Política

Urgente: “Tem candidatos sendo comprados com cheque pré-datado e sem fundo”, diz Deputado Fagner Calegário

Publicados

Política

Deputado Calegário é excluído do grupo de WhatsApp da Base e diz que estão comprando candidatos com cheque sem fundo – Foto:

O deputado estadual Fagner Calegário (Podemos), virou inimigo do Palácio Rio Branco depois da histórica e vergonhosa sessão de quinta-feira (31) na ALEAC, onde os parlamentares da Base do governo votaram contra aumento de 10% para os servidores públicos do estado.

Calegário se rebelou da base e resolveu ficar do lado dos servidores, gerando revolta no Palácio Rio Branco e teve de imediato algumas CEC de sua indicação exoneradas na mesma tarde. Além de Calégário, o colega de partido Chico Viga também não anda bem no conceito do governador Gladson Cameli (PP), que passou rolo compressor na luta dos trabalhadores.

Calegário e Chico Viga foram excluídos do grupo de WhatsApp da Base do governo, em uma demonstração de que não são mais confiáveis.

O deputado Calegário fez uma postagem inusitada em um perfil de rede social, ao dizer que tem muita gente sendo comprada com cheque pré-datado e sem fundo.

Leia Também:  Prefeito Zum abandona ramais do Icuriã e do Humaitá em Assis Brasil

“Sem dúvida nenhuma, uma das noites mais engraçadas da minha vida. Os candidatos sendo comprados com cheque pré-datado e sem fundo”, disse Calegário.

A mensagem do mesmo se refere aos líderes partidários que estão numa correria doida, para trazer nomes de pessoas influentes aos seus partidos, na busca de construírem chapas competitivas e disputar cadeiras de deputados estaduais e federais.

Calegário não detalhou sua metáfora, mas quem está desesperado prometendo mundos e fundos para candidatos são o governador Gladson Cameli e o senador Márcio Bittar.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Os irmãos Hassem deram um chá de cadeira em Márcia Bittar e não compareceram em reunião na câmara de Brasileia

Publicados

em

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, esteve no município de Brasileia com o intuito de se reunir na Câmara de Brasileia, com os novos filiados do grupo do casal Bittar, os pré-candidatos Tadeu Hassem e Israel Milani, acompanhado da esposa, prefeita Fernanda Hassem, mas o problema é que na hora da reunião, os irmãos Hassem e o Primeiro Damo deram um chá de cadeira em Márcia e não apareceram.

Segundo informações repassadas a redação do site 3 de Julho Notícias com exclusividade, a reunião contou apenas com a presença de Márcia Bittar e poucos apoiadores, dentre eles a presidente da Câmara, Arlete Amaral; o ex-vereador Vagner Galli; Blandina; Zemar e outros. Já a turma dos irmãos Hassem não apareceu, comportamento este, tido com ingratidão, haja vista que, quando foi para Tadeu e Israel se filiarem aos partidos políticos sob comando de Márcio Bittar, o casal juntamente com um dos filhos se fizeram presentes no ato como forma de dar boas vindas.

Dentre as muitas especulações, a que apresenta mais força é de que o grupo não quer aparecer publicamente com os Bittar, pois isso colocaria os irmão Hassem em maus lenços pelo fato de estares iludindo outros políticos com o argumento de apoio.

Leia Também:  Vereadora Marinete afirma que profissionais estavam sendo contratados antes mesmo de projeto ser aprovado na Câmara

Atualmente, o Casal Bittar encontra-se em situações estreitas com o governador Gladson Cameli, precisamente ambos os grupos estão rompidos, por ventura tem políticos tirando proveito desta situação e fazendo jogo triplo. As relações entre os irmão Hassem estão cada vez mais comprometedora, isto porquê a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem e Cia, prometeu apoiar, o senador Petecão, grupo no qual a sogra está acomodada; prometeu apoiar o grupo do senador Márcio Bittar, onde o irmão Tadeu Hassem e o esposo Israel estão filiados e por último após fazer as pazes com o Governador Gladson prometeu apoio, inclusive, Fernanda já colocou boa parte da família e amidos mais próximos no governo com cargos de chefia e altas CECs.

Dentre os nomeados está a esposa de Tadeu, Higia, e uma sobrinha dos irmão Hassem esse seria um dos motivos para que os Hassem não apareçam na foto com os Bittar, para não correr o risco os altos cargos da família.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA