Política

Capixaba recebe doação de ambulância do governo do Estado

A ambulância foi doada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre)

Publicados

Política

A ambulância foi doada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre)

A ambulância foi doada pelo governo

A ambulância foi doada pelo governo

Escrito por Álefe Souza (Assessoria Sesacre)

Capixaba recebeu, na manhã desta sexta-feira, 13, uma nova Unidade de Suporte Básico (USB), para ser utilizada como meio de transporte sanitário e de assistência médica à população, com prioridade para atendimentos médicos não emergenciais, mas em que haja necessidade de transporte do paciente, podendo também ser utilizada em casos emergenciais.

A ambulância foi doada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), visando à melhoria da qualidade de atendimento e o aperfeiçoamento e expansão da capacidade operacional do Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na atenção básica.

A solenidade de entrega e assinatura do Termo de Doação reuniu diversas autoridades, no Centro de Saúde Idelfonso Cordeiro, entre eles, a secretária de Estado de Saúde, Suely Melo; o prefeito de Capixaba, Otávio Varêda; o secretário municipal de saúde, Gerlandes Oliveira, vereadores, deputados e comunidade.

Segundo Suely Melo, essa é mais uma das conquistas que reflete o compromisso do governo com a saúde do Acre. “Depois da proibição da aquisição de ambulância por meio de emendas particulares, muitos municípios não puderam adquirir esses veículos”, disse.

Suely contou, ainda, que o governador autorizou a utilização de recursos do Pró-Acre para a reforma de 10 ambulâncias que serão disponibilizadas até o fim do ano a outros municípios. “Tudo o que é feito para a saúde é feito com muito esforço, dentro das nossas possibilidades e limitações”, garantiu a secretária.

As unidades de saúde da atenção básica de Capixaba contavam apenas com uma antiga ambulância para o transporte de pacientes. Em casos mais graves, era uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que prestava o socorro. O cidade mais próxima de Capixaba de referência para urgências e emergências é Senador Guiomard, que fica a pouco mais de 50 quilômetros de distância.

O motorista José Francisco Oliveira lembrou que já enfrentou muitas dificuldades com a velha ambulância da unidade. “Apesar de já ter servido muito, é um veículo muito velho. Já quebrou várias vezes, além de não ter espaço suficiente para acomodar devidamente o paciente”, relatou.

O prefeito Otávio Varêda, o secretário municipal de Saúde, Gerlandes Oliveira, e o diretor do Centro de Saúde, Weriton Roque, foram unânimes em dizer que a doação da ambulância representa um grande benefício para a população de Capixaba. “A possibilidade de salvar vidas se torna muito maior agora”, afirmou Roque.

“A gente fica mais confiante, sabendo que pode contar com um serviço de qualidade e que o governo se preocupa em melhorar a saúde”, disse a dona de casa, Menilza Ramos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Após anúncio da pré-candidatura de Leila Galvão, várias lideranças querem ocupar a vaga de vice

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Veja o Vídeo: A pior gestão para o produtor rural é a da prefeita Fernanda Hassem, diz Vereador Reinaldo Gadelha

Publicados

em

O vereador Reinaldo Gadelha usou a tribuna para expressar o seu descontentamento com a gestão da prefeita Fernanda Hassem em relação ao modo como a gestão vem tratando o produtor rural, segundo ele, esta é a pior gestão que já teve para o homem do campo, pois faltam incentivos e apoio para o produtor.

Reinaldo destaca que acompanha a política de Brasileia desde o ano de 2000 e durante todo esse tempo, o produtor rural até a gestão do ex-prefeito Everaldo recebeu incentivo da prefeitura e com isso os produtores produziam e essa realidade mudou quando a prefeita Fernanda Hassem passou a ser prefeita, pois desenvolveu uma gestão que não atende as necessidades dos colonos.

O vereador relembra que na gestão do ex-prefeito Alvanir, os colonos puderam ter açude, mesmo aqueles que eram oposição a ele. Alvanir não fazia distinção de ninguém e muitos produtores foram comtemplados do açude; Na gestão da ex-prefeita Leila Galvão, havia cinco tratores trabalhando na mecanização de terras e havia calcário para doar para os produtores rurais, 25 produtores de cada associação tinha direito a calcário incorporado a custo zero; A maior produção de grãos foi na gestão do ex-prefeito Everaldo, pois pegou uma base, já tinha calcário, incorporou o solo também a custo zero e Brasileia produziu.

Leia Também:  Mesmo condenado e preso, Lula caminha para a quinta vitória consecutiva nas eleições presidenciais

O parlamentar questiona o que Brasileia está produzindo agora, mesmo tendo R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais) a disposição no orçamento de 2022. O que chama atenção é que nas gestões passadas o recursos era bastante inferior se comparado com o atual e as gestões dava incentivo, e agora com esse montante, os produtores não tem apoio.

Quem conhece o vereador Reinaldo Gadelha, sabe que o mesmo é produtor rural e reside na Reserva Extrativista Chico Mendo, portanto a maior bandeira de seu mandato é a luta em defesa dos produtores rurais e da agricultura, por esse motivo é que o parlamentar fala com propriedade pois sente na pele o abandono que os produtores estão enfrentando.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA