Saúde

Dia Mundial de Luta Contra a Aids é marcado por atividades novo Mercado Velho

Publicados

Saúde

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com várias Ongs, promoveu nesta segunda-feira, 2, um ato de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), na praça do Novo Mercado Velho, em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids. 

De acordo com Felix Araújo, coordenador de Vigilância em Saúde da Semsa, é preciso classificar que a Aids é uma doença quando o paciente está em atendimento e com outros fatores associados ao HIV, outra coisa é vírus. O portador do HIV pode ter uma vida normal e com qualidade, quem faz o tratamento adequado pode ter uma expectativa de vida alta.

“O Dia Mundial de Luta Contra a Aids vem nessa perspectiva de que as pessoas evitem o adoecimento ou identifiquem o vírus precocemente para tratar. Tem uma orientação da ONU, que em 2020, 95% das pessoas portadoras do HIV saibam que tem o vírus. No Brasil, essa média é de apenas 75%, sendo que 25% dessas pessoas têm um risco de o descobrir de maneira tardia para um tratamento eficaz”, observa Felix.

A ação de hoje, marcou também a abertura do Dezembro Vermelho, mês de intensificação das Ações de Prevenção e Luta contra Aids. Foram realizados 45 testes rápidos por punção digital (todos negativos) e 68 testes por fluído oral (todos negativos). Também foram entregues 200 kits de prevenção para populares e cerca de 400 pessoas visitaram a tenda de prevenção da Prefeitura.

Leia Também:  Após 10 dias internada, criança do AC com cardiopatia morre em GO

A estudante do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja), Maria Rosa, moradora do bairro Belo Jardim, compareceu ao local para realizar o teste. “Eu estou fazendo a minha parte cuidando de mim. Busco a prevenção sempre, porém, mesmo usando os métodos indicados nas relações é importante estar sempre atento com tudo”, colocou.

Na programação das atividades estão oferta de testes rápidos, distribuição de material informativo, atividades nas dependências das unidades e no território chamando a atenção da população para o cuidado e prevenção ao HIV, e conscientização de uso de preservativos e exames de rotina.

Álvaro Mendes, da Associação de Redução de Danos do Acre (Aredacre), lembrou que o Dia Mundial da Luta contra a Aids é celebrado em todo país desde 1988 no dia 1º de dezembro e visa a promoção de ações que levem conhecimento e informações sobre o HIV/Aids à população, além de fomentar a luta contra a transmissão e o adoecimento.

“Esse trabalho da Prefeitura é muito importante por conta do alto índice de contaminação entre jovens no Brasil e no Acre não é diferente. Estamos avançando, mas sabemos que falta muito e a conscientização sobre os riscos precisam sempre serem lembrados”, sublinhou Álvaro.

Leia Também:  Prefeitura de Brasileia entrega terceira Unidade Básica de Saúde

Sâmia Cristina Tessinari de Oliveira Silva, coordenadora da Área Técnica de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) /HIV/Aids e hepatites virais da Semsa, destacou que o trabalho de prevenção, por orientação da prefeita Socorro Neri foi fortalecido em todas as unidades de saúde do município. A Prefeitura ampliou os serviços de testagem rápida, não só nas Uraps, mas também nas Unidades Básicas de Saúde da Família (USF), investiu em capacitação profissional para melhorar o atendimento, inclusive no pré-natal, fortalecendo o diagnóstico e prevenção, atendendo a livre demanda. “O trabalho de educação entre pares, por meio do Projeto Quero a Vida tem levado as informações de prevenção da forma papo reto, de adolescente para adolescente nas escolas, uma fermenta fundamental para avançar nessa luta”, pondera.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Saúde

Hospital Regional do Alto Acre, em Brasileia receberá R$ 884,7 mil para melhorias na Rede de Atenção Materna e Infantil

Publicados

em

O Hospital Regional do Alto Acre, que atende os município de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri vai receber a quantia de R$ 884.700,00 (oitocentos e oitenta e quatro mil e setecentos reais), esses recursos são para melhorias na Rede de Atenção Materna e Infantil (Rede Cegonha).

No total, foram destinados para o estado do Acre mais de R$ 13 milhões para melhorais nos serviços de saúde oferecidos pela Rede de Atenção Materna e Infantil nas mais diversas Unidades Hospitalares, onde 12 hospitais serão contemplados com este recurso federal.

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB-AC) divulgou a liberação do recurso no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa sexta-feira (5). Conforme a publicação, o recurso corresponde a portaria do Ministério da Saúde de 2012 para as ações de promoção, proteção e recuperação à saúde nas Unidades Assistenciais do estado que compõem a Rede Cegonha, os valores variam de cada Unidade.

Veja baixo os Hospitais que irão receber:

Hospital Abel Pinheiro (Mâncio Lima) – R$ 306,7 mil;

Hospital João Câncio Fernandes (Sena Madureira) – R$ 933,9 mil;

Leia Também:  Sem estoque, vacina pentavalente está em falta nos postos de saúde no Acre

Hospital Epaminondas Jácome (Xapuri) – R$ 471,8 mil;

Hospital Ary Rodrigues (Senador Guiomard) R$ 117,9 mil;

Hospital Geral de Feijó – R$ 365,7 mil;

Hospital Raimundo Chaar (Brasileia) – R$ 884,7 mil;

Maternidade Ethel Muriel Gueddes (Tarauacá) – R$ 684,2 mil;

Hospital da Mulher e da Criança do Juruá (Cruzeiro do Sul) R$ 4,4 milhões;

Hospital Manoel Marinho Monte (Plácido de Castro) – R$ 171,3 mil;

Huerb (Rio Branco) – R$ 601,6 mil;

Fundhacre (Rio Branco) – R$ 522 mil;

Maternidade Bárbara Heliodora (Rio Branco) – R$ 3,7 milhões.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA