Saúde

Acre tem 13 novas vagas para o programa Mais Médicos

Desde 2013, 160 médicos trabalham no Acre. agora tem 13 novas vagas para o programa Mais Médicos

Publicados

Saúde

Desde 2013, 160 médicos trabalham no Acre. agora tem 13 novas vagas para o programa Mais Médicos

Por Álefe Souza com informações da Agência Saúde

11141738793_d67bc6bc23_o-300x175Acrelândia, Cruzeiro do Sul, Feijó, Rio Branco e Tarauacá aderiram ao programa de provisão lançado pelo Ministério da Saúde (MS) no dia 15 de janeiro e que disponibiliza 4.146 novas vagas para profissionais que desejarem atuar no programa Mais Médicos, em 1.294 municípios e 12 Distritos Especiais Indígenas (DSEIs) do país. Para os municípios acreanos que aderiram ao programa, foram disponibilizadas 13 vagas, nove das quais para a capital.

Tiveram prioridade no programa municípios com dificuldade de contratar médicos na atenção básica e os que dispunham de vagas para o Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab).

Atualmente, o Mais Médicos conta com 14.462 médicos, atuando em 3.785 cidades, o que beneficia cerca de 50 milhões de pessoas em todo o país. Com a expansão, a previsão do MS é de que 4.058 municípios brasileiros e 34 DSEIs sejam beneficiados com 18.247 médicos atuando na atenção básica. Com isso, cerca de 63 milhões de pessoas serão favorecidas.

Leia Também:  Saúde inicia programação do Setembro Amarelo

No Acre, trabalham aproximadamente 160 médicos do programa. Um levantamento realizado pelo MS em 2014 demonstrou que, após a chegada dos profissionais ao estado, houve um aumento de 969,2 % no número de atendimentos de pequenas urgências.

“Esse programa é essencial para a manutenção das condições de saúde da nossa população, no que se refere à prevenção e promoção de saúde. O foco é levar uma saúde de mais qualidade para a população, e isso vem ao encontro do que o governador Tião Viana pensa, ao trazer mais médicos para o estado”, disse o secretário de Estado de Saúde, Armando Melo, sobre a nova etapa do programa Mais Médicos.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Saúde

Programa Saúde na Comunidade se aproxima dos 30 mil atendimentos em Epitaciolândia

Publicados

em

Assessoria – O programa Saúde na Comunidade chega a sua 37ª edição e já realizou cerca de 30 mil atendimentos, aos pouco foi se consolidando e ampliando com especialidade que vão de exames de ultrassonografias em mais de 12 modalidades, eletrocardiograma, consultas com médicos especialistas, dentre outros.

Para o prefeito Sérgio Lopes o programa é uma forma de levar saúde de qualidade em todos os lugares de Epitaciolândia, seja aqui na cidade ou nas comunidades mais distantes da zona rural.

“O Programa Saúde na Comunidade nasceu da necessidade de levar serviços de saúde preventiva e curativa para aquelas comunidade de difícil acesso, e hoje é o maior programa de políticas públicas em todo o estado Acre..” Destacou o prefeito.

Na 37º edição realizada na Escola Municipal João Pedro da Silva, Bairro Liberdade, foram oferecidas diversas especialidade como ortopedia, oftalmologista, eletrocardiograma, ultrassonografia, dentre outros exames

37ª Edição Saúde na Comunidade 06/08/2022

(Escola João Pedro da Silva)

Atendimento médico: 105

Procedimento odontológico: 253

Leia Também:  Ministério da Saúde garante recursos para Maternidade Bárbara Heliodora

Procedimento de enfermagem: 357

Atendimento/ abordagem Psicólogo: 12

Vacina: 91

Rotina: 61

Covid: 30

Dispensação de medicamentos: 116

Auxílio Brasil: 32

Teste Rápido ISTs: 124

Teste Rápido covid: 34

PCCU: 17

Corte de cabelo: 67

Eletrocardiograma: 42

Vacina Antirrábica: 73

Especialidades 367

Ortopedia: 67

Cardiologia: 42

Pediatria: 48

Ginecologia: 55

Geriatria: 23

Oftalmologia: 132

Ultrassonografias: 251

Aparelho urinário: 79

Bexiga e próstata: 11

Abdômen total 79

Pélvica suprapúbica e transvaginal 3

Pélvica transvaginal 37

Partes moles 8

Tireóide 7

Usg de mama 7

Obstetrícia 14

Pélvica suprapúbica: 2

Parede Abdominal: 3

Região inguinal: 1

Total de atendimentos: 1.941

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA