Política

Vereador Pastor Arnaldo Barros foi denunciado por usar Facção para ameaçar um prestador de serviços do Parlamentar

Publicados

Política

O Boletim de ocorrência de nº00012909/20232-A01, foi registrado na Delegacia de Polícia Civil da 5ª Regional em Rio Branco em desfavor do Pastor e vereador Arnaldo Barros (Podemos).

O vereador é acusado de ter intimidado o senhor, Carlos Robson da Silva Araújo, este por ter ido até sua casa falar de um contrato de prestação de serviços entre ambos. Segundo consta na denúncia, o homem afirmou para Arnaldo Barros, que diante do aumento da verba de gabinete dado pela câmara aos vereadores, ele iria reajustar o contrato com Parlamentar, que não gostou nada do assunto.

Em seguida, Arnaldo Barros afirmou que não iria pagar e empurrou Carlos e pediu que ele se retirasse imediatamente do local. Acoado e achando que estava sendo gravado, Arnaldo Barros com ajuda de um assessor, Gilmar da Silva Vieira tomaram o celular do mesmo, exigindo que ele desbloqueasse para comprovar se estaria ou não gravando.

Depois de ser ameaçado de denúncia, o Pastor Arnaldo Barros teria dito que possui muitos amigos em facções e que os mesmos lhe devem favores, uma maneira de intimidar Carlos que só saiu do local em segurança depois de contactar um amigo que foi até o local para buscá-lo. Segundo consta no Boletim, Arnaldo Barros ainda teria dito que apagaria todas as imagens de sua câmara de segurança da sua casa, para dificultar qualquer possibilidade de provas do ocorrido.

Leia Também:  Junto com Sindicato Rural, prefeitura e Bancos; vereador debatem sobre melhoria para Cruzeiro do Sul

O Pastor foi eleito para Vereador, em 2020, quando obteve 2132 votos depois de muitas tentativas de ter mandato eletivo. Arnaldo Barros é conhecido por se dizer libertador de drogados, onde afirma ter tirado centenas do mundo do crime.

O caso é grave e deve ganhar repercussão na Câmara e a justiça deve se manifestar sobre as graves acusações feita ao Pastor vereador.

Diante dos fatos tentamos contato com a assessoria do vereador mas até a publicação desta matéria não obtivemos sucesso, desde já o espaço está aberto para os devidos esclarecimentos a respeito do assunto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Os irmãos Hassem deram um chá de cadeira em Márcia Bittar e não compareceram em reunião na câmara de Brasileia

Publicados

em

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, esteve no município de Brasileia com o intuito de se reunir na Câmara de Brasileia, com os novos filiados do grupo do casal Bittar, os pré-candidatos Tadeu Hassem e Israel Milani, acompanhado da esposa, prefeita Fernanda Hassem, mas o problema é que na hora da reunião, os irmãos Hassem e o Primeiro Damo deram um chá de cadeira em Márcia e não apareceram.

Segundo informações repassadas a redação do site 3 de Julho Notícias com exclusividade, a reunião contou apenas com a presença de Márcia Bittar e poucos apoiadores, dentre eles a presidente da Câmara, Arlete Amaral; o ex-vereador Vagner Galli; Blandina; Zemar e outros. Já a turma dos irmãos Hassem não apareceu, comportamento este, tido com ingratidão, haja vista que, quando foi para Tadeu e Israel se filiarem aos partidos políticos sob comando de Márcio Bittar, o casal juntamente com um dos filhos se fizeram presentes no ato como forma de dar boas vindas.

Dentre as muitas especulações, a que apresenta mais força é de que o grupo não quer aparecer publicamente com os Bittar, pois isso colocaria os irmão Hassem em maus lenços pelo fato de estares iludindo outros políticos com o argumento de apoio.

Leia Também:  "Vereador sacou arma para mim e me agrediu na frente do meu filho de 2 anos", disse Primeira Dama de Porto Walter

Atualmente, o Casal Bittar encontra-se em situações estreitas com o governador Gladson Cameli, precisamente ambos os grupos estão rompidos, por ventura tem políticos tirando proveito desta situação e fazendo jogo triplo. As relações entre os irmão Hassem estão cada vez mais comprometedora, isto porquê a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem e Cia, prometeu apoiar, o senador Petecão, grupo no qual a sogra está acomodada; prometeu apoiar o grupo do senador Márcio Bittar, onde o irmão Tadeu Hassem e o esposo Israel estão filiados e por último após fazer as pazes com o Governador Gladson prometeu apoio, inclusive, Fernanda já colocou boa parte da família e amidos mais próximos no governo com cargos de chefia e altas CECs.

Dentre os nomeados está a esposa de Tadeu, Higia, e uma sobrinha dos irmão Hassem esse seria um dos motivos para que os Hassem não apareçam na foto com os Bittar, para não correr o risco os altos cargos da família.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA