RIO BRANCO

Política

SEE e Ufam oferecem 150 vagas e Administração Pública no Acre

SEE e Ufam oferecem 150 vagas do curso de Administração Pública no Acre

Publicados

Política

SEE e Ufam oferecem 150 vagas do curso de Administração Pública no Acre

Senador Aníbal Diniz esteve presente em Acrelândia e acredita que as aulas a distância respeitam mais os ritmos pessoais de aprendizado (Foto: Assessoria SEE)

Senador Aníbal Diniz esteve presente em Acrelândia e acredita que as aulas a distância respeitam mais os ritmos pessoais de aprendizado (Foto: Assessoria SEE)

assessoria-Concita Cardoso

Mais uma parceria de sucesso se iniciou neste fim de semana. Fruto do trabalho iniciado em 2011, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), realizou nos dias 18 e 19 a Aula Inaugural das turmas dos curso de graduação em Administração Pública na modalidade a distância em Brasileia, Acrelândia e Tarauacá.

Os cursos estão sendo oferecidos dentro do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) e são voltados para atender as demandas do serviço público, visando qualificar a mão de obra local. A ação faz parte de uma iniciativa do governo e irá beneficiar 150 acreanos distribuídos nos três municípios polos.

Segundo o coordenador do curso de Administração Pública na Modalidade a Distância da Ufam, Daniel Reis de Melo, a abertura das turmas no Acre é um marco na história da universidade em suas ações em Educação a Distância (EaD). “Este ano, a universidade inicia sua atuação em outros Estados amazônicos, como Roraima e Acre, reforçando o compromisso de formação de recursos humanos de excelência no Norte do país”, reforçou.

Leia Também:  Perpétua é recebida com carinho por comerciantes em Rio Branco.

De acordo com a aluna Olinda Morais, de Brasileia, os cursos oferecidos resultam em inovações no ato de ensinar e aprender. Novas estratégias de ensino, apoiadas nas tecnologias, estão sendo pensadas e propostas para a educação, fazendo com que a EaD se consolide ainda mais e avance em termos de validade social, popriciando a muitos que não dispõem de condições financeiras a oportunidade de concluir um curso superior.

Já o secretário de Estado de Educação e Esporte, Daniel Zen, completa dizendo que o ensino a distância tem papel fundamental para a democratização dos saberes. “Até o fim do ano estaremos disponibilizando 2.380 vagas, fruto de uma parceria com várias instituições de ensino superior com cursos de graduação e pós-graduação. A Educação a Distância está em um nível de aproveitamento equivalente ao das aulas presenciais”.

Para o senador Aníbal Diniz, que esteve presente na Aula Inaugural em Acrelândia, no sábado, 19, a modalidade de educação a distância permite um maior respeito aos ritmos pessoais, às diferenças sociais e culturais, às trajetórias e às histórias de vida individuais, contribuindo no processo de construção da autonomia intelectual e política e no resgate da autoestima pessoal e profissional.

Leia Também:  Cartório eleitoral em Brasiléia começa a lacrar urnas eletrônicas

Angélica Vicentina Veigant, graduada em Serviço Social e agora aluna do curso de Administração Pública em Acrelândia, afirma: “Estudar a distância exige perseverança, autonomia, capacidade de organizar o próprio tempo, habilidade de leitura, escrita e interpretação e, cada vez mais frequente, domínio de tecnologia”.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Política

Morador grava vídeo denunciando as péssimas condições de rua na atual gestão de Fernanda Hassem

Publicados

em

Um morador da rua Rondônia gravou um vídeo denunciando as péssimas condições da referida Via, segundo ele, os moradores que precisam trafegar pela rua não aguentam mais o abandono por parte da atual gestão de Fernanda Hassem, segundo ele há pelo menos 6 anos que a localidade não recebe manutenção da prefeitura de Brasileia.

Os moradores, revoltados com a situação resolveram tornar público essa situação para que o Poder Público tome providências quanto a esta situação específica. Vale destacar que não só a rua Rondônia encontra-se nesta condição, mas a maioria das vias do município encontra-se em péssimas condições.

Por se tratar de uma rua que dá acesso a escola infantil Menino Jesus e a uma distribuidora de gás os moradores almejam ainda mais uma melhoria, pois segundo eles, no período do inverno, os alunos enfrentam grande dificuldades para chegar a escola, onde saem de casa limpos e chegam na escolas sujos de lama por conta da falta de dignidade no tráfego.

“A cada chuva que cai o açude aumenta mais se jogar tambaqui aqui se cria porque a situação está cada vez pior, tá com mais de 6 anos que essa rua não recebe um tapa buracos, aqui quando as crianças estão indo para a escola elas sofrem”, concluiu um morador.

Leia Também:  Verdadeiro canteiro de obras: Governo do Estado investe R$ 40 milhões em máquinas pesadas

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA