Saúde

Equipe de Saúde se atrapalha e início do ‘Dia D’ de vacinação tem atraso de mais de uma hora em Rio Branco

Publicados

Saúde

Caroline Viana levou a filha Helene, de 10 meses, para se vacinar – Foto: Andryo Amaral

O mutirão de vacinação contra o sarampo, gripe e Covid-19 começou com mais de uma hora de atraso no Aquiri Shopping Popular, na capital Rio Branco, neste sábado (30). É que a equipe de Saúde Municipal achou que o ponto de imunização era em outro shopping da cidade.

O Dia D de Vacinação disponibiliza imunização contra a influenza e Covid até às 20h em alguns pontos. É que em algumas unidades e outras localidades variam o horário de aplicação das doses.

“Tivemos um pequeno atraso na entrega dos imunos, mas estamos atendendo a população com vacina da influenza e Covid, inclusive com a primeira dose. Temos também vacinação infantil, tanto para Influenza que são para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, quanto para Covid”, destacou a enfermeira coordenadora da ação no Aquri Shopping, Alexandra Luzia.

A assistente de creche Caroline Viana levou a filha Helena Viana, de 10 meses, para se vacinar. “A gente procura sempre está participando das campanhas para manter ela sempre imunizada. Sabemos que é importante ainda mais com a pandemia. Me sinto bem segura [com a vacina], que as mães que estão em casa tragam seus filhos para vacinar”, aconselhou.

Leia Também:  Parteira desde os 10, mulher no AC já ajudou mais de 280 bebês a nascer

A representante comercial Lúcia Nunes aproveitou o mutirão para imunizar o filho Enzo Nunes, de 9 anos. Ela também atualizou a sua carteirinha de vacinação. “É muito importante para gente ficar imune a esse vírus que levou tanta gente. A gente não esperava e ficamos muito tristes com a morte dessas pessoas. Estava com a dose de reforço atrasada por conta da correria do dia a dia”, confessou.

A vacina da gripe este ano protege contra três subtipos graves da influenza: A H1N1, A H3N2 e influenza B. A escolha do público-alvo é determinada de acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A secretária de Saúde do município, Sheila Andrade, destacou que este é o momento de avançar na imunização e evitar um novo surto de gripe.

“Não perca essa oportunidade de se vacinar contra a gripe, este é o momento, porque precisamos de um tempo para que a gripe não venha abater como foi no começo deste ano, que tivemos um surto de gripe. Vamos evitar ficarmos doentes e vamos nos imunizar. Conto com a ajuda de todos para não termos surto de gripe”, disse.

No caso da vacina contra a Covid, crianças de 5 a 11 anos devem estar acompanhadas dos pais ou responsáveis na hora da imunização. Assim como os adolescentes de 12 anos ou mais.

Leia Também:  Rio Branco-AC acerta com meia-atacante João Hassen ex-Nova Iguaçu-RJ para sequência da temporada

A 1ª e 2ª dose são disponibilizadas para pessoas com mais de 12 anos. Já a dose de reforço é aplicada em adultos acima dos 18 anos que tenham completado 4 meses desde a última dose e pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos).

Quem tomou a primeira dose da Janssen há 2 meses ou mais deve comparecer à Urap Vila Ivonete e tomar a dose de reforço. É necessário apresentar a carteira de vacinação comprovando que tomou a 1ª dose da Janssen há mais de 60 dias.

A equipes de Saúde de Rio Branco começaram no dia 26 de março a vacinar idosos acima dos 80 anos com a 4ª dose contra a Covid-19. O Ministério da Saúde anunciou a recomendação, no dia 23 de março, da aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid (a segunda dose de reforço) em idosos acima de 80 anos. Veja mais no G1 Acre

Equipes de saúde de Rio Branco atendem público até às 16h com vacina contra a Covid-19 – Foto: Elderico Silva

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Fundação Oswaldo Cruz indica possível aumento do Síndrome Respiratória Aguda Grave no Acre

Publicados

em

Análise é feita com base nos dados inseridos no Sivep-gripe até o dia 9 de maio e faz parte da semana epidemiológica número 18, entre os dias 1º a 5 de maio – Foto: Reprodução

O novo Boletim do InfoGripe, divulgado nessa quinta-feira (12) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), aponta para um possível início de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na população adulta em diversos estados, incluindo o Acre.

A análise é feita com base nos dados inseridos no Sivep-gripe até o dia 9 de maio e faz parte da semana epidemiológica número 18, entre os dias 1º a 5 de maio.

O estado acreano está entre os 17 com tendência de crescimento dos casos entre adultos, o que mostra uma diferença do que ocorreu no mês de abril, quando o levantamento apontava essa tendência de crescimento entre crianças.

De acordo com o boletim, os casos de Covid-19 ainda são a principal causa de SRAG entre os casos com identificação laboratorial na população adulta.

Das 27 unidades da federação, 17 apresentam indicação de crescimento dos casos. Entre as capitais, o número também é de com sinais de crescimento, incluindo Rio Branco. Veja estados com tendência de aumento:

Leia Também:  Parteira desde os 10, mulher no AC já ajudou mais de 280 bebês a nascer
  1. Acre
  2. Alagoas
  3. Amazonas
  4. Amapá
  5. Ceará
  6. Maranhão
  7. Mato Grosso
  8. Mato Grosso do Sul
  9. Pará
  10. Paraná
  11. Rio Grande do Norte
  12. Rio de Janeiro
  13. Rondônia
  14. Roraima
  15. Rio Grande do Sul
  16. Santa Catarina
  17. Tocantins

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) abrange casos de síndrome gripal (SG) que evoluem com comprometimento da função respiratória que, na maioria dos casos, leva à hospitalização, sem outra causa específica. As causas podem ser vírus respiratórios, dentre os quais predominam os da Influenza do tipo A e B, Vírus Sincicial Respiratório, SARS-COV-2, bactérias, fungos e outros agentes.

Síndrome Gripal (SG) – Indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos, dois (2) dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou gustativos.

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) – Indivíduo com SG que apresente: dispneia/desconforto respiratório OU pressão ou dor persistente no tórax OU saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente OU coloração azulada (cianose) dos lábios ou rosto.

Leia Também:  Campeonato de Futebol Society Damas da Bola terá jogos nos dias 15, 18 e 22 de maio, em Rio Branco

Fiocruz indica possível aumento de SRAG em adultos no Acre – Foto: Reprodução

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA