RIO BRANCO

Política

Sérgio Lopes não vai pagar o abono e vereador vai denúncia no MP para saber onde foi gasto os mais de R$ 11 milhões do Fundeb

Publicados

Política

Prefeito perdulário: educação de Epitaciolândia não vai receber abono pois Sérgio Lopes gastou demais, diz vereador – Foto: arquivo José Maria / Assessoria PME – Secom

O vereador José Maria Valério Andrade (PSL), do município de Epitaciolândia afirmou que irá denunciar o prefeito Sérgio Lopes (PSDB) no Ministério Público e na Polícia Federal, para saber onde a atual gestão gastou os quase R$ 13.000,00 milhões do Fundeb (O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) que veio para o município no ano de 2020/2021.

José Maria quer saber aonde Lopes gastou o dinheiro da Educação já que não teve aula, não foi construído escola, não tinha transporte, e não foi gasto com combustível, enfim, é muito suspeito, haja vista que, o gasto superou os 70 % recomendado pela legislação.

Os profissionais da Educação do município de Epitaciolândia vão passar as datas festivas lamentando por não saborearem o doce incentivo de fim de ano em que quase todas as prefeituras irão pagar aos servidores municipais, umas para mais outras para menos mas boa parte dos servidores municipais serão beneficiados.

Leia Também:  Vídeo: Vereadora Neiva denuncia que paciente com Covid estão misturados com outros pacientes no Hospital de Brasileia

Mas a realidade dos servidores da educação municipal de Epitaciolândia é completamente diferente daquilo que se esperava, pois os trabalhadores acreditavam que iriam receber o abono do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (fundeb) que corresponde a sobra dos 70% do recurso federal.

Para a surpresa negativa de todos, os profissionais foram informados pelo prefeito Sérgio Lopes que não vai haver abono nenhum e o motivo seria o gasto acessivo do recurso do Fundeb que chegou a ultrapassar os 70% recomendado pela legislação, alcançando a meta de 75% no ano de 2021.

Diante do gasto ultrapassado, o Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE) recomendou que não houvesse pagamentos deste tipo pois a gestão já gastou o que podia e o que não podia e agora não poderá mais gastar, inclusive o próprio prefeito Sérgio Lopes foi quem informou que não vai haver abono devido o gasto em excesso e que o TCE já recomendou que não deve haver pagamentos neste sentido.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A Assembleia Legislativa do Estado do Acre tem se preocupado em proporcionar mais dignidade para a população acreana, aprovou a lei 3.795 de 27 de outubro de 2021 que trata da obrigatoriedade de incluir os absorventes aos itens de higiene das Unidades de ensino e disponibilizar, gratuitamente , nos banheiros das Escolas públicas Estaduais.

Leia Também:  Secretários de Everaldo vendem ilusão acerca da reconstrução de Brasiléia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo Abaixo: Em consonância com a Lei Nº 3.7757, de 13 de julho de 2021, a Assembleia Legislativa do Estado do Acre traz uma campanha de conscientização “Dezembro Verde”, há toda a população com relação aos animas, principalmente os que estão em situação de rua, pois os pets são o símbolo de amor ao próximo e o melhor amigo do homem, então ame-o!!

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Deputado Leo de Brito, diz que vale-gás começa a ser pago e deve beneficiar 51 mil famílias no Acre

Publicados

em

A partir desta terça-feira, 18, começa a ser pago o “vale-gás”, auxílio que garante aos beneficiados o recebimento de 50% do valor de uma botija de gás de 13 quilos.

A lei do vale-gás se tornou possível depois que o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) e os demais parlamentares que compõem a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados apresentaram o Projeto de Lei 1374/21 para que se instituísse o benefício para famílias de baixa renda, tendo em vista que o país registra no último ano altas consecutivas no valor da botija de gás, levando milhões de pessoas a buscar meios alternativos e em muitos casos, que colocam suas vidas em risco, para cozinhar alimentos.

“Estou muito feliz que o auxílio gás, que foi criado por meio de um projeto de lei de minha autoria, esteja chegando agora na casa de cinco milhões e meio de brasileiros. Só no Acre, são 51 mil famílias atendidas por esse auxílio. São famílias que precisam dessa ajuda diante da grave situação de insegurança alimentar registrada no Estado atualmente. Dados apontam que cerca de 60% das famílias acreanas enfrentam a insegurança alimentar atualmente”, afirma Leo de Brito.

Leia Também:  Prefeitura de Rodrigues Alves realiza ação em alusão ao Dia Mundial da Saúde

Como ter acesso ao vale-gás

O deputado federal acreano destaca que para ter acesso ao auxílio para compra do gás de cozinha, as famílias devem procurar a unidade de Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência e realizar o cadastro.

Têm direito ao benefício às famílias inscritas no CadÚnico com renda familiar mensal, por pessoa da família, menor ou igual a meio salário mínimo. Também têm direito as famílias com integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Mulheres chefes de família têm prioridade para receber o benefício, assim como as mulheres vítimas de violência. Para isso, foi feito convênio com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Esse meu projeto é uma ação no combate à fome que assola nosso país e, principalmente, milhares de famílias do Acre. As pessoas estão sofrendo com a alta inflação que eleva todos os dias os preços do alimentos, dos combustíveis, na conta de luz e eu, pelo nosso mandato, sigo trabalhando para buscar alternativas para ajudar quem mais precisa, que sofre com a falta de emprego, de oportunidades”, acrescenta Leo de Brito.

Leia Também:  Vídeo: Após denúncia de vereadores, governo Gladson volta para refazer trabalhos mal feitos no Ramal da Torre, em Epitaciolândia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA