RIO BRANCO

Política

Telma Chaves-Repasses do FPM poderão pagar 13º salário.

Publicados

Política

REPASSES EXTRAS DO FPM GARANTEM DÉCIMO TERCEIRO AOS SERVIDORES DOS MUNICÍPIOS

12

Com uma parcela a mais de mais de R$ 100 mil na 1ª parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de novembro, as prefeituras estão colocando em ordem as contas e poderão pagar sem problemas o 13º salário dos servidores.

Segundo a diretora-executiva da Associação dos Municípios do Acre (Amac), Telma Chaves, neste ano não existiu reclamações e alguns municípios já adiantaram parte do pagamento do 13º, como Cruzeiro do Sul.

“Como houve valores extras nas parcelas do FPM, acredito que não teremos reclamações este ano. Os prefeitos não estão nem reclamando”, confirmou a representante da Amac.

A elevação nos valores de novembro chegou a 7,7%, segundo a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com isso as cidades acreanas que no mesmo período do ano passado receberam R$ 761.842,73 receberão neste mês R$ 864.235,80.

Na soma dos dez meses deste ano, as prefeituras do Acre já receberam quase R$ 3 milhões a mais do que em 2012, chegando em 2013 com R$ 37.152.790,88, de acordo com o site da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Leia Também:  Prefeito Jailson Amorim se reúne com a equipe do INCRA e com o Sindicato dos trabalhadores Rurais de Rodrigues Alves

Outra novidade é que nenhum município aparece pendente com dívidas vencidas com o governo federal, com isso o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) não apresenta prefeituras impedidas de receberem repasses voluntários ou de programas governamentais.

Da Redação Com informações AMAC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

“Prefeita se oriente, prefeitura não faz nada por nós”, diz moradora em vídeo com a vereadora Neiva Badotti

Publicados

em

Eu amo eu cuido vem fazendo vítimas a cada chuva, e nesse inverno nossa população é quem sofre – Foto: Reprodução / Arte Alemão Monteiro

A vereadora do município de Brasileia, Neiva Badotti, esteve visitando moradores em pontos do município após uma chuva que deu na região e que vem causando transtornos aos moradores que estão sendo vítimas da má gestão de Fernanda Hassem e parte de sua equipe. 

Apesar de não ter previsão de transbordamento do Rio Acre no período invernoso, alguns moradores continuam sofrendo com a água entrando em suas casas, isso porquê o serviço de drenagem do município é incompatível com a demanda de água que a redes de esgoto recebe e infelizmente no verão, a prefeitura por meio da secretaria de obras não trabalhos para resolver este problema que já vem atormentando os moradores há muito tempo.

Revoltada com a situação, a vereadora Neiva resolveu acompanhar de perto essa situação para prestar seu apoio aos moradores que sofrem com a água dentro de suas casas e cobrar mais ainda da prefeitura providências quanto a este problema para que os moradores atingidos sejam assistidos pelo Poder Público Municipal. 

Leia Também:  Governo entrega Memorial Wilson Pinheiro em Brasileia; Prefeita Fernanda Hassem, também Participou do ato

Neiva destaca ainda que a prefeitura tinha recursos para resolver essa situação de alagamento em alguns pontos da Cidade, mas não resolveu a situação, não se sabe se é por falta de vontade ou por falta de competência e destaca que foi aprovado muitos milhões para 2022 para que a secretaria de obras possa trabalhar e o que se espera é que de fato a prefeitura trabalhe para proporcionar mais dignidade para essas famílias.

Diante das inúmera denúncias de transbordamento nas residência tentamos contato com o secretário de Obras, Francisco Lima, para saber qual é os planos da gestão para tentar resolver essa situação com a chegada do verão, mas até a publicação desta matéria não obtivemos sucesso, desde já o espaço fica aberto para mais esclarecimentos a respeito do assunto.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Leia Também:  Deputada Leila Galvão apresenta indicações para melhoria da Educação no Alto Acre

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA