, conta que a quantidade enviada a Brasileia é suficiente para o atendimento da população.

“Cada kit consegue atender cerca de 500 pessoas em um prazo de três meses, então há remédio suficiente para suprir a população que tanto precisa, principalmente nesse momento de voltar pra casa”, explica Armando.

Para o prefeito de Brasileia, Everaldo Gomes, o medicamento está chegando em uma boa hora, pois é preciso estar preparado para as possíveis infecções após o contato com a água. “Aqui está começando um trabalho efetivo e assim, em conjunto com a secretaria de saúde municipal e o governo do Estado, fazermos um trabalho para atender essas famílias”, ressalta.

Leia Também:  Tião Viana completa 100 dias de governo focado no desenvolvimento

Entre os itens presentes nos kits, estão ataduras, luvas, seringas, paracetamol e amoxilina, entre outros. Além de Brasileia, os municípios de Xapuri e Epitaciolândia também receberam os produtos. A próxima cidade contemplada será Assis Brasil.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Saúde

Em uma semana, nova gestão realiza mais de 90 cirurgias ortopédicas no Pronto Socorro de Rio Branco

Publicados

em

Empresa se dispôs a assumir a unidade do Pronto Socorro de Rio Branco antes do prazo determinado em contrato – Foto: Reprodução

Quem passa pelo Pronto Socorro de Rio Branco hoje não irá reconhecer o cenário de caos flagrado na unidade no início do mês de novembro. As longas filas na ala de ortopedia, que se formaram após a antiga empresa responsável pela unidade encerrar o atendimento aos pacientes, foi praticamente zerada e o atendimento segue normalizado. Atualmente, mais de vinte ortopedistas atuam no local.

A nova contratada para gerir o setor no Pronto Socorro, a Medtrauma Centro Especializado em Ortopedia, interveio antes do período determinado pelo contrato firmado com a Secretaria de Estado de Saúde do Acre, para auxiliar os pacientes que estavam aguardando por atendimento médico. Em uma semana, foram realizados cerca de noventa e três procedimentos cirúrgicos, além de 430 visitas médicas e 57 atendimentos ambulatoriais destinados aos pacientes do pós-operatório. 

O coordenador da empresa, Dr. Régis Castro, pontua que quando a equipe médica assumiu a unidade, na quinta-feira (11), o cenário era preocupante. “Não cabe a nós discutir o que houve com a antiga contratada, mas nos dispusemos a auxiliar, pois sabemos que a população não pode esperar. Desde então, temos trabalhado focados e conseguimos colocar em pouco tempo, os atendimentos em dia”, pontua.

Leia Também:  Com mais de 200 casos de Covid-19, Acre recebe mais 10 leitos de UTIs do Ministério da Saúde

Ainda de acordo com o coordenador, quando a Medtrauma chegou à unidade, quase noventa pessoas aguardavam internadas para serem operadas. É nesse cenário que o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindimed – AC) interveio e protocolou uma denúncia relatando que a antiga gestora, suspendeu os atendimentos e chegou a retirar os equipamentos e materiais cirúrgicos do local, provocando reclamações. 

“Quanto entramos aqui, o cenário era de terra arrasada. Eram pessoas com fraturas, amputações e outros traumas necessitando urgentemente de amparo. Trouxemos imediatamente nosso corpo médico e toda nossa expertise na prestação de assistência complementar à saúde e em tempo recorde estruturamos toda a equipe de enfermagem de instrumentação cirúrgica e apoio administrativo”, reforça o coordenador. Somente nas primeiras 24 horas de atendimento, foram realizados treze procedimentos cirúrgicos, trinta e oito consultas ambulatoriais e 100 atendimentos na porta de entrada da urgência e emergência. 

O Conselho Regional de Medicina (CRM) do Acre já realizou vistorias no Pronto Socorro e conversou com médicos, enfermeiros e chefes de setores para constatar a atuação. “O CRM tem acompanhado de perto esse momento de transição para assegurar que os pacientes sejam atendidos da melhor forma possível”, declarou a presidente da entidade, Dra. Leude Dávalos.

Leia Também:  Há pouco mais de 15 dias do fim da campanha, Acre vacinou apenas 22% da faixa etária contra o sarampo

Assessoria: Dialum

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Muitas são as dúvidas, e eu esclareço algumas. Quem tem direito a receber o abono pago com a sobra do recurso do Fundeb, anunciado pelo Governo do Acre? Uma grande manifestação foi realizada durante todo dia pela manhã em frente à casa civil e a tarde na sede da PGE – Procuradoria Geral do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA